Fenomenal
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fenomenal
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fenomenal
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Falta de sono é como maconha: faz você comer só porcaria

Pilar Magnavita
há 2 anos5 visualizações
Falta de sono é como maconha: faz você comer só porcaria
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Você sabia que dormir pouco provoca uma reação igual à da maconha e faz bater aquela vontade louca de assaltar a geladeira? Ou de comer bobagem de madrugada? Pois foi isso que um estudo da Universidade de Chicago descobriu! E pesquisadores americanos afirmam que dar aquele migué no sono é capaz de alterar o cérebro da mesma maneira que o consumo de cannabis. MACONHA!

Segundo os cientistas, os voluntários do estudo passaram vários dias dormindo mal e, durante o período, consumiram alimentos com mais calorias e quase o dobro de gordura do que os alimentos que costumavam ingerir antes das noites mal dormidas. Erin Hanlon, integrante da equipe de pesquisadores, explicou ao jornal The Guardian que nos momentos de sono, os voluntários comiam snacks mesmo quando já estavam com a barriguinha bem cheia.

O estudo mostrou que a perda de sono aumenta o risco de obesidade, o que não deve soar como novidade para muita gente - a turma que vira a madrugada jogando FIFA no Playstation sabe muito bem disso. O problema é que ninguém sabe ainda como funciona a relação causa-consequência disso tudo.

Dormir pouco perturba os hormônios que controlam o apetite, mas quem dorme menos também tem mais tempo para comer e pode estar pouco descansado para praticar exercícios. Além disso, a obesidade causa problemas de respiração, e quem respira mal também dorme mal.

Durante a pesquisa, foram acompanhados os níveis de umas substâncias chamadas endocanabinóides. Os voluntários que tinham dormido mal apresentaram níveis mais altos e mais frequentes de um deles, o endocanabonoide 2-AG. Essa substância é a danadinha que aumenta o prazer de comer, especialmente as gordices! Aquela coisa que te dá na noite do Oscar, do tipo: "estou com fome de besteira". Pois é...

E o que isso tudo tem a ver com maconha?

Explico: A maldita da erva ativa o sistema endocanabinoide e faz com que pessoas comam além do normal quando não estão com fome. E você e todo mundo sabem que a fome que bate é justamente de quê? De coisa gorda. Pois, durma com essa: a restrição de sono dá a mesma larica, minha gente.

O estudo foi publicado no jornal “Sleep”, e Frank Scheer, diretor de cronobiologia médica no Hospital Brigham and Women’s, de Boston, diz que os resultados podem dar origem a remédios que atuam contra os endocanabinóides para evitar a obesidade.

Pra caminha, né, minha gente?! Naninha!!!

#ciência #pesquisa #fenomenal #comida #obesidade #sono #insônia

A camisinha mais resistente e ultrafina do mundo é de grama

Pilar Magnavita
há 2 anos3 visualizações
A camisinha mais resistente e ultrafina do mundo é de grama
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Não faz muito tempo que Bill Gates e a esposa financiaram a camisinha que não só protege como também estimula o prazer sexual.

Pois agora, outro time de cientistas, dessa vez australianos, conseguiram aprimorar a danadinha para não ter risco zero de furar na hora H, e com uma textura tão fina (mas tão fina!) que parece que não se está usando nada. Eu disse NADA!

E o material que eles usaram você também não vai acreditar, tanto quanto eu. Borracha, látex simples, tripa de porco, as meias Vivarina? Não! Foi grama!

O que eles fizeram foi extrair a polpa de um tipo de gramado, o spinifex, que só dá (e muito!) na Austrália e no Oriente Médio pela terra seca e árida. Eu disse que é a GRAMA só dá lá, bonitinho!

O material foi forçado a passar por um pequeno buraco sob altíssima pressão, para limpar a graminha dos resíduos de madeira, terra, etc. Sobraram apenas fibras de nanocelulose que podem ser misturadas a outros materiais, como o nosso conhecido látex.

O resultado (é claro!) empolgou. As novas camisinhas suportaram 20% mais pressão e expandiram até 40% mais do que as camisinhas tradicionais. E eram 30% mais finas do que as proteções ultrafinas que existem hoje por aí, com 0,045 milímetro. E você que tá bom assim? Para os caras não, irmão! Eles querem mais! A ideia dos cientistas é melhorar ainda mais o refinamento do material e reduzir ainda mais a espessura da camisinha de grama.

Nem só para vestir o ganso que essa descoberta vai servir. 

Vai ajudar bastante na produção de luvas cirúrgicas e tipos de proteção industrial, como na manipulação de alimentos. Mas, por ora, o foco é o sexo mesmo, porque a galera anda meio aflita para proteger o mundo de doenças sexualmente transmissíveis sem tirar o barato do vuco-vuco que só a coisa proporciona, como se a camisinha nem estivesse lá.

A camisinha mais resistente e ultrafina do mundo é de grama

O que será que irão inventar depois?

A camisinha mais resistente e ultrafina do mundo é de grama

A matéria completa está no Mirror:

#camisinha #sexo #sexocomproteção #gente #relacionamento

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.