GAMES

Como Dragonball Fighter Z já é uma grande promessa para jogos em 2018

Pedro Zambarda de Araújo
Yazar
Pedro Zambarda de Araújo

Um destaque inesperado da E3 2017 da Bandai Namco, Fighter Z já uma grande promessa. O que será que ele nos entrega no ano que vem?

Como Dragonball Fighter Z já é uma grande promessa para jogos em 2018

(Fotos: Divulgação/Bandai Namco)

Anunciado num surpreendente trailer durante a conferência da Microsoft na E3 em junho de 2017, Dragonball Fighter Z é um jogo de luta simples e empolgante. Premiado por sites como IGN e UOL Jogos, a produtora Bandai Namco o trouxe para o Brasil durante o Anime Friends e ele foi exibido na Gamescom.

Dragonball Fighter Z chegará em fevereiro de 2018 para PC, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo de luta foi disponibilizado na E3 2017, maior feira de games do mundo, com os lutadores Goku, Vegeta, Gohan (jovem), Cell (forma final), Freeza (forma final) e Majin Boo (forma inicial). os comandos do game se desenvolvem com meia lua pra frente e para trás, em comandos simples para elevar o ki ou soltar os poderes.

O jogo está em desenvolvimento pela Arc System Works, a mesma de Double Dragon e Gulty Gear, e traz gráficos 2,5D, ou seja, são gráficos 3D com performance bidimensional. Na prática, é um game de luta simples bem estilizado, graças aos gráficos produzidos Unreal Engine.

Como Dragonball Fighter Z já é uma grande promessa para jogos em 2018

Depois da E3, vários personagens foram revelados para o título. Piccollo, Kuririn eTrunks (do futuro) foram revelados em anúncios isolados da Bandai Namco.

Na Gamescom, maior feira de jogos da Europa que ocorreu em agosto, foram revelados os Androides 17 e 18, além do 16. Com mecânicas parecidas com Marvel vs Capcom, o título performa muito melhor do que a série Xenoverse, iniciada em 2015, que apostava mais em combates 3D - o que resultava numa jogabilidade lenta burocrática.

Nos combates, os personagens se transformam. Goku pode ser tornar Super Sayajin e Super Sayajin 3, as evoluções da sua raça alienígena - aumentando o cabelão que muda do preto para o loiro - que estavam presentes no anime (desenho japonês) bem-sucedido nos anos 90. E há novidades modernas dentro deste game.

Como Dragonball Fighter Z já é uma grande promessa para jogos em 2018

Novidades do desenho novo

O game é baseado em Dragon Ball Z, produção feita pelo desenhista Akira Toriyama e lançado pela Toei em 1989, com exibição no Brasil na década seguinte. Dentro do título, no entanto, há novidades de Dragon Ball Super, nova série de animes lançada em 2015.

Novos lutadores revelados em agosto são Goku e Vegeta na forma Super Sayajin Blue, o equivalente a um deus dentro do universo do desenho japonês.

Menos é mais

Como Dragonball Fighter Z já é uma grande promessa para jogos em 2018

(Foto: Pedro Zambarda/Drops de Jogos)

Jogar FighterZ na E3 foi uma experiência prazerosa em junho de 2017. O game atrai tanto os fãs casuais de jogos de luta quanto quem já está acostumado com o gênero.

E há um tempero adicional: quem viveu os anos 90 vai se sentir assistindo um episódio de DBZ e efetivamente vivendo seus dilemas no anime.

Não por acaso o Drops de Jogos elegeu este game como o melhor da E3 2017, exatamente por provar que menos é mais.

Pode esperar sem medo, porque promete ser um jogão.