GAMES

The Legend of Zelda é o melhor jogo de 2017 e prova a vitória do Nintendo Switch

Autor

Breath of the Wild roubou a cena no The Game Awards. A Big N, que enfrentou fracas vendas na geração do console Wii U, ressurge das cinzas junto da indústria japonesa.

The Legend of Zelda é o melhor jogo de 2017 e prova a vitória do Nintendo Switch

(Fotos: Divulgação/Nintendo)

Um mundo amplo e milenar que permite que seu herói cace, percorra caminhos distintos e conheça povos das mais variadas raças. Gráficos que oscilam entre o desenho animado do design dos personagens e as paisagens gigantescas de tirar o fôlego. Muitos acharam que este game perderia para Super Mario Odyssey na maior cerimônia de jogos do ano. Felizmente, todos estavam errados.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild, lançado em 3 de março de 2017, foi o grande vencedor da quarta edição do The Game Awards (TGA), a maior premiação de jogos eletrônicos nos Estados Unidos e no mundo que é liderada pelo jornalista canadense Geoff Keighley (ex-GameTrailers). O novo título da saga do herói do tempo Link e da princesa Zelda tinha todos os pré-requisitos para ser um dos indicados na cerimônia e levou diferentes taças porque soube traduzir em profundidade a experiência de se jogar no novo aparelho Nintendo Switch.

The Legend of Zelda é o melhor jogo de 2017 e prova a vitória do Nintendo Switch

 O Switch, inclusive, foi lançado na mesma data do jogo. Ao invés da Nintendo estrear uma nova geração de consoles com Mario, uma tradição conhecida no Nintendo 64 (1996), a empresa decidiu promover um personagem e uma história mais profundos.

The Legend of Zelda é o melhor jogo de 2017 e prova a vitória do Nintendo Switch

O jogo dura pelo menos 50 horas. É possível ir direto para o chefe final, Ganon, sem enfrentar nenhuma dungeon, mas é necessário evoluir seu personagem e tentar entender o que o mundo enfrentou enquanto Link esteve adormecido. Seu personagem se alimenta de animais silvestres e escala montanhas. O game se situa na timeline de The Legend of Zelda, depois de todas as outras aventuras do chamado "herói do tempo".

O título tem um cenário 12 vezes maior do que The Legend of Zelda: Twilight Princess (2006). E, ao contrário dos Zelda anteriores, o criador Shigeru Miyamoto não teve envolvimento direto. A produção ficou na mão de Eiji Aonuma, designer de jogos que começou a trabalhar na franquia no jogo Ocarina of Time (1998).

As taças

The Legend of Zelda é o melhor jogo de 2017 e prova a vitória do Nintendo Switch

Breath of the Wild venceu no TGA como "Jogo do Ano", "Melhor Direção de Jogo" e "Melhor Game de Ação e Aventura". Eiji Aonuma chegou a imitar Miyamoto na E3 de 2004 e na de 2010: ele brandiu a espada mestre do personagem Link e seu escudo Hylian.

The Legend of Zelda é o melhor jogo de 2017 e prova a vitória do Nintendo Switch

E a premiação veio em boa hora. Exibindo Link numa moto e com roupas novas, o pacote de expansão The Champion's Ballad foi anunciado na mesma noite da TGA para aumentar ainda mais a experiência de Breath of the Wild.

The Legend of Zelda é o melhor jogo de 2017 e prova a vitória do Nintendo Switch

E a prova que o Nintendo Switch é um sucesso

Mesmo sem ter o mesmo hardware do PS4 ou do Xbox One, o Switch vendeu quase oito milhões de unidades segundo os institutos que contabilizam vendas nos Estados Unidos e no resto do mundo. 

No lançamento, a Big N chamou 100 desenvolvedoras que fizeram 70 títulos ao todo. Diferente de aparelhos anteriores, eles permitiram que games terceirizados como FIFA chegassem ao seu catálogo, bem como títulos independentes.

No primeiro mês de lançamento, o aparelho acompanhado por Zelda vendeu 2,74 milhões de unidades. Durante a E3 2017, o console estava em falta em varejistas gigantes, como Walmart.

A indústria japonesa enfrentou uma grande crise com problemas econômicos nos anos 2010. Agora eles estão progredindo como fizeram durante os anos 90, dominando toda a indústria de videogames.