Gente
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Gente
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Gente
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Amor ou salário mais alto? Estudo mostra o que te faz mais feliz

Amor ou salário mais alto? Estudo mostra o que te faz mais feliz
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Encontrar o amor, a pessoa perfeita para dividir a vida, é as tarefas mais difíceis para qualquer pessoa que passa por este planeta. Do mesmo jeito, sucesso profissional, daquele tipo que deixa a pessoa totalmente realizada, também é complicado de alcançar. Mas e aí, o que será que deixa as pessoas mais felizes? Amor ou um aumento de salário?

Um estudo da London School of Economics deu a resposta: o amor. A pesquisa apontou que sucesso na vida amorosa e saúde mental são, de longe, os fatores mais importantes para uma vida feliz. Os dois tiveram peso muito maior do que fatores econômicos - inclusive um aumento considerável de salário.

O estudo se baseou em várias pesquisas internacionais. Ao todo, foram entrevistadas 200 mil (!!!) pessoas, que responderam sobre como diferentes fatos afetariam seu bem-estar.

A apuração apontou que dobrar o salário de uma pessoa aumentava sua felicidade em apenas 0,2 ponto numa escala de 0 a 10. Curiosamente, desemprego reduz o nível de felicidade das pessoas em 0,7 ponto - na média.

O fator de maior peso mesmo é a saúde mental, que vale 0,7 segundo os entrevistados. O amor - ter um parceiro - foi avaliado em 0,6 ponto.

Segundo os pesquisadores, esse é o tipo de pesquisa que pode influenciar como o governo trata seus eleitores. Talvez seja o caso de executivos e parlamentares começarem a pensar mais na felicidade da população e não tanto na riqueza dela.

‘Alugue um judeu’: comunidade faz campanha contra antissemitismo na Alemanha

Tapa Da Pantera
há 10 meses11 visualizações

“Alugue um judeu”. Não, não é mais uma piadinha com a fama frugal da comunidade judaica. Pelo contrário. O assunto é bastante sério. O slogan faz parte de uma campanha contra o antissemitismo criada pela Academia Janusz Korczak, localizada em Munique.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O que a academia quer é fazer com que cidadãos comuns da comunidade judaica visitem escolas, universidades e outras instituições educacionais na Alemanha para falarem sobre suas vidas e experiências. Com isso, seria possível dissipar alguns dos mitos sobre o povo judeu no país.

Segundo a Deutsche Welle, em 2015 houve um aumento de 34% os incidentes antissemitas em comparação com o ano anterior em Berlim. A estatística é preocupante, mas a Academia Janusz Korczak acredita que consegue lutar contra isso apostando no bom humor (vide o slogan!) e na educação.

Segundo a Academia, há 100 mil judeus na Alemanha, mas poucos alemães conhecem um judeu pessoalmente. Com a campanha “alugue um judeu”, eles acreditam que é possível estabelecer diálogo e, aos poucos, acabar com todo tipo de preconceito.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.