OUTROS

E no Sétimo Dia, Deus descansou em Abrolhos. E Ele viu que era bom!

Pilar Magnavita
Author
Pilar Magnavita
E no Sétimo Dia, Deus descansou em Abrolhos. E Ele viu que era bom!

Já pensou em separar três mil contos nas tuas férias para conhecer um paraíso oculto no Brasil? Se você curte a natureza e nosso litoral, que tal desvendar as belezas incalculáveis de Abrolhos? O Parque Marinho é composto de ilhas paradisíacas, baleias jubarte, naufrágios históricos, grutas submarinas e um diversificado conjunto de recifes são apenas algumas das atrações disponíveis no Parque Marinho de Abrolhos, localizado entre Bahia e Espírito Santo. Distante a aproximadamente 75 quilômetros da costa baiana, na altura da cidade de Caravelas, o Arquipélago de Abrolhos é formado por cinco ilhas e já se tornou um dos melhores destinos na América do Sul para a prática de mergulho e visitação de mais de 160 espécies de peixes, crustáceos e moluscos.

E no Sétimo Dia, Deus descansou em Abrolhos. E Ele viu que era bom!

Gente... é tão paraíso, mas tão paraíso que até bem pouco tempo só se podia ir lá com autorização da Marinha!

E no Sétimo Dia, Deus descansou em Abrolhos. E Ele viu que era bom!

Hoje, controlado pelo ICMBio (Instituto Chico Mende de Conservação da Biodiversidade) e ainda com apoio da Marina do Brasil, o território é aberto para visitantes e mergulhadores profissionais que buscam as paragens aquáticas desse éden submarino.

O arquipélago foi a primeira área do Brasil que recebeu o título de Parque do Marinho em 1983 e está entre os mais importantes do mundo. O local já foi campo de estudo de Charles Darwin e recebeu de D. Pedro II um farol em 1861, para ajudar navegantes a desviar dos corais. Aliás, o nome vem justamente dos perigos que os recifes representam para as embarcações: abra + olhos. Mas isso foi lá no tempo das caravelas portuguesas. 

E no Sétimo Dia, Deus descansou em Abrolhos. E Ele viu que era bom!

Hoje, esse patrimônio marinho recebe mais a visita dos mergulhadores do que navios. Há labirintos de calcário e grutas conhecidas por passagens estreitas e profundas, além de sua extensa variedade de peixes e naufrágios. Entre julho e novembro, a região se torna palco de acrobacias das baleias jubarte machos. A espécie chega ao litoral brasileiro em busca de águas mais quentes para o acasalamento. O local também é abrigo de fêmeas e filhotes no período da amamentação.

E no Sétimo Dia, Deus descansou em Abrolhos. E Ele viu que era bom!

Há diversas opções de pousada e hotéis nos municípios baianos próximas do Parque, como Caravelas, Alcobaça, Prado, Nova Viçosa e Mucuri. Normalmente, as embarcações partem de Caravelas (BA) e demoram cerca de três horas para chegar ao arquipélago. Muitas servem refeições a bordo.

Brasileiros pagam R$ 32,50 e estrangeiros R$ 65. Os ingressos são adquiridos com as operadoras de turismo, que saem apenas se houver um grupo mínimo de pagantes.

E no Sétimo Dia, Deus descansou em Abrolhos. E Ele viu que era bom!

Dicas de agências que fazem pacotes com mergulho em Abrolhos (BA):

Viagem e Mergulho

Atlantes

Horizonte Aberto

Abrolhos

Pesquisa Mar

Pousada Casa de Maria

Apecatu Expedições

#abrolhos #Nordeste #fériasbrasil #destinosnacionais #litoralnordestino #litoralbrasil #atlanticosul #icmbio