Luz e sombra
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Luz e sombra
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Luz e sombra
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Pilar Magnavita
há 2 anos3 visualizações

Se você é como eu, que se treme todo só de sentir cheiro de livro novo; ou sente os dedinhos coçarem demais só porque anseia por tocar em obras raras e difíceis da literatura, então você vai se encantar com essas 10 incríveis livrarias localizadas em nove países (duas na Itália), que aproveitaram arquiteturas e locais super diferentes para se estabelecerem. A BBC listou esses 10 lugares que fazem escorrer um lágrima nos mais literatos. E mesmo não quem não lê como gostaria curte sentar numa livraria bacana para tomar um café, só para ficar em volta de um ambiente tão legal! No Rio, por exemplo, tomar um café na Argumento, no Leblon, e folhear as páginas que acabei de adquirir é um dos meus programas solitários favoritos. Vira e mexe, quem está comigo na mesa ao lado é o Manoca em pessoa (Manoel Carlos, sabem?!).

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
As 10 livrarias mais interessantes do mundo

A lista internacional das livrarias mais interessantes foi elaborada pela BBC:

#1 Polare, em Maastricht (Holanda)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

A livraria Polare ficou sob ameaça quando os donos declararam falência em fevereiro do ano passado. Ainda permanece aberta (Amém!) graças a arrecadações. Foi convertida a partir de uma igreja dominicana do século XIII, em 2006, pelos arquitetos Merkx + Girod.

#2 El Ateneo, em Buenos Aires (Argentina)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Primeiramente construída como o Teatro Grand Splendid em 1919, antes de se tornar um cinema em 1929, El Ateneo apela para o leitor dramático. Com tetos em afrescos, esculturas ornamentadas e cortinas vermelhas de veludo sobre um palco, que manteve o seu esplendor original : os clientes podem sentar-se nos camarotes para navegar no conforto.

#3 Libreria Acqua Alta, Veneza (Itália)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Traduzindo como "livraria água alta", seu lugar ao lado do canal significa que a loja está abaixo do nível do mar. Em Veneza! Sabem o que isso significa? Que toda vez que a maré sobe e o canal inunda, o livreiro Luigi Frizzo veste botas que sobem até a virilha e sobe os livros que estão à venda, nas prateleiras mais baixas até as mais altas porque a água invade a loja. Duvida? Tal como na foto acima, em que a água inundou o chão, abaixo Luigi a caráter, interdita a segunda entrada da livraria. Gente, é um "must see" em Veneza. Quem for à cidade tem que ir lá!

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Fora que Luigi é um cara super legal, risonho e afável. Ele mantém seus (muitos) gatos pela loja, como objetos de decoração. Não que precise, né?!

#4 Librairie Avant-Garde, Nanjing (China)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Chamada de a mais bonita livraria da China, a Librairie Avant-Garde em Nanjing foi construída dentro de um antigo estacionamento do governo que tinha sido também um abrigo antibombas. Para encontrar o seu local subterrâneo nos 4.000 metros quadrados sob o estádio Wutaishan, os visitantes seguem uma estrada amarela-listrada; no interior, uma réplica de "O Pensador" de Rodin senta-se ao lado de uma caixa registadora feita de livros antigos e colunas com versos literários famosos esculpidos neles. Outra filial da loja está alojada no interior Palácio Presidencial de Nanjing. Não me pergunte o que essa cruz está fazendo aí.

#5 El Péndulo, Cidade do México (México, né?!)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Fiquei encantada quando descobri esse lugar na Cidade do México! Essa cafebreria (café + libreria) é um encanto, com árvores naturais espalhando as folhas e galhos pelas prateleiras e estantes. A maioria dos habitantes e classe média e alta fogem para os salões da El Péndulo para se refrescarem durante o almoço. Os clientes podem folhear os livros das prateleiras, que abrangem dois andares, ou sentarem-se no café com música ao vivo. Em 2013, a rede celebrou o seu 20º aniversário de 'liberar' 1.000 livros estampados com a mensagem "Este é um livro livre. Leia e o devolva para outro lugar público.

