Fenomenal
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fenomenal
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fenomenal
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Bombinha de asma inspira nova forma de consumir maconha

Tapa Da Pantera
há um ano10 visualizações

Sabe aquele inalador que muita gente usa pra tratar asma? Quando vê que vai começar a tossir, o cidadão puxa a bombinha do bolso e dá uma vaporada do negócio na boca? Pois é, agora existe uma bombinha pra consumir maconha. E a Vapen Clear é totalmente legal - pelo menos nos Estados Unidos.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Uma das consequências da legalização e da popularização da maconha nos EUA é que vai ficando no passado o hábito de enrolar um cigarrinho. E o inalador funciona igualzinho a uma bombinha de asma, só que ele emite TCH puro. THC é tetraidrocanabinol, a principal substância psicoativa da maconha. A cada bombada, saem 10mg, e cada refil contém THC para 100 bombadas.

O Vapen Clear tem até seus requintes, com três modelos diferentes no mercado. O “Daytime” (para uso diurno) solta THC do tipo sativa, que costuma dar energia ao usuário. Já a versão “Nighttime” usa indica, que deixa a pessoa relaxada e com sono. Por último, a versão vespertina, chamada “Afternoon”, é uma mistura das outras duas.

Bombinha de asma inspira nova forma de consumir maconha

E qual é a vantagem? A mais óbvia é quem olhar vai achar que é uma bombinha de asma. Ou seja, não rola aquele papo de ser discriminado na rua. O lado ruim é que por enquanto o Vapen Clear só está sendo vendido no estado do Arizona, nos EUA. Quem viajar nos próximos meses para lá também pode encontrar a bombinha na Califórnia, em Nevada, no Colorado, em Washington e no Oregon. 

O sexto sentido existe e acredite: está nos genes de muita gente

Tapa Da Pantera
há um ano14 visualizações

Paladar, olfato, visão, audição, toque e… noção de um corpo no espaço? Sim, o ser humano tem esse sexto sentido, e não só num filme do Bruce Willis. Uma pesquisa publicada recentemente garante que ele está geneticamente fundamentado. 

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O estudo foi liderado pelos doutores Carsten Bonnemann e Alexander Chester, do Instituto Nacional de Doenças Neurológicas e Derrames, localizado nos Estados Unidos. Eles acompanharam dois pacientes que sofriam de problemas neurológicos e identificaram uma mutação em um gene chamado PIEZO2 - um gene que muitas pessoas têm.

Os pesquisadores acreditam que a mutação do Piezo2 causa falta de sensibilidade em alguns dos sentidos humanos. Os pacientes ficam “cegos ao toque”, como eles dizem. Ou seja, não percebem quando alguém aperta seu braço e têm dificuldade para andar porque não sentem como outras pessoas o contato com o solo.

Ou seja, é esse gene chamado Piezo2 que seria o responsável por esse sexto sentido. Quando ele não funciona - como aconteceu com os dois pacientes testados - os neurônios não conseguem detectar nem toques nem o movimento do próprio corpo.  

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.