Bem-estar
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Bem-estar
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Bem-estar
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Ducha de manhã ou à noite: o que é melhor para o corpo?

PrincessButtercup
há um ano37 visualizações

Você já pensou nisso - provavelmente no banheiro - antes, né? É melhor tomar banho de manhã cedo ou bem tarde da noite, antes de dormir? Tem gente que acha que precisa de uma ducha pra começar o dia bem disposto, mas também tem gente que não consegue ir para a cama sem entrar embaixo d’água por uns minutos.  

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Ducha de manhã ou à noite: o que é melhor para o corpo?

Se você vive esse dilema diariamente, fique tranquilo porque a ciência tem uma resposta para você. Quer dizer, mais ou menos. A resposta, no fim das contas, é “DEPENDE”. Sim, depende. Funciona assim:

Ducha de manhã 

Segundo o Dr. Shelley Carson, da Universidade de Harvard, o banho matinal é melhor para quem vai precisar de criatividade ao longo do dia. É o que os psicólogos chamam de “período de incubação”, que tem a ver com o quanto encontramos respostas quando não estamos pensando nas perguntas.

Segundo o Dr. Carson, o chuveiro é o melhor lugar para isso porque o processo cognitivo da pessoa relaxa, se renova, e as ideias se apresentam sem esforço.

Ducha à noite 

Tomar banho antes de ir para cama faz bem às pessoas que têm problemas para pegar no sono. A sensação de redução de temperatura que a pessoa tem quando sai do chuveiro ou da banheira ajuda a induzir sono. Para o Dr. Christopher Winter, da Academia Americana de Medicina do Sono, o banho é uma maneira de fazer o corpo se acostumar e entender que é hora de dormir.

Outro benefício do banho noturno é limpar a pele da sujeira e da oleosidade acumuladas ao longo do dia. Então vale tomar esse cuidado também, especialmente se você tem uma pele normalmente oleosa.

Agora… Se você leu até aqui e ainda não sabe o que é melhor pra você, que tal tomar banho duas vezes por dia?

Quer emagrecer? Que tal comer mais devagar e apreciar melhor a comida?

PrincessButtercup
há um ano39 visualizações

Como a temporada das festas de fim de ano se aproxima, todos nós temos que ficar de olho redobrado naquilo que comemos para não chegar no Ano Novo precisando fazer um furo a mais no cinto da calça. As academias de ginástica sozinhas não irão fazer milagre: para emagrecer ou manter o peso é preciso ter disciplina com a alimentação.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

De acordo com um novo estudo, há uma maneira muito simples e feliz de manter o controle: aproveitar e saborear a comida que está no prato ao máximo. Pesquisadores da Universidade Britânica de Columbia descobriram que as pessoas que escolhem porções pequena de uma comida gostosa, tipo um bolo de chocolate, tendem a apreciar mais e experimentar muito mais prazer com a quantidade menor do que aqueles que pegavam porções maiores. A satisfação era completa, sem necessidade de muito mais.

Quer emagrecer? Que tal comer mais devagar e apreciar melhor a comida?

O pesquisador chefe, Yann Cornil, e co-pesquisador Pierre Chandon, acreditam que este foco no sabor do alimento é capaz de mudar a saciedade dos comensais. Em uma das experiências conduzidas por eles, as pessoas que eram convidadas a "namorar" o prato antes de comê-lo, isto é, se deixar seduzir pelo cheiro, pela cor e textura, naturalmente comiam menos. As pesquisas foram conduzidas com grupos diferentes de franceses e americanos.

O estudo também tinha uma experiência, em que as pessoas foram informadas sobre o conteúdo calórico e de gordura de cada porção de bolo. Mas isso não era tão importante quanto viver a experiência sensorial da comida para a maioria dos participantes: quando o assunto era excitar os sentidos, o povo não queria saber de nada!

A pesquisa também identificou que as pessoas subestimam o quanto elas gostam de comer besteiras e por isso não possuem muita noção do quanto comem de cada coisa. A alimentação, assim, não tem absolutamente nada de racional.

Quer emagrecer? Que tal comer mais devagar e apreciar melhor a comida?

O que os pesquisadores concluíram foi que os rótulos dos produtos que incentivam os clientes a usar seus sentidos pode levar a resultados positivos para a satisfação do consumidor e da saúde, e também para os lucros, porque nem sempre as informações nutricionais serão um fator de compra inteligente. A pessoa pode acreditar que é necessário levar para casa dois potes de Nutella enquanto meio já bastaria para ela se sentir feliz com o sabor da comida. Ao mesmo tempo, a empresa seria mais competitiva ao estimular os sentidos do consumidor antes de ele levar o produto para casa.

A gente pode tentar fazer esse experimento em casa: já tentou comer mais devagar e apreciar suas refeições com mais gosto e calma? Pode ser um forte aliado para manter a disciplina alimentar e a saúde.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.