Drops de Jogos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Drops de Jogos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Drops de Jogos
ic-spinner
У каждого есть своя история
Находите лучшие истории и интересных людей. Вдохновляйтесь ими и начинайте писать самостоятельно либо вместе с друзьями.

Conheça Angest, um jogo filosófico brasileiro em realidade virtual

Um jogo trancado numa nave russa, com referências filosóficas, pode ser a experiência mais profunda e gratuita em realidade virtual para você. E o melhor: a produção é brasileira.

Conheça Angest, um jogo filosófico brasileiro em realidade virtual
Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸

(Fotos: Divulgação/Black River Studios)

Desde 2014 o Brasil está no mapa da realidade virtual internacional. No final daquele ano, a desenvolvedora Ana Ribeiro deu início ao projeto Pixel Ripped no Reino Unido, recebeu investimento e chegou a desenvolver parte do game em VR no Facebook. Mas um título traz uma surpresa agradável para quem quer começar a curtir videogames neste formato.

Conheça Angest, um jogo filosófico brasileiro em realidade virtual

[AVISO: SPOILERS LEVES DO JOGO]

Angest foi lançado no dia 31 de agosto de 2017 pela desenvolvedora Black River Studios do Amazonas. O game em realidade virtual está disponível para download gratuitamente para o aparelho Samsung Gear VR, que só funciona com smartphones Samsung. 

E o que este jogo tem de especial?

O Drops de Jogos foi convidado pela empresa para testar o game na loja VR Gamer, em São Paulo, e fizemos uma avaliação em primeira mão.

Eis aqui algumas impressões.

Uma jornada solitária

Conheça Angest, um jogo filosófico brasileiro em realidade virtual

(Foto: Michelle Bertral/Drops de Jogos.
Na imagem: os irmãos Pedro e Paulo Zambarda no teste)

Você encarna uma cosmonauta chamada Valentina. Sua rotina é cuidar de uma estufa de plantas numa nave espacial. O trabalho é entediante, mas o jogador tem a liberdade de avaliar sozinho os eventos.

Isso acontece porque você é sempre monitorado por uma inteligência artificial chamada Konstantin. Você acorda com a voz do robô na nave. Ele guia todos os seus passos e faz uma avaliação mental de tudo o que se faz ou sobre o que você está sentindo.

Dentro da nave há livros de filosofia e muitas referências ao pensador niilista Friedrich Nietzsche. Sua teoria do "Super Homem" e do humanismo cético estão presentes, bem como as ideias sobre o absurdo do escritor franco-argelino Albert Camus. E, mesmo absolutamente sozinho, você pode interagir com o cenário e entender progressivamente o que está acontecendo.

Ah, sim, há música folclórica russa e palavras em cirílico ao longo de toda a aeronave.

Liberdade repressora

Konstantin aos poucos faz jus ao seu nome e é um verdadeiro viajante ao Inferno, mesmo que seja dentro da sua psiquê. Na mesa de interrogatório, ele pergunta sobre os seus sentimentos e manipula as respostas. Você pode ser um funcionário ordeiro ou um rebelde na nave. E tudo depende do seu psicológico.

Com a navegação feita de maneira simples pelos controles do Gear VR, Angest, que é a palavra alemã para "angústia", é um jogo profundamente silencioso. Frequentemente você se pega pensando em suas ações, enquanto se locomove por um mundo que não existe.

Na escuridão do espaço do jogo é possível chegar em diferentes finais dependendo das suas decisões. Ao terminar a experiência, que dura entre uma e duas horas, você se pega pensando no que viu naquela viagem espacial.

E no quanto aquelas imagens brincam com quem você é.

O jogo foi desenvolvido pela produtora Eliana Dib, que trabalhou na FEA-USP no jogo DEBORAH sobre história da contabilidade

Ficou curioso com Angest? Veja o trailer abaixo.

O que esperar de PES 2018, o rival de FIFA, em setembro?

