GAMES

Conheça o canal 8-Bit Philosophy, que ensina a pensar com gráficos de games

Author

Fenômeno no YouTube e do Facebook, canal ensina de maneira didática os ensinamentos de Marx, Albert Camus, entre outros pensadores ocidentais.

Conheça o canal 8-Bit Philosophy, que ensina a pensar com gráficos de games

Os videogames não estão presentes apenas nos aparelhos que jogamos. Muitos elementos deles estão presentes na cultura pop que consumimos. E, no YouTube, as referências existem a rodo.

O canal Wisecrack foi criado em 3 de junho de 2013 e é formado por um grupo de comediantes com acadêmicos e críticos. Eles fazem resenhas e considerações sobre filmes da cultura pop, seriados da Netflix e uma gama ampla de assuntos - que são muito consumidos no YouTube.

Uma das séries de vídeos deles mais fascinantes é, sem dúvida alguma, a 8-Bit Philosophy. Explicando de uma maneira simplificada e utilizando games como Donkey Kong, Super Mario Bros e Metroid, eles realmente debatem feminismo, privilégio, perigos do capitalismo, absurdo, suicídio e os principais pensadores ocidentais sobre estes assuntos.

Albert Camus, Karl Marx, Simone de Bouvoir e os mais influentes filósofos são temas dos vídeos com milhares de visualizações. O canal tem mais de 300 vídeos e mais de dois milhões de assinantes. 

A importância da estética vinculada com videogames

Assim como o cinema foi no século 20, os games trazem uma estética típica do período em que vivemos. Trilhas de jogos eletrônicos embalam reportagens do jornal Folha de S.Paulo no YouTube, por exemplo. Videogames inspiram sequências de ação nos longa-metragens. Jogos definem a literatura de grandes nomes como o escritor argentino Julio Cortázar, que criam um quebra-cabeça de páginas fora do lugar para o leitor ordenar.

Por que não unir um conhecimento profundo, como a filosofia juntamente com os games? O Wisecrack presta um grande serviço ao valorizar as informações sobre aspectos profundos da vida por meio de uma linguagem de fácil acesso.

Os vídeos podem ser uma excelente porta de entrada para estudantes que não se dedicam muito aos conhecimentos filosóficos. É chato demais aprender isso? Temos uma opção que deixa tudo mais fácil envolvendo figuras que você conhece muito bem.

Da filosofia para a política

Progressistas nos conceitos, o Wisecrack aproveita as discussões críticas sobre o capital para também explicar os comportamentos conservadores e de extrema-direita do presidente Donald Trump. O governo norte-americano transforma-se numa oportunidade para discutir o conceito de fascismo.

É por essas e por diversas outras que os videogames são de fato uma cultura. E podem ser elementos muito enriquecedores de consumo.

Os comediantes apresentados neste texto são apenas um exemplo. Mas marcam um golaço ao associar um assunto complexo como é a filosofia.