Dolce Vita
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Dolce Vita
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Dolce Vita
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Para ler e relaxar... na Itália!

Pilar Magnavita
há 2 anos3 visualizações

Não sou muito de badalar na rua. Já fui demais quando meninota, mas hoje sinto muito prazer em ficar em casa. E uma das coisas que mais me dá prazer é passar a noite relaxando na banheira ou numa rede, lendo uma boa e leve história. Do tipo que descansa a cabeça depois de um dia cascudo e me transporta para uma realidade muito mais legal. Todo bom livro tem isso na sua essência: de ser essa cápsula atemporal que nos leva a uma montanha-russa de emoções. Algumas vezes, para um simples passeio num lugar maravilhoso.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

E essa é minha escolha de hoje.

Que tal colocar as pernocas para cima e aproveitar esse restinho de dia para um delicioso "dolce far niente"? Selecionei cinco títulos capazes de nos levar para a Itália, página por página:

1) Jogando por pizza

Para ler e relaxar... na Itália!

O livro de John Grisham, infelizmente, foi pessimamente traduzido para o português. Mata um pouco a criteriosa escolha de palavras e narrativa desse autor britânico espetacular.   Ainda assim, a história é muito legal e você devora as 292 páginas num fim de semana. Se souber inglês, eu recomendo o título original "Playing for pizza". É uma prazerosa estadia em Parma, na Itália. Acompanhamos a história de Rick Dockery, um quaterback reserva do Cleveland Browns, que estraga bonito sua chance no time e acaba indo jogar para o Parma Panthers. Sem saber nada do novo país, Rick chega a Parma como uma promessa e, deixando a frustração de lado, vai aos poucos conhecendo melhor a cidade, a cultura, a maneira como os italianos encaram a vida e, sobretudo, as comidas locais. Com tom leve, John Grisham apresenta um pouco do que há de melhor na Itália e conduz o leitor num passeio por belas cidades, restaurantes e locais históricos. É muito legal! Da editora Rocco.

2) A year in the village

Para ler e relaxar... na Itália!

Outro que é preciso ter algum inglês. A leitura, contudo, é bem fácil. Nenhum mistério. Conta a experiência da autora Tracy Lawson na pequena aldeia de Campodimele, na Itália, local onde a expectativa de vida é de quase 100 anos. É uma aula de "bem viver" e bem comer!  Tracy relata a vida dos moradores, as felizes adaptações que fez para se instalar e se misturar aos moradores. Esse livro é para quem gosta de um bom prato e não tem frescuras para comer bem. Da editora Bloomsburry.

3) Comer, rezar, amar

Para ler e relaxar... na Itália!

Esse é clássico! E (sem preconceitos) muito bom. Conta as experiências da autora Elizabeth Gilberth (com muitos toques romanceados) na Itália (comer), na Índia (rezar) e na Indonésia (amar). Elizabeth Gilbert estava com quase trinta anos e tinha tudo o que qualquer mulher poderia querer: um marido apaixonado, uma casa espaçosa novinha, o projeto de ter filhos e uma carreira de sucesso. O que aconteceu? Entrou em pânico, largou tudo e caiu no mundo. Alguma semelhança, meninas?

O objetivo de Gilbert era visitar três lugares onde pudesse examinar aspectos de sua própria natureza, tendo como cenário uma cultura que, tradicionalmente, fosse especialista em cada um deles. É uma narrativa muito bem humorada e leve sobre esse passeio que começa com o "cair de boca" na Itália.

E se você não vai ler só porque viu o filme com a Julia Roberts e Javier Bardem, shame on you! Não sabe o que está perdendo. Editado no Brasil pela Objetiva.

4) Cartas para Julieta

Para ler e relaxar... na Itália!

O filme com a Amanda Seyfried é uma gracinha e o livro idem, mas ao contrário da história das telas, a obra da autora Lise Friedman conta a história do Club di Giulietta, que recebe todos os dias inúmeras cartas, destinadas à jovem personagem apaixonada de Romeu e Julieta, em Verona, na Itália. Chegam aos montes, em quase todas as línguas possíveis e imagináveis, escritas por românticos que buscam os conselhos da mártir do amor. Nenhuma fica sem resposta. O livro reconstitui a história por trás da peça de Shakespeare e leva o leitor até os monumentos que alimentaram a lenda de Julieta e seu Romeu. Este livro poético, com uma seleção de cartas sinceras, é perfeito para todas as pessoas que já se apaixonaram uma vez. Da editora Seoman.