#6 Livraria Lello, Porto (Portugal)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Este marco Português foi inaugurado na antiga Biblioteca Chardron, na cidade do Porto, na virada do século XIX. O espaço art nouveau é dominado por uma escada em curva no meio da loja e com esculturas em madeira. Aliás, tudo é madeira! E da boa (senão for brasileira, né?!). Há vitrais com desenhos de plantas e uma clarabóia que mostra o monograma do fundador da loja, José Lello, para remeter a uma aparência um tanto religiosa.

Achei o detalhe da escada especialmente interessante. Não parece uma boca?

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

#7 Bart's Books, Califórnia (Estados Unidos)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Você pode estar se perguntando o motivo de terem escolhido essa livraria como uma das 10 mais interessantes do mundo. E eu respondo com outra pergunta: você já viu, por acaso, uma a céu aberto? Foi criada em 1964 por Richard Barnsdale, que deixou estantes de livros na rua (!!!) para vender títulos que não queria mais. Os transeuntes poderiam deixar o dinheiro em uma lata de café. Gente, quer coisa mais hippie e fofa? Agora, a loja tem quase 1 milhão de livros - muitos dos quais ainda são vendidos por meio de um sistema de honestidade como a da lata de café (você deixa o dinheirinho lá e pega o título que quiser -, bem como um pátio onde os frequentadores podem jogar xadrez sob a sombra de uma macieira. 

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

#8 Shakespeare & Company, Paris (França)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Shakespeare & Company é um lugar que faz mais do que vender livros. Foi assim chamada pelo nome de outra livraria homônima muito famosa, frequentada por Ezra Pound, Ernest Hemingway e James Joyce durante os anos 1920. A loja na margem esquerda de Paris tornou-se igualmente lendária! Inaugurada em 1951 pelo norte-americano George Whitman - e administrada hoje por sua filha Sylvia desde a morte dele em 2011 - A Shakespeare & Co. tornou-se um local de encontro para os escritores Beat Generation, como Allen Ginsberg e William S Burroughs. O que é mais legal é que a livraria funciona também é uma biblioteca. E as paredes velhas abarrotadas de livros novos antigos faz o leitor ser praticamente assombrado pelos espíritos dos autores do passado. A filial em Nova York não se compara em nada a sede em Paris que é toda cheia de cantinhos incríveis! Ah! E o piano funciona, viu!?

As 10 livrarias mais interessantes do mundo
As 10 livrarias mais interessantes do mundo

#9 Corso Como, Milão (Itália)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Escondido atrás de uma fachada modesta, Corso Como foi fundada em 1991 pela ex-editora-chefe da Vogue italiana, Carla Sozzani. Pode perceber que há esse jeito clean, espaçoso e até um tanto brilhante, super moderno. O que ela fez foi um complexo que une a livraria com lojas, um café, hotel e jardim no terraço. A livraria mistura de arte, arquitetura e moda títulos com mobiliário de design para criar uma espécie de bazar de livros.

As 10 livrarias mais interessantes do mundo
As 10 livrarias mais interessantes do mundo

#10 Honesty Bookshop, Hay-on-Wye (País de Gales)

As 10 livrarias mais interessantes do mundo

Gente, olha que fofa essa livraria! Igual a Bart's Books, na Califórnia, a Honesty Bookstore do Castelo de Hay, no País de Gales (Inglaterra) tem o mesmo sistema de pagamento, a base da honestidade. Você escolhe o título e paga numa caixinha de metal localizada no muro aos pés do edifício. São livros de segunda mão e todos os rendimentos vão para a restauração do castelo. Não é muito grande, mas essa livraria é apenas uma das mais de 30 lojas na minúscula cidade galesa com 1,6 mil habitantes (mil! E não milhão!). Não é à toa que Hay-on-Wye sedia um festival internacional de literatura, criado em 1988 e descrito em 2011 pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, como "o Woodstock da mente".

