GENTE

5 dicas para a carreira que ninguém te contou

Pilar Magnavita
Author
Pilar Magnavita
5 dicas para a carreira que ninguém te contou

Enquanto isso, algumas pessoas seguem em frente, performando no trabalho quase como um atleta olímpico. Estão no início dos 30 anos, já ocupando cargos de liderança e de grandes tomadas de decisão. São executivos, ganham muito bem, vivem internacionalmente e parecem que já possuem a vida toda muito bem resolvida na cabeça.

Quem são, o que fazem, como sobrevivem e se reproduzem os yuppies dos novos tempos?

Enquanto esse Globo Repórter ainda não passa na TV, seguem aqui algumas dicas de irmão braddock para te colocar bem na fita no ambiente de trabalho:

#1 Negociação

Minha mãe é um exemplo para mim. Ela entrava nas lojas, de artesanato a concessionárias de automóveis, e pechinchava ao máximo. Parece que tem prazer, porque é capaz de ficar mais de duas horas trocando uma ideia com o vendedor até conseguir abaixar o preço do que quer. Pois mamãe não só alcançou desde cedo um cargo altamente qualificado no trabalho, como também conseguiu fazer algum patrimônio com jornalismo. E o que tem uma coisa a ver com outra? Porque sem o poder de negociação, não dá para conquistar benefícios, aumento de salário, promoção, melhores cargos ou mesmo um novo emprego.

Há tantas coisas na vida que achamos que não são negociáveis que acabamos perdendo muita oportunidade legal de conseguir boas coisas. Uma vez eu mesma participei de uma seleção de emprego que nem estava tão interessada, porque aguardava o resultado de outra oportunidade. Pois levei a vaga, negociei horário e benefícios e, por fim, passei a oportunidade adiante, para desespero dos meus quase ex-futuros empregadores. Ao menos fui honesta com eles desde o princípio. Aliás, ser honesto é fundamental também. Tão importante quanto ser honesto é não ter medo.

#2 Autoconfiança

Aí vem a segunda questão de não ter medo: ter autoconfiança. Acreditar que você consegue e que o Universo conspira ao seu favor. Sabe aquela frase de Paulo Coelho, “Ela não sabia que era impossível, por isso foi lá e fez.”? Pois é por aí. Jamais fique achando que suas habilidades não são suficientes para o cargo que ocupa. E se de fato não são, estude, aprenda e corra atrás para fazer o teu melhor. Acredite que vá conseguir superar-se e lembre-se sempre quando achar que é uma fraude: a fé em si mesmo também remove montanhas.

#3 “Impossível” é uma ilusão

Eu tinha uma colega nos meus estudos para o Itamaraty, quando eu pensava em largar tudo e ir morar em Brasília, que dizia sempre quando nossas notas eram medianas: “só não consegue quem desiste”. Ela estava certa. Depois de três anos, ela passou no concurso para ser diplomata. Já ganhou meio mundo e um belo patrimônio.

No fim, vi que não curtia muito a profissão e acabei me dedicando a viver o que eu queria viver. Mas ficou uma lição: algo bom só acontece se você for buscá-lo. Nada está a mão ou visível: é preciso caminhar muito e trabalhar pesado para buscar o aquilo que você tanto quer. Sem pensar que é impossível. Quer muito alguma coisa? Então vá buscar sem pestanejar. Obama não virou presidente, gente?! É isso aí.

#4 Tenha vontade e não mero desejo

É uma discussão filosófica: desejo é o querer. Vontade é ação racional que você faz para realizar o desejo. Na maioria das vezes as pessoas escolhem profissionais por razões que não são genuínas do espírito ou honestas com o coração delas. Voltam-se muitas vezes para a folha de pagamento, oportunidade de crescimento, número de funcionários… em qualquer profissão, as pessoas que crescem são aquelas que se preocuparam com o trabalho que tinha que ser feito e não a posição que ocupam. O mercado de trabalho é sempre uma competição. Então você tem que realmente estar muito engajado na atividade para mostrar resultados acima da média, sair do lugar comum. Não tem nada a ver com capacidade: tem a ver com o coração, o desejo e a vontade.

#5 Marketing pessoal

Exposure is leverage.” — Gary Vaynerchuk (Em português: "Exposição é poder de barganha")

Não basta fazer bem feito no mundo profissional. Tem que cacarejar que botou o ovo.

Depois de realizar qualquer coisa profissionalmente, vá para o Facebook, LinkedIn e o capeta a quatro escrever sobre isso. Exposição constrói credibilidade. Quanto maior o público que você tem, mais as pessoas vão levá-lo a sério. Muitas vezes o cara que está levando louros não é tão capaz do que você para aquele serviço, mas como ele tem boca, ele vai a Roma, enquanto você ainda fica no seu quadrado.

#dicasprofissionais #dicasdecarreira #carreira #vidaprofissional #profissão