5) Mil dias (em Veneza; na Toscana)

Para ler e relaxar... na Itália!

Este livro pode parecer um conto de fadas, mas é uma história de amor verídica - o amor entre uma mulher e um homem, o amor pela comida e o amor por uma cidade. Por muito tempo, autora Marlena de Blasi resistiu a ir a Veneza. Até que, em 1989, seu trabalho como chef e crítica gastronômica tornou impossível continuar adiando a viagem. Assim que pôs os pés na cidade, ela ficou completamente seduzida. Seu encantamento foi tão grande que decidiu voltar todos os anos. Desde aquela primeira visita, Marlena sempre tinha a sensação de que estava indo a um encontro. Em 1993, o encontro finalmente aconteceu. Uma comédia romântica super leve, editada no Brasil pela Sextante.

Outro livro da autora é o Mil dias na Toscana. Neste, ela repete o sucesso dando sequência à história da sua vida. Outro sucesso da editora Sextante.

Para ler e relaxar... na Itália!

Claro que há sempre outras boas literaturas que se passam na bella Itália, como "Anjos e Demônios", "Abril Encantado", Gomorra, etc... Já leu todos? Então qual seria sua lista?

5 sobremesas deliciosas e pouco calóricas

Pilar Magnavita
há 2 anos3 visualizações

Vou te ensinar a ser feliz com poucas calorias. Não que eu seja exemplo para qualquer coisa relacionada a comida, mas porque eu (como você, minha amiga ou meu amigo) travo minhas batalhas contra as gordices. Afinal de contas, a vida tem que ser dolce (de alguma maneira), mas também somos obrigados a domar a boca nervosa.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Inspirada nessa seleção que o Guia da Semana preparou, com 10 sobremesas com menos de 100 calorias, listei as minhas especiais guloseimas, que (mamma mia!) moram muito no meu coração.

Não há nada nessa relação impossível de se fazer e nada que seja ruim na versão light. Uma mousse de chocolate gorda ou light é maravilhosa do mesmo jeito. Então aposte na magrinha! Eu e você abusamos muito nas festas de fim de ano e, para cumprir aquela resolução de ano novo que a gente fez com a cara entornada no réveillon, devemos adocicar o paladar com parcimônia. Como meu falecido endocrinologista dizia, açúcar, sal e cocaína são os três pós brancos mais perigosos da humanidade. A longo prazo fazem mais estrago que anthrax.

1) Panna cotta

5 sobremesas deliciosas e pouco calóricas

A primeiríssima sobremesa, que amo de paixão (coisa de família italiana), é a Panna Cotta com calda de amoras. Com pouco mais de 100 calorias, o doce leva dois potinhos (200 ml) de iogurte natural (você pode usar desnatado, mas eu vou de comum mesmo), a mesma medida do copinho de iogurte você vai usar com mascarpone, uma folha de gelatina incolor, duas colheres de sopa de água, duas colheres de sopa de mel, um copinho de amoras. Use uma colher de sopa cheia de adoçante para a cozinhar (gosto muito de sucralose!). Para o gostinho, coloque uma colher de chá de essência de baunilha e uma de limão. Você vai ferver as amoras com água na panela com uma colher de adoçante até virarem calda. Se estiver com preguiça (e a gente sabe que você vai estar), pode usar geléia diet. Para a panna cotta, você vai ferver a gelatina, colocar no liquidificador e acrescentar todos os outros ingredientes. Depois de bater, coloque na geladeira e deixe resfriar. Retire do pote e sirva com a calda.

