ESPORTES

Um pênalti causou a primeira treta entre Neymar e Cavani no PSG

PTorre
Author
PTorre
Um pênalti causou a primeira treta entre Neymar e Cavani no PSG

(Twitter / PSG)

A contratação de Neymar pelo Paris Saint-Germain até então era um mar de rosas. Maior negócio da história do futebol, fãs maravilhados, time dando show em campo, venda recorde de camisas. Paris aos pés do atacante da camisa 10. Nem sempre é fácil controlar os egos de tantos boleiros/celebridades juntos no mesmo time. Com chegada de Neymar e Mbappé, o PSG formou o seu badalado trio MCN. Alegria, alegria. Até a página dois.

Um pênalti causou a primeira treta entre Neymar e Cavani no PSG

(Twitter / PSG)

E a virada de página ocorreu neste fim de semana, na partida entre PSG e Lyon pelo Campeonato Francês. A guerra de egos se tornou pública no Parc des Princes, em Paris. Cavani fez 1 a 0 para o time da casa e houve uma falta. Aí a treta começou. Daniel Alves se recusou a dar a bola para Cavani. E deu nas mãos de Neymar. Claro, a irritação foi generalizada. E a cena bem constrangedora como num recreio escolar de adolescentes.

A panelinha Daniel Alves e Neymar, aliás, já está formada há um bom tempo.

Neymar cobrou a falta e o goleiro defendeu. O jogo seguiu. Até que houve um pênalti para o PSG. Desde 2013 no clube, Cavani tem a prerrogativa de ser o cobrador oficial do time. E pegou a bola. Neymar tentou roubar a cena para ele. Argumentou. Levou um tapinha na perna. Tentou de novo. Não conseguiu após ouvir palavras de Cavani. E saiu com cara de pouquíssimos amigos.

Cavani cobrou o pênalti, o goleiro defendeu e a bola ainda bateu na trave. Não houve gol. Nem paz. Mas que esquisito, gente. Não era outro dia que eles estavam assim, cheio de amores?

E aí que a a história não terminou. Segundo os detetivões da internet, Neymar nesta segunda-feira deixou de seguir Cavani no Instagram. Uma forma de protesto em tempos modernos. Ao que parece, isso vai longe...

"Então Neymar deixou de seguir Cavani no Instagram. Senta e relaxa. Está apenas começando..."

Cresçam, garotos.