Fenomenal
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fenomenal
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Fenomenal
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Indiana Jones à prova: é possível sobreviver na geladeira a uma bomba nuclear?

PrincessButtercup
há 9 meses248 visualizações

É uma das cenas mais conhecidas e discutidas do quarto filme de Indiana Jones, lançado em 2008 e chamado Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal. Para se proteger de uma explosão nuclear, o protagonista esvazia uma geladeira, se enfia no aparelho e fecha a porta. 

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Sim, no filme, Indiana Jones sobrevive à explosão. Mas será que uma pessoa conseguiria fazer o mesmo na vida real? Agora, oito anos depois, um estudo publicado no Journal of Physics Special Topics decidiu colocar à prova a experiência do herói das telonas. E o resultado não foi lá muito animador.

Indiana Jones à prova: é possível sobreviver na geladeira a uma bomba nuclear?

Sidak Singh Kohli e cientistas da Universidade de Leicester viram o filme e começaram a debater a questão. Pouco tempo depois, levaram o assunto às pranchetas. Então, calcularam que a espessura da capa de chumbo necessária para que uma geladeira salvasse a vida de Indiana Jones caso ele se encontrasse a um quilômetro do ponto zero - o local da explosão - teria de ter entre 4,6 e 6,83 centímetros. 

Logo, em uma geladeira comum - como a do filme - com apenas alguns milímetros de chumbo, o mais provável é que Indiana Jones morresse de contaminação radioativa. Então, se você é daquele tipo de gente que acha que é preciso se preparar para o caso de uma guerra nuclear, pode ir cavando um buraco e preparando aquele abrigo nuclear. Não conte com seu refrigerador. 

Você não come carne? Seu cérebro pode encolher. Veja por quê!

Tapa Da Pantera
há 9 meses289 visualizações

Mais uma daquelas pesquisas que acabam afetando nossos hábitos alimentares a cada semana. Você sabe o esquema… Numa semana, alho faz os homens parecerem mais atraentes. Um mês depois, fez mal para a bexiga, o coração ou qualquer outro órgão.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Você não come carne? Seu cérebro pode encolher. Veja por quê!

 A cada novo estudo, a cada nova descoberta, a gente precisa se adaptar, né? E a descoberta da vez é um perigo para os vegetarianos. Sim, vegetarianos porque a universidade de Oxford demonstrou, em estudo publicado na revista Neurology, que quem consume quantidade insuficiente de vitamina B12 pode sofrer redução no tamanho do cérebro durante a velhice.

A questão toda é que a carne é a principal fonte de vitamina B12, e por isso os estudos mostraram que uma dieta vegetariana é perigosa. Durante cinco anos, os cientistas observaram pessoas que tinham entre 61 e 87 anos no início do projeto. Todos passaram por exames de sangue durante o período e fizeram testes de memória ao final do estudo. Além disso, tomografias registraram os cérebros dos participantes.

O resultado mostrou que o risco de redução do cérebro é seis vezes maior em idosos com menos vitamina B12 no sangue. Os cientistas, no entanto, destacaram que não comer carne não é sinônimo de redução no volume do cérebro. Eles apenas ressaltaram que é recomendável ingerir carnes, peixes, cereais e leite para evitar o déficit de vitamina B12. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.