Drops de Jogos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Drops de Jogos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Drops de Jogos
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Quais jogos são bons para começar a apreciar VR?

Realidade virtual é um novo paradigma dos videogames. Você não conhece absolutamente nada sobre? Vamos recomendar o que você deve ficar atento para entrar de cabeça no VR (sigla em inglês para Virtual Reality).

Quais jogos são bons para começar a apreciar VR?
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Desde 2012, com a campanha de financiamento coletivo do Oculus Rift e depois sua compra pelo Facebook por R$ 2 bilhões, a realidade virtual tornou-se um novo referencial na tecnologia e cresce lado a lado com os videogames. Mas ela também se encontra no mercado imobiliário, na arquitetura, na moda, nos esportes e em diversos outros ramos.

A realidade virtual não contempla somente o VR, que é a construção de ambientes 3D artificiais em 360 graus. Ela também abarca a realidade aumentada, que é a inserção de objetos tridimensionais em filmagens no ambiente real, como acontece em Pokémon GO. E a realidade mista, que é pesquisada desde 1970 e engloba os dois tipos de tecnologia.

Há três tipos de dispositivos VR. Os mais básicos, os cardboards, podem ser obtidos por R$ 25 pelo Google ou pela revista Mundo360 (a primeira do setor no Brasil) e são feitos de papelão, funcionando com aplicativos de smartphones. O modelo mobile de performance moderada englobam aparelhos como Gear VR e também funcionam com celulares, mas dando um retorno de gráficos incrementado e custando entre R$ 300 e R$ 800. Há modelos brasileiros, como Beenoculus e Loox, que se encaixam nesta segunda categoria.

Por fim, os de alta performance custam entre R$ 1 mil, R$ 3 mil e até R$ 10 mil. Eles envolvem gadgets como Oculus Rift, o pioneiro desta onda, PSVR e o HTC Vive, que está impulsionando a Valve, a mesma empresa dona do Steam (maior varejista de games).

Pra você entrar no universo de VR, conheça cinco games para introduzir o conceito.

1. Batman VR

Lançado para PlayStation VR em 11 de outubro de 2016, o jogo foi exposto em ferias como E3 e na Brasil Game Show. É um sucesso por colocar literalmente o jogador na pele do homem-morcego enquanto ele resolve puzzles e se aventura em Gotham City. É parte dos games da série Arkham e agora já está disponível para Oculus Rift e HTC Vive.

2. Rez Infinite

Vencedor do The Game Awards (TGA) de 2016, a mais importante premiação de jogos eletrônicos, ele é uma versão de um jogo lançado originalmente para Dreamcast e PS2 em 22 de novembro de 2001. Agora ele retorna ao PSVR da Sony para rodar no seu PlayStation 4, trazendo seu estilo rail shooter para você efetuar disparos em ambientes coloridos.

3. Alien Isolation

Pode anotar: Alien é a melhor experiência de terror em primeira pessoa que você terá em realidade virtual. O objetivo é não ser pego pelo alienígena e o sufoco para fugir dele vale o game. Lançado originalmente em 7 de outubro de 2014 para PC, PS4, PS3, Xbox One e Xbox 360, ele é outro game quando executado em VR.

4. Resident Evil 7

Os mortos-vivos de RE7 são a evolução de Alien no quesito terror. Grande lançamento deste ano, o jogo é bem fechado na história da família Baker no interior dos Estados Unidos. Vale pela experiência claustrofóbica. Foi lançado em 24 de janeiro de 2017 para PS4, Xbox One e PC.

5. Surgeon Simulator 2013

Disponível desde 19 de abril de 2013, Surgeon Simulator é um jogo que funciona desde smartphones (Android/iOS) e até PlayStation 4 ou PC. Seus mods são famosos, como aquele que coloca o corpo de Donald Trump no paciente que receberá sua cirurgia. Fora isso, o game serve como um complemento para sua aula de anatomia. Prepare-se para tocar em fígados, corações e estômagos de pessoas que estão entre a vida e a morte. Tudo em realidade virtual.

20 curiosidades sobre Final Fantasy VII em seus 20 anos

Sobre um dos RPGs mais consagrados de todos os tempos no universo dos videogames.

20 curiosidades sobre Final Fantasy VII em seus 20 anos
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Lançado em 31 de janeiro de 1997 no Japão, Final Fantasy VII é um dos games que nasceu predestinado ao sucesso absoluto e fez sucesso no instante em que foi lançado. Sendo o primeiro fora da plataforma Super Nintendo, o título marcou a mudança da Square de jogos 2D para três dimensões em um mundo aberto com elementos de cyberpunk (futuro distópico) e ecológico, aspectos revolucionários tanto no gameplay quanto na história.

Em 2017, FFVII completa 20 anos. No ano de 2015, foi anunciado numa conferência da Sony durante a E3 que a Square está trabalhando na criação de um remake do jogo. Mas o game refeito só deve chegar em 2020.

