OUTROS

7 atitudes para engordar o orçamento das próximas viagens

Pilar Magnavita
Author
Pilar Magnavita
7 atitudes para engordar o orçamento das próximas viagens

Viajar é preciso. Tanto na necessidade, quanto na lógica da coisa. Se você acha que preparar as malas é a parte complicada, se engana: planejar a viagem é bastante difícil. E não estou falando de pesquisar hotéis, voos, atrações... Nada disso! Estou falando de onde o calo aperta: no bolso!

Por mais que você seja adepto inveterado dos mochilões, grana é indispensável. Acho que ninguém mais nessa idade tem ilusão do contrário, né?! Nenhuma viagem é feliz se te faltam tostões para fazer passeios básicos. Até Pollyana no Jogo do Contente dela haveria de amargar esse tipo de perrengue.

Então, aqui vão umas dicas felizes para você organizar tuas contas para sobrar um cadico a mais no mês da tua viagem.

Passo 1: Calcule o quanto você tem disponível para sua viagem. A matemática aqui é simples. Basicamente você vai precisar levantar o que te sobra no mês ou aquele um terço de salário que você ganhou no período das tuas férias. Feito esse cálculo, veja que opções você tem próximas da tua realidade. Sei que dá vontade até de desistir, mas insista em nome da tua sanidade mental!

Passo 2: Engorde o porquinho

Essa é a mágica que você ainda não aprendeu, mas a tia te conta como não é tão difícil como parece. Basicamente você vai entrar para o Budismo e praticar o desapego. E o bichinho fica gordinho com pequenas atitudes:

1) Chame a galera pra tua casa em vez de assassinar sua conta bancaria, em doses homeopáticas nos bares da cidade. Assim, a diversão fica por conta da amizade: filmes, jogos, churrasco, bebedeiras... Tudo devidamente rachado com o pessoal.

2) Evite comer fora por alguns dias. A vida corrida faz a gente buscar a praticidade dos deliveries, mas se você se esforçar uma horinha a mais do seu dia para cozinhar um lanchinho bacana de noite (uma omelete, um sanduíche de frango...) ou levar um marmitex para o trabalho, vai ver o quanto que te sobra no fim do mês. MESMO! Comer na rua anda muito caro. Aproveite essas poucas semaninhas para dar um carinho na saúde e comer mais frutas. São baratas e alimentam muito.

3) Faça um pé de meia. É sério! Junte alguns tostões por dia em casa, como um depósito que você faz para seu “Fundo Viagem” diariamente, com poucos bocados. Sabe aqueles R$ 20 que você gastou comendo porcaria? Eles vão parar lá.

4) Organize um bazar "cazamigas". Junte aquelas peças que você promete a si mesma que vai usar já há um bom par de anos e venda a precinhos camaradas. Divulgue, faça um encontro de Luluzinha e tenha um ótimo extra no fim da bagunça. Já vi venda de vestido de festa esquecido no armário que, sozinho, levantaram bem uns R$ 300 para o fundo de uma viagem. Dica de fada madrinha essa, hein?!

O mesmo vale para o amigo. Tenho absoluta certeza de que se você catar os eletrônicos empoeirados no rack, vai levantar uma graninha honesta. Um simples anúncio no Mercado Livre promoverá sorrisos.

5) Divulgue seus planos e divida as despesas da viagem com gente bacana. Tem sempre uma pessoa que nem é parceira de fé, mas que será excelente companhia. E quanto mais melhor! Alugar um quarto para quatro cabeças é sempre mais barato do que para um casal. Quanto mais para um solteiro! Dá para rachar as despesas de um carro, do restaurante e até de passeios. Fora que viajar em grupo é muito mais divertido.

7 atitudes para engordar o orçamento das próximas viagens

6) Explore opções! Invista teu tempo em frente ao computador e no Skype para buscar hospedagens baratas ou hostels bem avaliados (c), investigue nos sites de alugueis de carro a melhor relação preço-conveniência, investigue o tipo de restaurantes e gastronomia que existe no destino. De repente é melhor gastar um cadico mais no hotel com um brunch de café da manhã do que precisar forrar a barriga no almoço em restaurantes para turistas. Use sites de avaliações de viagens para te ajudar nisso.

7) Vire um legítimo perdigueiro para farejar desconto. Pesquise milhas, não tenha medo de pechinchar preços de hotéis e hostels no telefone e mendigue ao menos um upgrade, caso o descontão não seja possível. Como dizia o ditado, quem tem boca vai a Roma.

E boa viagem!

#budget #viagem #orçamento #férias