OUTROS

Feliz Dia da Marmota e o inferno da repetição

Pilar Magnavita
Yazar
Pilar Magnavita

As novas gerações de brasileiros talvez não saibam o que é o Dia da Marmota, mas eu e você sabemos e por isso comemoramos com muita alegria essa data! Segundo a tradição, as pessoas devem observar uma toca de uma marmota: se o animal sair de lá por estar nublado, isso significa que o inverno terminará mais cedo, porém, se o sol estiver brilhando e o animal se assustar com a sua sombra e voltar para a toca, então o inverno durará mais seis semanas.

Todo ano é essa coisa de ver o bicho sair do buraco.

Pode parecer esdrúxulo que uma festa típica do norte dos Estados Unidos e do Canadá fosse fazer tanto sentido para a gente aqui, no calor infernal dos trópicos, mas a verdade é que faz sim, desde 1993, quando foi lançado o filme "Feitiço do Tempo" (no título original "Groundhog Day").

Protagonizado por Bill Murray, o filme narra a história de um egocêntrico homem do tempo, totalmente estrelinha, da TV em Pittsburgh (Pensilvânia, nos Estados Unidos), que, durante a abertura do anual Dia da Marmota (2 de fevereiro) na minúscula Punxsutawney, ele se vê repetindo o mesmo dia várias vezes. Depois de se deixar levar por todas as formas de perseguições hedonísticas, ele começa a reavaliar sua vida e prioridades. Não fica claro se passam semanas, meses ou até anos! Mas o roteiro é tão bom que isso acaba não fazendo a mínima diferença.

Gente, esse filme foi tão revolucionário que a expressão "Groundhog Day" (Dia da Marmota) entrou para a história! E para os esportes, a filosofia e a matemática! A gente passou a usar para fazer referência a uma situação desagradável que se repete continuamente.

E você já teve essa sensação de que, por mais que você tente, as coisas na sua vida se repetem desagradavelmente?

De acordo com a Metafísica, isso acontece porque geramos certos padrões de acontecimentos em nossas vidas. Nós facilitamos certas coisas acontecerem com nossos padrões de comportamento. Atraímos para nós uma espécie de reação do ambiente em que vivemos para as situações que nós mesmos criamos. 

Pessoas que ficam em segundo plano na vida amorosa e profissional, por exemplo, geralmente são aquelas que se colocam como alguém que quer passar transparente pela vida. Não querem assumir grandes compromissos nem com elas mesmas, muito menos com os outros. Assim, acabam sendo sempre trocadas e substituídas, porque negam o seu valor e sua importância no mundo - simplesmente porque, no fundo, sentem-se inferiores. Muitas vezes essas pessoas têm seus negócios falidos e relacionamentos fracassados porque não apostam suas moedas em si mesmas. Você percebe como somos capazes de nos sabotar?

Se há algo de ruim se repetindo na sua vida, ponha um basta mudando de hábitos. Pois como já dizia o filósofo Jean Baudrillard, o inferno é a repetição.

No filme, a personagem de Bill Murray só consegue quebrar o feitiço do tempo com uma mudança radical na maneira de pensar e ver a vida. Com isso, passou a agir de outra forma e ser uma pessoa melhor para si mesmo e para os que o cercavam.

OK. Beleza.

Mas o que é uma marmota, você se pergunta?

É essa coisa fofa!!! Olha que filhote feliz!

Feliz Dia da Marmota e o inferno da repetição

Que se confunde com cactos...

Feliz Dia da Marmota e o inferno da repetição

... ou com cupcakes!

Feliz Dia da Marmota e o inferno da repetição

Que dá vontade da gente esmagar de tanta gostosura!

Feliz Dia da Marmota e o inferno da repetição

Isso, minha gente, é uma marmota.

Feliz Dia da Marmota e o inferno da repetição

Portanto, não fique bravo com esse bichinho lindinho quando algo ruim se repete na sua vida. Investigue a fundo o que desencadeia essa situação infeliz onde você se encontrou e mude os hábitos.

Se quiser saber como, veja nesse post:

 E feliz Dia da Marmota para vocês!

#DiadaMarmota #FeitiçodoTempo #BillMurray #hábito #repetição #comportamento