PT

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

Author
10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Imagem: Montagem/Fotos Públicas)

Com economia pífia e escândalos que espalharam a Operação Lava Jato, 2017 é um ano que fez história. E isso foi protagonizado, positiva e negativamente, pelos políticos.

Eis uma lista das 10 figuras políticas mais relevantes deste ano, à esquerda e à direita. Por meio da história dessas pessoas, é possível entender o momento único e turbulento que o Brasil viveu em 12 meses.

1. Luiz Inácio Lula da Silva

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Filipe Araujo/Fotos Públicas)

O ex-presidente petista enfrentou seu maior revés na Operação Lava Jato, ao ser condenado em primeira instância a nove anos e seis meses. Mesmo assim, Lula demonstrou força diante do juiz Sérgio Moro e tem números a apresentar: os institutos Paraná, Datafolha, PoderData360, Ibope e CNT/MDA apontam que pelo menos 30% dos eleitores podem votar nele. No primeiro turno de 2018 ele é o pré-candidato potencial mais forte, enquanto no segundo ele só enfrenta dificuldades com Marina Silva e Jair Bolsonaro. Luiz Inácio Lula da Silva também fez caravanas pelo Nordeste e por Minas Gerais, atraindo milhares de apoiadores. Na grande e na pequena mídia, Lula foi um dos protagonista neste ano e será em 2018, para o bem ou para o mal.

2. Michel Temer

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Alan Santos/PR/Fotos Públicas)

O presidente da República mais impopular da história não tem sequer 3% de aprovação da população. Prometendo um crescimento econômico acima de 1%, ele entregará menos. No ano que vem, se tudo der certo, o país não vai crescer 3%. Michel Temer também foi gravado por Joesley Batista, da JBS/J&F, pedindo para manter propinas calculadas em meio milhão de reais para calar Eduardo Cunha e Lúcio Funaro na cadeia. Cunha calou-se sobre o presidente, mas Funaro decidiu delatá-lo. Há forças políticas de diversos grupos para manter Temer no poder, mas ele desmoraliza todo o quadro político brasileiro. Consegue ser mais vergonhoso do que José Sarney.

3. Aécio Neves

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Fotos Públicas)

O ano para Aécio foi como para Temer: sufocante. Também delatado por Joesley Batista pedindo R$ 2 milhões de propina, o adversário de Dilma Rousseff e do PT viu a sua reputação desmoronar na Operação Lava Jato, que chegou a prender sua irmã Andrea e o primo Fred. Salvo pelos senadores, Aécio Neves se vê perdendo o controle do PSDB primeiro para Tasso Jereissati. Agora, para pacificar o ninho tucano, ele vai entregar a liderança para Geraldo Alckmin. Aécio já foi o tucano preferido para a corrida de 2018. Hoje ele só luta para sobreviver contra as acusações na Justiça.

4. Jair Bolsonaro

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil/Fotos Públicas)

É o pré-candidato favorito da extrema-direita, oscilando entre 13% e 20% das intenções de voto. Seus eleitores reúnem jovens e fascistas declarados que chegam a louvar a ditadura militar. Polêmico, Jair Bolsonaro se defende falando que não é corrupto. No entanto, tomou R$ 200 mil do financiamento da JBS que seu partido, o PP, recebeu. Colocou três filhos na política e está usando verba pública de seu cargo na Câmara para realizar viagens. Bolsonaro será um grande personagem em 2018, mas não consegue nem criar seu partido Patriota para disputar o Palácio do Planalto. Se não tiver coligações e tempo de TV, pode se afogar na praia.

5. Eduardo Cunha

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/Fotos Públicas)

Homem poderoso que articulou o impeachment de Dilma Rousseff, Cunha foi preso pelo juiz Sérgio Moro depois de ser cassado na Câmara. Hoje ele aparece na delação da JBS recebendo R$ 500 mil semanais para não delatar Michel Temer. Com o escândalo divulgado pelo Grupo Globo, seu operador Lúcio Funaro decidiu falar. Eduardo Cunha, no entanto, está na defensiva, preservando o PMDB, Michel Temer e ele mesmo.

6. Rodrigo Maia

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Lula Marques/Agência PT/Fotos Públicas)

O presidente da Câmara e sucessor de Cunha, Rodrigo Maia, tornou a vida de Michel Temer difícil no governo. Preservando o seu partido, o DEM, ele orientou votações para que a base de apoio da presidência se rebelasse. Maia não derrubou Temer, mas se algo acontecer, ele está pronto para tomar posse. E ele fortaleceu sua própria legenda.

7. João Doria Jr.

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Jdoriajr/Fotos Públicas)

Doria venceu Haddad com milhões de votos em primeiro turno para gerir São Paulo. Doria viajou para a Coreia do Sul. Doria foi até Dubai. Doria deu uma passadinha em Veneza e ainda teve tempo para visitar Veneza. Quis entrar na disputa presidencial de 2018, desrespeitando seu padrinho político no PSDB, Geraldo Alckmin. Fez sucesso no Facebook e depois afundou. Depois de se tornar um perfil de destaque nas redes sociais, não soube responder ao escândalo da "ração humana" que tentou aprovar para os mais pobres. A farinata era fabricada por uma empresa amiga que usava comida vencida ou perto do vencimento. Pegou mal tentar reprocessar comida estragada para os menos favorecidos. João Trabalhador agora vai ter que ficar na cidade, mas ele sonha num voo político para o governo do estado.

8. Geraldo Alckmin

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Alexandre Carvalho/A2img/Fotos Públicas)

Antes rival de Aécio Neves e José Serra, o governador teve que lidar com a traição de seu pupilo João Doria Jr. Foi firme ao manter sua pré-candidatura à presidência em 2018. No entanto, nas pesquisas, ele performa menos de 10% nas intenções de voto. Sem sal, Geraldo Alckmin propõe uma candidatura de direita mais liberal e menos extremista se comparada com a de Bolsonaro, mas ele não consegue convencer todos que tem potencial. Ele aparentemente não tem potencial para bater em Lula, que o venceu em 2006.

9. Fernando Haddad

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Haddad começou o ano mal por causa de sua derrota diante de Doria, mas terminará 2017 bem. Foi dar aulas na USP e no Insper e fez um grande ensaio sobre o PT, o momento político, sua gestão na prefeitura na revista Piauí de junho. Nos bastidores, petistas gostariam que ele fosse o plano B de Lula. No entanto, outros preferem que ele dispute o governo do estado de São Paulo ou o Senado Federal. Seja como for, Fernando Haddad prefere respeitar as decisões do ex-presidente Lula. Seu pensamento, aparentemente, é menos imediatista e mais de longo prazo no que concerne a política.

10. Guilherme Boulos

10 figuras políticas de destaque em 2017, para o bem e para o mal

(Foto: Mídia Ninja)

O líder do MTST chegou a ser preso no começo de 2017 por impedir uma operação policial numa ocupação. Na Avenida Paulista, chegou a defender a invasão do Congresso Federal na greve geral. Assediado pelo PT e pelo PSOL, Boulos é cotado para a corrida presidencial de 2018. Os socialistas já o querem como pré-candidato, mas, próximo de Lula, os petistas preferem que ele apoie um candidato. Seja como for, 2018 pode ser um ano da retomada dos protestos de rua. E Guilherme Boulos nunca saiu dela.