Dolce Vita
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Dolce Vita
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Dolce Vita
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

PrincessButtercup
há um ano11 visualizações
Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A bela cidade francesa de Bordeaux, depois de um milênio exportando para o mundo os mais incríveis rótulos de vinho, finalmente firmou sua vocação internacional ao inaugurar nesta quarta-feira um museu inteiramente dedicado à bebida. Um paraíso para os apreciadores etílicos do nobre néctar! Além de oferecer aos visitantes todo o conhecimento que há sobre vinhos e outras bebidas fermentadas a base de uvas, o local também tem um parque temático! Sobre vinho, claro!

La Cité du Vin, como foi chamada esse primor de lugar, não foi o primeiro museu do vinho. Há o Museu do Vinho da Califórnia (EUA), Hameau DuBoeuf (França) e Koutsoyannopoulos Wine Museum ( Grécia). No entanto, o La Cité é o maior deles, com mais de 13 mil metros quadrados e uma variedade muito maior de informações e interatividade com o tema.

A loja disponibiliza 800 rótulos, sendo 200 franceses e os demais do resto do mundo, sendo 15 do Brasil: Lidio Carraro Faces Branco Olimpíadas Rio 2016 (Lidio Carraro Vinícola Boutique); Aurora Pequenas Partilhas Cabernet Franc (Vinícola Aurora); Aracuri Cabernet/Merlot (Aracuri Vinhos Finos); Innominabile (Villaggio Grando); Gran Reserva – Raizes Corte (Casa Valduga); Miolo Lote 43 (Miolo Wine Group); Espumante Gran Legado Natural Brut Champenoise (Gran Legado Vinhos e Espumantes); Lidio Carraro Agnus Merlot 2014 (Lidio Carraro Vinícola Boutique); Casa Perini Espumante Moscatel (Casa Perini); Espumante Natural Brut Rose Casa Portuguesa (Vinícola Fazenda Santa Rita); Espumante Cave Geisse Extra Brut (Cave Geisse); Espumante Aliança Moscatel (Cooperativa Vinícola Nova Aliança); Espumante Nature Don Giovanni (Don Giovanni); Espumante Garibaldi Brut Chardonnay (Cooperativa Vinícola Garibaldi) e Espumant Brut Dal Pizzol Rose Charmat (Dal Pizzol Vinhos Finos).

A localização também é tudo de bom: às margens do rio Garonne, o principal cartão postal da cidade. Espera-se que o museu receba cerca de 450 mil visitantes por ano, entre enófilos, sommeliers, crianças e adultos. A proposta da La Cité du Vin é falar sobre o vinho de forma didática e interativa, que atenda todos os públicos.

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

 A construção que custou R$ 330 milhões possui uma obra arquitetônica contemporânea que faz contraste com os prédios locais do século XVIII e XIX. A fachada do museu, composta por centenas placas de alumínio e vidro modelados por diversas curvas, corresponde ao movimento que o vinho faz enquanto está sendo colocado na taça.

O que você pode esperar de La Cité du Vin é uma abordagem totalmente imersiva e sensorial com 20 áreas temáticas, exibições, loja de vinhos, visitação a parreiras, conhecer o processo de vinificação e, é claro, degustar muito com ajuda de especialistas! 

É praticamente um Guggenheim para os amantes da uva. 

A inauguração para convidados aconteceu nesta terça-feira (31) e teve a digníssima presença do presidente da França, François Hollande. É coisa série, pessoal! Os ingressos custam 20 euros (R$ 80) e o espaço abre todos os dias de 9h30 às 19h30.

Aproveitando a boa notícia, resolvemos comemorar com sete rótulos de Bordeaux que são excelentes companhias para passar esse inverno feliz. Tudo por um precinho honesto, porque ninguém está podendo esbanjar, não é verdade? Veja quais:

#1 Château de Jeanguet: Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon (2014)

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

Preço médio: R$ 39,90 (São Paulo)

#2 Château La Lande: Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernt Franc (2014)

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

Preço médio: R$ 39,90 (São Paulo)

#3 Franc Beauséjour: Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc (2014)

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

Preço médio: R$ 60 (São Paulo)

#4 Château Bidonne-Laffitte: Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc (2014)

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

Preço médio: R$ 47 (lojas online)

#5 Château Franc Saint-Emilion Grand Cru:  Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot (2011)

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

Preço médio para quem quer esbanjar um mucadinho: R$ 100 (lojas online)

#6 Château Haut Rozier: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot (2011)

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

Preço médio: R$ 80 (lojas online)

#7 Château Tour Saint André: Cabernet Sauvignon, Merlot Cabernet Franc (2008)

Bordeaux ganha maior museu de vinho do mundo com 15 rótulos brasileiros

Preço médio: R$ 100 (lojas online e São Paulo)

----------

Por Pilar Magnavita

#vinho #citeduvin #bordeaux #inverno #gastronomia #enologia #vinhotinto #dicasdevinho #vinhosinverno2016

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Tapa Da Pantera
há um ano12 visualizações

Viver sob o mesmo teto dos pais tem vantagens que a gente só descobre depois que partimos para outro teto. Pra falar a verdade, quando vamos morar sozinhos. A gente descobre umas coisas muito doidas como o fato de a geladeira não se abastecer sozinha, que a roupa largada no chão não surge na gaveta lavada e passada por milagre e que só o arroz e feijão fresquinhos têm realmente gosto de comida.  Choque de realidade mesmo.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Para mim, o baque maior entre todos os afazeres e cômodos da casa foi com minha alimentação, sem sombra de dúvidas. Para falar a verdade, quase oito anos depois de ter me casado e deixado o teto de mamãe ainda estou batendo cabeça com isso. É que cozinhar requer muita prática, muita boa vontade e muita paciência.