2) Mousse de chocolate

5 sobremesas deliciosas e pouco calóricas

Há dia em que bate uma vontade louca de comer uma mousse de chocolate. E não serve outra coisas para matar o desejo! O que eu faço? Bato três claras em neve e separo as gemas para misturar com quatro colheres de adoçante em pó para cozinhar (sucralose!). Diluo em banho maria uma barra de chocolate dietético meio amargo OU bato uma xícara de cacau em pó com um pouquinho só de leite. Em uma panela, esquento (e não fervo!) uma lata de creme de leite light e acrescento o chocolate. Depois, junto as gemas adoçadas à mistura. Por fim, mexo a panela adicionando bem aos poucos as claras batidas. E pronto!

3) Crepes de maçã com canela

5 sobremesas deliciosas e pouco calóricas

Essa é de comer de joelhos! É só fazer uma massa simples de panqueca. Ou melhor: panquequinhas de farinha de aveia. Bata duas colheres de sopa bem cheias de farelo com quatro colheres de sopa de água. Depois junte um ovo e tempero com uma pitadinha de sal e uma colher de adoçante em pó. Bata tudo no liquidificador. Com uma concha, preencha o fundo da frigideira ultra mega antiaderente, fazendo uma camada bem fininha de massa. Para fazer o rechei da maçã com canela, ferva as maçãs com uma colher de mel ou adoçante e canela. Quando estiver no ponto de calda, com pedaços de maçã que não se desfizeram, retire e preencha os crepes. Eu costumo fazer um triângulo. Pensa que acabou? Na-na-ni-na-não. Essa receita tem o pulo do gato: aqueça ligeiramente os crepes no forno. Isso vai deixar a sobremesa quentinha e ligeiramente crocante, combinando maravilhosamente bem com uma colherzinha de chantilly. ;)

4) Abacaxi com chantilly

5 sobremesas deliciosas e pouco calóricas

Compre um abacaxi de época e o sorvete Chantibon, de chantilly. Descasque e corte o abacaxi em rodelas bem fininhas. Coma com o sorvete. Juro pela santa Maria Gretel, que virou mártir após quase morrer de tanto comer doce na casa da bruxa, que fica ma-ra-vi-lho-so. Receita da minha amiga Juliana Beltrão, sempre muito preocupada com a dieta dela e com a do marido Rafael Lopes.

5) Bolo de cenoura light

5 sobremesas deliciosas e pouco calóricas

Se você acha que um bolo de cenoura light não é bom, Oh! pessoa sem fé. Patrícia Leite, uma super nutricionista e parceiríssima, me apresentou essa receita de bolo maravilhosa! Como esta, ela tem na manga inúmeras outras para pessoas difíceis como eu, que bate o pé e não abre mão de um docinho.

Bolo de cenoura light

½ xícara de adoçante forno e fogão

2 xícaras (chá) de farinha de trigo integral

½ xícara (chá) de óleo de canola

1 colher (sopa) de fermento em pó

Margarina light e farinha de trigo, o quanto baste para untar

2 cenouras grandes

4 ovos

Cobertura:

2 colheres (sopa) de adoçante em pó, granular

1 colher (sopa) de margarina light

3 colheres (sopa) de cacau, em pó

½ xícara (chá) de leite desnatado

Modo de preparo

Ligar o forno em temperatura média (180º graus). Untar uma assadeira com margarina e farinha de trigo.

Colocar a farinha peneirada, o fermento e o adoçante num recipiente. Limpar as cenouras e cortar em pedaços. Colocar os pedaços de cenoura, os ovos e o óleo num liquidificador e bater por 1 minuto em velocidade alta ou até obter um creme homogêneo. Retirar o creme do liquidificador e junte, aos poucos, à farinha peneirada. Mexer bem com uma colher e colocar a massa na forma untada. Levar ao forno pré-aquecido por 50 minutos ou até que a massa fique cozida. Para verificar se o bolo está assado, espetar um palito no centro do bolo. Se o palito sair limpo, o bolo está no ponto. Retirar o bolo do forno e desenformar.

Cobertura:

Colocar todos os ingredientes numa panela pequena e levar ao fogo baixo por 3 minutos ou até que a calda começar a engrossar. Retirar a calda do fogo e despejar sobre o bolo pronto e ainda quente. Servir quente ou frio.

Curtiram?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.