Coluna do Pedro Zambarda
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Coluna do Pedro Zambarda
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Coluna do Pedro Zambarda
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

O papel político do apresentador Faustão num jantar entre Elio Gaspari e Temer

"Oloco, meu!", disse Fausto na ocasião.

O papel político do apresentador Faustão num jantar entre Elio Gaspari e Temer
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A lebre foi levantada num afiado texto do jornalista Kiko Nogueira publicado no Diário do Centro do Mundo, citando o Diário de Pernambuco como fonte. Elio Gaspari, colunista dos jornais Folha e O Globo premiado, publicou uma coluna no dia 29 de março defendendo que Michel Temer permaneça no poder. Depois de falar que "há golpe", Elio fez malabarismos para defender o ex-vice de Dilma.

O papel político do apresentador Faustão num jantar entre Elio Gaspari e Temer

No dia 17 do mesmo mês, Elio e Temer jantaram no restaurante La Tambouille, que fica na Avenida Nove de Julho, região do Itaim Bibi. De acordo com o estabelecimento, eles servem frutos do mar, carnes, massas e aves "com grande requinte". 

O inusitado sobre o encontro, além de envolver o jornalista e o presidente, foi a participação do apresentador Fausto Silva da TV Globo na ocasião. Ele encontrou Elio e, agradecido por um almoço pago por ele numa entrevista, retribuiu o favor na conta de sua mesa. Temer chegou depois e eles comeram juntos.

O papel político do apresentador Faustão num jantar entre Elio Gaspari e Temer

As informações foram confirmadas pela assessoria de imprensa do Faustão. Não sabemos o que comeram e nem se Faustão disse "oloco, meu".

O fato é que, cerca de 10 dias depois, Elio Gaspari publicou sua coluna defendendo Temer sabendo da repercussão nacional que causaria via Folha e Globo. Ele é um jornalista sempre próximo ao poder, característica que sempre foi criticada por Paulo Henrique Amorim, colega da mesma geração.

PHA acusa Elio de, a despeito de suas origens na imprensa de esquerda do PCB, ser conivente com personalidades da ditadura militar. Elio Gaspari escreveu provavelmente um dos maiores estudos sobre os governos dos generais graças ao trânsito livre que tinha com o ex-presidente e ditador Ernesto Geisel e seu escudeiro, Golbery do Couto e Silva. Pautou a imprensa e a revista Veja, que dirigiu entre os anos 70 e 80, graças a suas fontes.

Hoje Elio promoveu Michel Temer, que deu o golpe em Dilma e bateu o recorde de desempregados no Brasil em seu governo, com 13,5 milhões de pessoas.

E quem pagou a conta da política que aconteceu dentro da imprensa foi Faustão. Oloco.

A ascensão de novos líderes políticos traz novas oposições de imprensa

Sobre as vitórias de Michel Temer e João Doria Jr. e o novo posicionamento da imprensa.

A ascensão de novos líderes políticos traz novas oposições de imprensa
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Michel Temer tornou-se presidente depois do impeachment de Dilma Rousseff. Deu o golpe ao trair seus antigos aliados, diz a esquerda. João Doria Jr. venceu em primeiro turno as eleições para prefeito em São Paulo. Em 2016, o PT foi dizimado eleitoralmente e os escândalos de corrupção do Petrolão e do Mensalão pegaram. A direita venceu.

Mas se a direita achava que governaria no sossego, estava enganada. Voltou a dar dinheiro para a grande mídia, reduzindo o financiamento público que petistas davam a blogs como DCM, GGN, Carta Maior, Brasil247 e outros. O Estadão ficou acoelhado, mas a Folha começou a bater forte em Temer com os vazamentos de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro envolvido na Lava Jato. Veja deu uma capa estampando a corrupção de Temer, Serra, Aécio e Alckmin no Petrolão.

Os sites de esquerda agora estão apurando irregularidades de João Doria Jr. Nos dias da treta entre Doria e Amazon, o site Imprença do jornalista esquerdista Victor Amatucci divulgou a denúncia do vereador petista Antonio Donato de que o prefeito devia R$ 90 mil de IPTU. A caça às bruxas ao PT produziu, de maneira positiva, órgãos de comunicação que hoje denunciam os tucanos, o PMDB e outros políticos que se corromperam e corrompem as instituições brasileiras.

Muitos me chamam de ranzinza e "parcial" quando critico o PSDB e a oposição ao PT. Sou parcial mesmo. Todo jornalista é. Ele está preso em suas referências, sejam elas quais forem.

Mas é bom que existam abutres como eu sou.

Os novos líderes da política produzem nova imprensa. 

E cá estamos, fazendo a oposição necessária.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrozambarda
Escreve desde os 8 anos. É editor do Geração Gamer e Drops de Jogos, além de ser repórter do Diário do Centro do Mundo.