Coluna do Pedro Zambarda
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Coluna do Pedro Zambarda
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Coluna do Pedro Zambarda
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

A queda de Eike Batista e o problema da mídia que adula empresários

Como o mito Eike Batista foi vendido? Como ele caiu para a Lava Jato? Eike é do PT? É cria de Lula e de Dilma? É amigo de Aécio Neves e Luciano Huck? Quem é o bilionário que faturou em cima de especulações e como ele caiu nas garras da Lava Jato?

A queda de Eike Batista e o problema da mídia que adula empresários
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Se você não conhece as capas acima, eu explico. A primeira é da revista Veja de 2008, a segunda de 2012 e a última de semana passada, em 2017. Nelas, não há apenas a defesa do empresário Eike Batista, recentemente preso na Operação Lava Jato. Há a defesa de um outro Brasil, que não chegou a existir.

A queda de Eike Batista e o problema da mídia que adula empresários

Ex-marido de Luma de Oliveira nos anos 90, Eike surgiu do tráfico de diamantes de Serra Pelada, de uma faculdade na Alemanha que não terminou e da sua paixão pelas especulações na Bovespa e em bolsas de valores ao redor do mundo. Chegou a concentrar US$ 36 bilhões no auge do seu império das empresas X. Tornou-se, segundo a revista Forbes, o sétimo homem mais rico do mundo, com capacidade de se expandir e encarar Carlos Slim ou Bill Gates.

A queda de Eike Batista e o problema da mídia que adula empresários

Foi pego na Operação Lava Jato por sua ligações ao governo Sérgio Cabral, recentemente preso por esquemas nos governos Lula e Dilma. Isso levou muita gente do espectro da direita a relembrar da proximidade do ex-bilionário do PT, mas botar de lado sua intimidade com Aécio Neves, o PSDB e o longevo governo em Minas Gerais.

A queda de Eike Batista e o problema da mídia que adula empresários

Dentro da Editora Abril, Eike Batista era um assunto recorrente entre jornalistas. Ele surgiu no segundo governo Lula como uma esperança de impulsionar o setor empresarial brasileiro. Veja apressou-se em colocá-lo neste pedestal, assim como a Rede Globo e os grandes grupos da imprensa. Pouquíssimos fizeram a autocrítica sobre a OGX, LLX e empresas que prometiam ser a "Petrobras privada" na exploração das riquezas do pré-sal. Não deu outra: Quando os projetos não cumpriram os prazos, os US$ 36 bilhões derreteram e as ações das companhias de Eike chegaram a valer centavos.

Copiando o formato norte-americano de jornalismo de negócios, por muitas vezes sensacionalista e sem nenhuma crítica ao funcionamento real do livre-mercado, ou mesmo do modelo desenvolvimentista petista que fracassou, fabricamos um bilionário falso, baseado em especulações. Copiamos um executivo que quer ser mais Donald Trump e menos Bill Gates, criando negócios sem liquidez. Felizmente (ou não), o posto de Eike foi reposto pelo de Jorge Paulo Lemann, dono da 3G Capital que adquiriu a Heinz e tem participação no Burger King, com fortuna especulada em US$ 28 bilhões. Lemann investe em educação, um bem escasso no Brasil.

Nosso país, no entanto, perde tempo adulando executivos graças a sua mídia e não discute modelos de negócios reais ou empreendedorismo com riscos calculados. Os bilionários são corruptos não por culpa do PT ou do PSDB. São corruptos e corruptores porque aceitam o sistema de pagar propina em troca de favores. Criam efetivamente a corrupção sistêmica.

A queda de Eike Batista e o problema da mídia que adula empresários

Um filme sobre a Operação Lava Jato tinha financiamento do próprio Eike Batista, preso recentemente pela Lava Jato. 

O AVC da esposa de Lula e o esgoto dos comentários na internet brasileira

Dona Marisa Letícia foi internada no Hospital Sírio-Libanês. Esposa do ex-presidente Lula, era esperada uma reação da internet. Até onde chegamos? E por que permitimos que o antipetismo chegasse neste ponto?

O AVC da esposa de Lula e o esgoto dos comentários na internet brasileira
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Marisa Letícia Lula da Silva foi internada em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC) no dia 24 de janeiro de 2017, uma terça-feira. Passou por um exame de tomografia no Hospital Assunção, em São Bernardo do Campo, e entrou na UTI do Sírio-Libanês, hospital de ponta em São Paulo. Sob os cuidados do doutor Roberto Kalil, entrou em coma sodado no dia 26 e é mantida desta forma depois de uma arteriografia cerebral para estancar a hemorragia.

Logo após a internação, a tomografia tirada no SBC foi vazada ao jornalista Claudio Tognolli, biógrafo do músico Lobão e notório antipetista. O vazamento rompe o Código de Ética Médica. Tentei apurar essa história. O Hospital Assunção apura o caso e afastou os médicos. O Sírio-Libanês disse por nota que sua equipe não vazou documentos do hospital. Uma gravação circulou entre jornalistas e supostamente seria da equipe de Kalil. Mas a história permaneceu mal-explicada.

Não bastassem os problemas com a divulgação de notícias sobre dona Marisa, desrespeitando a família e descumprindo protocolos de divulgação médica supostamente "porque Lula será preso" (argumento de Tognolli), outro show de baixarias foram os comentários na internet.

Acostumados a uma leitora sem crítica da revista Veja, da Rede Globo e dos jornais brasileiros, os leitores de mídia aproveitam qualquer notícia ruim envolvendo o PT para comemorar. Leia alguns abaixo.

"Se é hemorrágico, ao contrário do isquêmico caso sobreviva a sequela é sempre maior. Valeu a pena roubar tanto, arruinar a vida de milhões de brasileiros, destroçar o futuro do Brasil, para ficar com pressão arterial na estratosfera e sofrer AVC?"

"Mais uma manobra dos advogados para se livra depois da cadeia!!! ate ja passa bem!!! e o povo enganado mais uma vez com essa mutreta de doença!!! ta igual esses Pastores !!! mas nao muito profissional".

"Tomara que essa desgraçada morra à míngua. Bem lentamente e dolorido. Igual essa família de ladrões fizeram com o povo brasileiro. Ou, pelo menos, passe o resto da vida em uma cadeira de rodas. E você 9 dedos desgraçado aguarde… O satã vai te buscar…"

"O cachaceiro vai usar a doença da mulher para se livrar da Lava Jato. Ele usou a mulher e os filhos para receber propinas".

Todo este esgoto saiu de um texto na Veja. Nem chequei o G1. Aqui - http://veja.abril.com.br/politica/marisa-leticia-e-internada-com-suspeita-de-avc/

A baixaria foi tanta que Reinaldo Azevedo, direitista extremo e insuspeito de ter simpatia por Lula, fechou a caixa de comentários do seu blog, desejando melhoras para dona Marisa.

Quando falamos que o antipetismo foi longe demais, nos chamavam de "governistas".

Quando o filho do governador Geraldo Alckmin faleceu, mandei minhas condolências à família. Nunca maltratei ninguém do PSDB, embora seja um jornalista assumidamente de oposição ao partido e à direita que os tucanos abraçaram.

O PT não está mais no governo federal. Quando este ódio vai sumir?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrozambarda
Escreve desde os 8 anos. É editor do Geração Gamer e Drops de Jogos, além de ser repórter do Diário do Centro do Mundo.