Gente
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Gente
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Gente
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Eike Batista apela para os santos e dá R$ 700 mil de oferenda a Iemanjá

Pilar Magnavita
há 2 anos40 visualizações
Eike Batista apela para os santos e dá R$ 700 mil de oferenda a Iemanjá
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A coisa anda ruim mesmo para o carioquíssimo ex-multibilionário-maridãodaLuma-corredordelancha-patrocinadorolímpico-ReidoX (porque a rainha é a Xuxa), Eike Batista. Depois de apostar todas as fichas num all-in no jogo da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) e de ter perdido um catatau delas depois que os investidores norteamericanos se retiraram da mesa de apostas aqui no Brasil, o não tão falido filho do milionário Eliezer Batistas (um dos mandatários do país, no conselho da Vale) cortou um dobrado para sobreviver.

Eike Batista apela para os santos e dá R$ 700 mil de oferenda a Iemanjá

Andou até comendo no balcão de um Bob's do Shell da Lagoa (zona sul do Rio)...

Mas ele vai voltar, gente!

E quem garante isso são dois videntes que aconselharam Eike a "devolver para o mar tudo o que ele explorou". De verdade, gente! A não ser que o Extra tenha virado o Sensacionalista:

Foi no 2 de fevereiro, dia de Iemanjá. Ele chegou na Urca, zona sul do Rio, a bordo de uma das lanchas dele. Encontrou um babalorixá à sua espera com a oferenda pronta. Eram flores, perfumes importados, garrafas de champanhe, imagens de Iemanjá e 700 moedas de ouro. Cada um valor estimado em R$ 1 mil.

E você penando para construir um barquinho com espelhinho, colônia alfazema e pente de plástico! Sabe de nada, inocente!

A oferenda, se encontrada, vale uma pequena fortuna para quem a achar boiando no mar.

Eike Batista apela para os santos e dá R$ 700 mil de oferenda a Iemanjá

O babalorixá anônimo (acredita-se que seja o mago Ubirajara Pinheiro, da Casa do Mago no Humaitá, zona sul do Rio) e o empresário acreditam o despacho fará com que ele volte a ser amigo da entidade dos mares. Com a dívida de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4 bilhões) zerada, agora ele quer dar a volta por cima. 

Eike não é religioso, mas é muito supersticioso e bem chegado numa curinga. O "X" no fim do nome das empresas dele é a crença que ele tem de que a letra seria capaz de multiplicar os empreendimentos. Da mesma maneira, o símbolo do conglomerado EBX é um sol. O cara chegou a ir para Cusco, no Peru, nos anos 90, após os conselhos de uma vidente carioca que o mandou alinhar os chacras e a fazer uma readaptação cósmica. Reza a lenda que ele ficou deitado por pelo menos cinco minutos no alto de uma colina peruana, meditando sobre o futuro. Consultou-se também com uma peruana que fazia previsões com folhas de coca. Na mesma viagem, nos anos 90, deu de cara com um sol inca, numa barraquinha de souvenir, e teve a ideia de colocar aquele símbolo como logomarca de suas empresas.

Eu realmente tenho pena do Eike! Estive com o homem de perto em duas ocasiões: em uma festa da Câmara Britânica de Comércio (Britcham) no Palácio da Cidade no Rio (gabinete do prefeito) e em uma palestra para alunos das faculdades do Ibmec, também na capital fluminense. Nas duas, tive a nítida sensação de que o homem não era nem um pouco normal. Parecia realmente uma alma generosa, com o maior desejo de fazer a coisa certa, mas com inclinação nenhum de saber como seria isso. Como uma força cega, guiada até alguns anos atrás pelo braço direito Rodolfo Landim (que se encheu e pediu as contas).

O homem não consegue concatenar uma linha de pensamento. Não sei se o encontrei sob efeito de narcóticos, mas vi um cara super pintoso, extremamente vaidoso (über), com claras evidências de algum distúrbio de personalidade ou uma severa dislexia, exaltado a ponto de chorar nos discursos (não feito Romário nas entrevistas, mas feito Thiago Silva na Copa de 2014) e muito perdido.

Mas o povo não perdoa.

Não quero o mal de Eike. Desejo sorte a ele, de verdade. Ao menos alguém estava despoluindo nossa Lagoa Rodrigo de Freitas para as provas olímpicas de remo!

Eike Batista apela para os santos e dá R$ 700 mil de oferenda a Iemanjá

#eikebatista #gente #milionários #oferendaaiemanjá

Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América

Pilar Magnavita
há 2 anos30 visualizações
Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Já havia alguns anos que a dona de casa Norma, do Michigan (Estados Unidos), acompanhava a doença do marido Leonard. As últimas semanas, internado em uma casa para pacientes terminais, foram as piores: remédios, exames, vigílias, gastos e a difícil prova de aguardar o momento da morte sobre um leito, como se estivesse de castigo para refletir sobre uma vida inteira de emoções, desejos, pensamentos e realizações. Norma não deixou de pensar como isso era cruel. Acho que eu também pensaria desse jeito.

Assim que o marido deu o último suspiro, ela foi diagnosticada com câncer de útero. Um examezinho de urina, de rotina, detectou sangue. Havia uma massa de células mortais amontoadas no ventre. Ela, então, tinha duas opções de tratamento: cirurgia, seguida de radiação ou de quimioterapia.

Norma optou pela terceira opção. Aquela mulher de 50 kg e um metro e meio olhou para o médico e decidiu: “Tenho 90 anos de idade e vou cair na estrada.”

Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América

Norma não estava com dor, sua mente era afiada, e ela adora aventura! Afinal, diz ela, uma atitude positiva é o segredo para a longevidade.

Com apoio de médicos e de uma casa sobre rodas, equipada com UTI móvel, Norma embarcou em uma viagem pela América com o filho, Tim, e a nora, Ramie. E para registrar toda essa odisseia, antes de Norma enfrentar a última aventura que é a morte, Tim criou em agosto do ano passado, uma página no Facebook, que já tem mais de 96 mil seguidores.

Norma já está há seis meses na estrada, sem dor ou sinal de câncer. Ela e a família têm explorado vários parques nacionais, participou de uma cerimônia indígena americana, percorreu montanhas a 12 mil pés acima do nível do mar e abaixo do nível do mar, em New Orleans.

Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América
Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América
Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América
Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América

Gente, esse doce de pessoa voou em um balão sobre a Flórida!

Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América
Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América
Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América

E ela ainda diz que, para lidar com a perda do marido, com quem viveu uma vida inteira junto, é preciso continuar orando todos os dias porque Deus cuida de todos nós, mesmo que a gente ache que não precise de nenhum cuidado. É que Deus não é Pai. Deus é mãe!

Não posso deixar de pensar no que eu faria no lugar de Norma. Talvez se tivesse uma nora e um filho tão queridos, embarcasse numa jornada de autodescoberta aos 90 anos (porque há sempre algo particular em nós para descobrir, ainda mais depois de viver uma vida ao lado de outra pessoa). Acho que jamais irei me esquecer de Norma. 

Mulher de 90 anos com câncer troca a quimioterapia por viagem pela América

Você pode acompanhar as aventuras de Norma na página “Driving Miss Norma” (Conduzindo a Senhora Norma, em português). Vá lá e deixe uma mensagem que Norma adorará dividir o amor dela com todos vocês.

#gente #comportamento #relacionamento #históriasdevida

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.