Jogo foi desenvolvido pela japonesa Konami e promete melhorar em alguns aspectos técnicos. Será isso suficiente para superar o rival que lidera o mercado?

O que esperar de PES 2018, o rival de FIFA, em setembro?
Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸

(Fotos: Divulgação/Konami)

Todo ano é a mesma história: qual será o melhor jogo de futebol triple A da indústria de games? Por muito tempo, PES dominou, inclusive quando ainda se chamava Winning Eleven. No entanto, a Electronic Arts (EA) correu atrás do prejuízo e transformou FIFA em um dos games mais completos do segmento. O que podemos esperar para o período entre este ano e 2018?

O que esperar de PES 2018, o rival de FIFA, em setembro?

PES 2018 chega oficialmente no dia 12 de setembro, mas o jogo de futebol da japonesa Konami já surge com polêmicas. 10 dias antes do lançamento ele vazou em varejistas de maneira irregular, conforme apurou o site UOL Jogos. O rival FIFA 18, da americana Electronic Arts (EA), chega no dia 29 deste mês.

Mas por qual motivo você deve optar pelo PES e não pelo FIFA neste ano? Elencamos a seguir o que você pode esperar da versão de 2018 da franquia de jogos de futebol japonesa.

Um velocista jogável

O que esperar de PES 2018, o rival de FIFA, em setembro?

Quem comprou PES 2018 na pré-venda terá uma surpresa inusitada. O velocista jamaicano Usain Bolt estará no game como um jogador de futebol. Ele está promovendo o modo MyClub do game, sempre quis ser profissional da bola e permitiu que a Konami fizesse uma captação de seus movimentos corporais para dar realismo ao título.

Bolt foi o primeiro toque de bola da empresa japonesa para os conteúdos presentes e futuros deste PES. Alguns nomes conhecidos aparecem em DLCs.

Maradona, Dr. Sócrates e Romário

O craque argentino Diego Maradona está presente no jogo nas versões de 1982 e 1986, quando ele estava em seu ápice. Já entre os clássicos brasileiros, o jogador Dr. Sócrates da seleção está presente, assim como Romário, que hoje é senador da República.

Todos eles estão disponíveis no modo MyClub Legends. Serão conteúdos que podem ser baixados por download (DLC) por quem já tiver o game.

A capa do jogo no Brasil traz o craque Phillipe Coutinho, mas nos mercados europeus é o jogador Luis Suárez que aparece.

Quem ficou? E quem voltou?

A narração em português permanece com os veteranos jornalistas Mauro Beting e Milton Leite. Na versão japonesa, está de volta Jon Kabira, clássico narrador de versões anteriores.

Há problemas contratuais neste novo PES. A ida de Neymar ao Paris Saint-Germain (PSG) causa problemas, uma vez que o título da Konami tem mais proximidade com o Barcelona, seu antigo time. Já o FIFA deve se beneficiar da decisão.

Mas PES 2018 também traz boas exclusividades, como uma versão digital do estádio de São Januário que completa 100 anos, além de um contrato com o Vasco da Gama. Os times do Brasileirão também estão presentes.

Preocupação com eSports

O jogo chega ao mercado por cerca de R$ 200 para PlayStation 4 e Xbox One - mas sem versão para Nintendo Switch como o FIFA. E há uma preocupação da Konami no Brasil com atletas digitais.

Isso acontece porque um e-atleta brasileiro chamado GuiFera venceu o PES League mundial em Cardiff, País de Gales, no dia 3 de junho de 2017. Por isso, a marca quer profissionalizar novos players.

Para isso, o novo PES terá um modo 3v3 que incentiva o competitivo, em partidas rápidas.

Nada mal para um jogo que custava para se renovar, não é? 

Вы прочитали историю
Story cover
написанную
Writer avatar
pedrozambarda
Escreve desde os 8 anos. É editor do Geração Gamer e Drops de Jogos, além de ser repórter do Diário do Centro do Mundo.