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

E também requer algumas dicas de madrinha, de gente que torce muito por ti! Sabe porque, amigo, porque as primeiras aventuras que você tiver nesse estranho mundo azuleijado e úmido não te trarão muita alegria no início. Eu, por exemplo, depois de engordar comendo porcarias (e evitando cozinhar), emagreci feliz não conseguindo comer o que eu preparava.

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Como a gente sabe que o drama não é fácil, listamos aqui sete dicas pra lá de importantes para você se sair melhor nessa missão masterchefiana de preparar as tuas refeições de todo dia. Vamos a elas:

#1 Ovos

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Utilizar ovos orgânicos ou verdadeiramente caipiras para garantir um bom sabor. QUanto mais avermelhada for a gema, melhor a galinha foi alimentada e mais nutritivo serea teu prato. Utilizar uma boa frigideira antiaderente e uma colher de manteiga ou um fio de azeite. Não bata os ovos antes e nem na frigideira para não ficarem com uma textura líquida/aguada. Ovos mexidos devem ser apenas mexidos no fogo. Salpique um pouco de sal e retire do fogo quando estiverem cozidos e ainda molengos. O ovo passa do ponto quando fica mais consistente. Acredite! Ah! O fogo é sempre baixo ou médio, viu?!

Dominou o ovo mexido? Então vamos para a omelete.

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Bata os ovos, acrescente parmesão ralado, sal e um cadinho de pimenta. Leve ao fogo numa frigideira com manteiga e depois que o fundo já estiver cozido, dobre ao meio. Dá para acrescentar uns tomatinhos picados, um alho-poró, peito de peru, moçarela...

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Evoluimos para a fritada! A que eu mais gosto é a tortilla espanhola, muito diferente da tex-mex. Cozinhe as batatas descascadas e cortadas em rodelas. Depois de cozidas (macias) leve ao azeite numa frigideira. Faça o mesmo processo do omelete (de bater os ovos) e depois, num refratário, jogue um fio de azeite, despeje as batatas e acrescente os ovos batidos. Eu gosto de colocar pimentões, tomate, cebola e queijo. Você já tem uma refeição completa!

#2 Cozinhando massa

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Ferva a água, jogue um punhado pequeno de sal, acrescente o macarrão. De início, você fará mais do que o necessário. Umas 180 gramas da massa seca já renderá um bom prato para você, porque o macarrão irá inchar e crescer. Cheque o ponto quando vir que a massa já aumentou de tamanho: prove e retire do fogo quando já não estiver dura. Não pode ficar borrachuda demais! O ideal é estar al dente (consistente).

#3 Um molho bacana para massas

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Esse é meu molho curinga para qualquer tipo de massa. Corto o bacon e pedaços pequenos (cubinhos ou tirinhas finas), frito numa panela sem óleo ou manteiga (a seco!) e acrescento o molho pronto de boa qualidade (são caros, mas valem o preço). Coloco meio tomate picado e deixo ele se desmanchar um pouco. Também é importante acrescentar um pouco de água. Se ficar muito aguado, deixe ferver em fogo alto para evaporar e condensar o molho. Umas folhinhas de manjericão caem muito bem, depois de desligar o fogo. Às vezes, também jogo umas lascas de parmesão e deixo derreter no calor do molho.

#4 Guardando alimentos

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Não se desespere se no início você estragar muita coisa. É que nem todos os alimentos ficam bem na geladeira e quase todos necessitam de embalagens corretas para armazenamento. Segue um tutorial ótimo para você:

#5 Panela elétrica

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Já imaginou jogar todos os ingredientes na panela e ela fazer toda a comida por você? Essa é a função da panela elétrica. Você não pode deixar de comprar uma! Claro que você não irã fazer um Filé Wellington nela, mas um arroz soltinho, um bolo, uns legumes, uma carne moída... Nossa! Dá para fazer muita coisa e ainda te dar tempo para viver as coisas importantes da vida. Você vai precisar de um livrinho de receitas só para ela.

#6 Fritadeira a ar

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Vai ser grande amiga tua e da tua saúde. Dá para fazer quase qualquer coisa nela, sem sujar a cozinha. E tudo fica com um gosto realmente muito bom. Falo por experiência própria. Faço desde batatas até pães de queijo nela.

#7 Arrumar as refeições

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

O segredo para dominar a cozinha é organizar a comida e as refeições diárias em potes. Do café da manhã até a janta, invista em potes com boa vedação para armazenar os cereaise ingredientes, além da comida pronta. Use os de vidro para guardar as refeições que serão levadas ao microondas e ao forno! Há vários no mercado hoje que já vem com tampa e que aguentam calor. Nada mais gostoso do que chegar em casa depois de um dia duro e só esquentar uma comidinha caseira, né?! A saúde agradece!

#8 Tenha sempre um pão

Oito dicas valiosas da culinária que ninguém te contou quando você saiu de casa

Pães como o Rap10, árabe e até mesmo o de forma integral são ótimos de se ter em casa porque há uma penca de receitas possíveis para usá-los. Assim como os ovos, são verdadeiros coringas na cozinha! Um Rap10, por exemplo, dá uma pizza super leve e saborosa. É possível fazer fajitas com tiras de carne e frango, além de um ótimo wrap de folhas com frutas e queijo. Maravilha, não?!

----------

#dolcevita #gastronomia #culinária #dicasdecozinha #dicasdeculinaria

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.