OUTROS

E se a gente pudesse dar a volta ao mundo de trem?

Pilar Magnavita
Author
Pilar Magnavita
E se a gente pudesse dar a volta ao mundo de trem?

E seu eu dissesse que sim, a gente pode! Ao menos em tese. E não exatamente a volta ao mundo todo, mas em um bom bocado dele. Elaborado pela única empresa brasileira que trabalha com o booking de viagens de trens, a TT Operadora, o projeto “Volta ao Mundo de Trem” é algo realmente único. São 35 dias, sete trens, três continentes e 15 cidades. O roteiro começa em Lisboa, atravessa a Europa e é interrompido no extremo leste da Rússia (em Vladivostok, aquele território do jogo War, lembram?) para cruzar o Pacífico de avião até os Estados Unidos. A parada final é Nova York. São 18 mil quilômetros sobre trilhos!

E se a gente pudesse dar a volta ao mundo de trem?

O roteiro levou nada menos que dois anos para ficar pronto, segundo os idealizadores. Tudo isso para acertar toda a logística da viagem.

E se a gente pudesse dar a volta ao mundo de trem?

O viajante terá 13 paradas, onde ficará hospedado em hotéis de quatro e cinco estrelas. As cidades são Lisboa, Paris, Moscou, Ekaterimburgo, Novosibirsk, Irkutsk, Khabarovsk, Vladivostok, Vancouver, Kamloops, Lake Louise, Toronto e Nova York.

Na rota, será possível pegar o Trasnsiberiano e passar pelas paisagens dos Montes Urais e o lago Baikal, além do Expresso Paris-Moscou. Todos os trens terão vagões reservados para o grupo do pacote.

A primeira saída está marcada para 24 de agosto, em Lisboa. Os viajantes serão acompanhados por uma equipe composta por um guia turístico brasileiro e guias locais para cada cidade que houver parada.

Sem querer te desanimar, mas já desanimando....

A volta ao mundo de trem na categoria gold sai, por pessoa, 42,920 mil euros, cerca de R$ 190 mil. Já na categoria silver, a viagem custa 39,245 mil euros (R$ 173 mil). Os valores incluem 13 noites de acomodação a bordo dos trens, 20 noites de hospedagem em hotéis, 77 refeições, trecho aéreo da Rússia para o Canadá, jantar de boas-vindas e de encerramento e vários outros serviços. O bilhete aéreo do Brasil até Lisboa e de Nova York para o Brasil não está incluso no pacote. Taxas aeroportuárias, vistos, impostos e seguro de viagem internacional também não fazem parte do pacote.

Ou "seje", amigos... fica no sonho, né?!

#viagem #trem #férias #voltaaomundo