20 curiosidades sobre Final Fantasy VII em seus 20 anos

Vamos então relembrar curiosidades da saga futurista para matar as saudades deste jogo.

20 curiosidades sobre Final Fantasy VII em seus 20 anos
  1. O jogo iria ser lançado para um console chamado PlayStation... da Nintendo. A Sony tinha decidido criar um aparelho com a Big N, mas abandonaram o projeto por divergências na sua condução. A Nintendo criou o 64 e por muito tempo Final Fantasy VII era esperado para ele, mas ele saiu mesmo no PSX da Sony.
  2. [SPOILER] A morte de Aeris, histórica dentro do game, foi inspirada no falecimento da mãe de Hironobu Sakaguchi, produtor da franquia.
  3. Nobuo Uematsu foi o compositor do primeiro Final Fantasy até o episódio X e VII é considerado seu período mais produtivo, uma vez que as músicas saíram em oito meses.
  4. Os personagens Biggs e Wedge foram inspirados em Biggs Darklighter e Wedge Antilles, pilotos da Aliança Rebelde e amigos de Luke Skywalker na série de filmes Star Wars.
  5. Game foi vanguardista em abusar do espaço do PlayStation ao utilizar três discos para funcionar.
  6. Foi o primeiro game em 3D da série, mas ainda trazia os personagens "super deformed" (SD) no modo mapa.
  7. Era possível participar de uma corrida de Chocobos, as "galinhas amarelas" que servem como montaria.
  8. O jogo deu origem a um filme em 2005 chamado Final Fantasy VII: Advent Children, uma animação digital que mostra o futuro do herói Cloud contra seu rival Sephiroth (dividido em três entidades - Loz, Kadaj e Yazoo), que ainda quer destruir a Terra (Gaia).
  9. A cidade Midgard tem seu nome inspirado na mitologia nórdica.
  10. A história de FFVII mostra um futuro distópico em que a iniciativa privada venceu o Estado e as pessoas vivem numa metrópole melancólica que destrói a energia vital de Gaia, nossa mãe Terra. A corporação mais poderosa do planeta chama-se Shinra Electric Power Company.
  11. O designer Tetsuya Takahashi, que trabalhou no mesmo projeto, distanciou-se de Sakaguchi para criar uma franquia mais sombria chamada Xenogears.
  12. Parasite Eve, de 1999, nasceu de um conceito de Final Fantasy VII ocorrendo dentro de Nova York.
  13. Uma personagem chamada Edea foi pensada para FFVII, mas ela só foi utilizada na história de Final Fantasy VIII (1999).
  14. Há pelo menos 15 referências dentro do jogo ao número sete: AVALANCHE está no setor 7 de Midgar / o bar da Tifa é chamado 7th Heaven / no início do jogo, sete pessoas estão perto do 7th Heaven / os livros da mansão Shinra formam um “VII” / o avião vermelho do Costa Del Sol tem o “VII” pintado / Gold Saucer tem sete áreas de atrações / a Ancient Forest tem sete tesouros / Aeris e Ifalna foram mantidas em cativeiro pelo Hojo por sete anos / Cloud saiu de Nibelheim para entrar na SOLDIER há sete anos / Tifa fica sete dias inconsciente / deixando o personagem com o HP 7777, ele atinge o status All Luck 7 / Red XIII diz que o Meteoro vai chegar ao planeta em sete dias / Cloud chega ao nível sete depois da primeira batalha / a maioria dos personagens possuem sete limit breaks, excetuando Cait Sith e Vincent / há sete personagens obrigatórios ao longo da história, os outros dois são opcionais.
  15. Na época, o jogo custou US$ 45 milhões, ou cerca de R$ 141 milhões na atual conversão dos valores. Chega no mesmo patamar de GTA V, que custou US$ 137 milhões.
  16. O jogo tem uma sequência direta chamada Dirge of Cerberus, que é focada no personagem vampiro Vincent. Chegou em 2006 para PS2.
  17. Crisis Core é uma sequência de 2007 lançada para o portátil da Sony, o PSP. Ele conta a história de Zack, o antecessor de Cloud na SOLDIER, antes dos eventos de Final Fantasy VII.
  18. G-Bike é um mini-game baseado no jogo original e lançado em 2014 para iOS e Android.
  19. O filme Last Order, de 2005, também conta a história de Zack antes de Cloud e é uma animação.
  20. Final Fantasy VII vendeu 11 milhões de cópias, sendo o episódio isolado da série mais bem-sucedido da história.
20 curiosidades sobre Final Fantasy VII em seus 20 anos

Gostou dos números? Ouça a trilha de FFVII e veja a sequência de abertura para matar as saudades.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pedrozambarda
Escreve desde os 8 anos. É editor do Geração Gamer e Drops de Jogos, além de ser repórter do Diário do Centro do Mundo.