ESPORTES

Um jornal tentou fazer piada com o goleiro do Flamengo e deu tudo errado

PTorre
Author
PTorre
Um jornal tentou fazer piada com o goleiro do Flamengo e deu tudo errado

Alex Muralha não vive boa fase no Flamengo. Contratado para ser o titular do gol em 2016, deixou o Figueirense após bom desempenho. E agradou no último ano. Foi eficiente na campanha que levou o time ao terceiro lugar do Campeonato Brasileiro ao terceiro lugar. Mas em 2017 tudo mudou. O goleiro começou a acumular falhas e irritou demais a torcida. Piadas começaram circular entre torcedores. Mas até que uma, em especial, passou do ponto.

Em sua edição de sexta-feira, primeiro de setembro, o jornal carioca Extra publicou um editorial comunicando que não mais chamaria o goleiro pelo seu apelido, de Muralha. Seria apenas Alex Roberto. Era para ser uma piada. Mas foi um tiro no pé. Até mesmo jornalistas do próprio grupo Globo criticaram a gracinha do veículo impresso. Uma catástrofe.

O editorial sem graça provocou uma reação do próprio goleiro e do Flamengo. O presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, se pronunciou em uma coletiva para condenar a perseguição ao atleta. E pediu uma retratação do jornal.

Muralha divulgou uma nota de protesto via a assessoria de imprensa pessoal. O jogador se disse indignado com a dita piada e se disse humilhado.

Um jornal tentou fazer piada com o goleiro do Flamengo e deu tudo errado

(Flamengo / Divulgação)

"Uma coisa é mexer com o ser humano. Isso está longe de ser uma brincadeira. A palavra é humilhação, execração pública", disse o goleiro em um comunicado.

Mais tarde, Muralha teve o apoio de vários companheiros de Flamengo, que se manifestaram em redes sociais para condenar o jornal e defender o colega.

O próximo jogo do Flamengo será a partida de ida pela final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, no Maracanã. Como Diego Alves, reforço que chegou do Valencia, não pôde ser inscrito, o jovem Thiago ou Alex Muralha são as opções do técnico Reinaldo Rueda.