#livrarias #livrariasmaisbelas #livrariasmaisincríveis #design #arquitetura #arte #literatura

"O Regresso": Crl+C e Crl+V em Tarkovsky

Pilar Magnavita
há 2 anos14 visualizações
"O Regresso": Crl+C e Crl+V em Tarkovsky
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Vi “O Regresso” (“The Revenant”, no original) nesta semana e realmente entendi porque Leonardo DiCaprio deveria levar o Oscar neste ano. E também compreendi porque Alejandro Iñárritu ganhou o Globo de Ouro como melhor diretor pelo mesmo filme. Toda essa grande obra cinematográfica foi buscar em grandes nomes do passado, da sétima arte, elementos que fazem de qualquer filme um filmaço. Um desses elementos fundamentais para transformar a narrativa em uma verdadeira poesia (seja de drama, ação ou romance) é a fotografia (e cinematografia, né!?). E caramba! Iñárritu humilhou nesse quesito!

"O Regresso": Crl+C e Crl+V em Tarkovsky

Nessa entrevista para o jornalista Jonathan Roomney, de “The Guardian”, ele explicou que preferiu buscar um processo roots, ou seja, sem tantos efeitos especiais. O ataque do urso ele não revela como fez (acho que foi um ator, hein...), mas a paisagem e a nevasca realmente são imponentes demais para serem irreais.

Esse estilo de filmar e os elementos fotográficos lembram demais um incógnito (para nós brasileiros!) diretor russo, da União Soviética, que ensinou o mundo a explorar pelas lentes essa batalha homem versus natureza de uma forma absurda de boa. O nome dele era Andrei Tarkosvsky, também citado na entrevista de Iñárritu ao jornal britânico.

"O Regresso": Crl+C e Crl+V em Tarkovsky

O super célebre Ingmar Bergman uma vez disse:

“Tarkovsky é para mim o melhor diretor, aquele que inventou uma nova linguagem, verdadeira para a natureza dos filmes, pela forma que ele captura a vida como uma projeção, como um sonho.”

O estilo tarkovskiano é matéria de estudo nas escolas de cinema de todo mundo (ou ao menos, nas melhores delas). É o exercício do olhar do diretor para buscar no íntimo do telespectador aquelas questões do inconsciente que são as mais profundas. Do tipo: quem sou, o que é Deus e como nos relacionamos. E isso você não se dá conta enquanto está vendo a historinha! O filme está lá passando, mostrando imagens fortes para você e indo lá fundo na tua alma, mas, ainda assim, não é possível identificar por que aquela imagem está mexendo contigo.

"O Regresso": Crl+C e Crl+V em Tarkovsky

Bicho... isso é arte!

"O Regresso": Crl+C e Crl+V em Tarkovsky

A obra de Andrei Tarkovsky é caracterizada por longos takes (tomadas), usando uma estrutura nada convencional dramática, com temas para a cinematografia que são meio espirituais e da metafísica. 

E o que é "O Regresso" se não a luta de Hugh Glass (interpretado por Leonardo DiCaprio) contra a natureza, do planeta e do homem? As cenas na igreja são símbolos dessa batalha espiritual dele.

Mais tarde, no diálogo com o índio pawnee, Hikuc, vemos também a mesma questão, quando o nativo diz que a vingança pertence a Deus.

"O Regresso": Crl+C e Crl+V em Tarkovsky

Alejandro Iñárritu pareceu ter copiado e colado cenas inteiras de filmes de Tarkosvy, apropriando-se da técnica em tudo. O diretor mexicano foi muito feliz na sua maneira de conduzir a narrativa sob esse aspecto, pois do contrário eu acho que a história ia ficar um saco! Afinal, não há uma excelente roteiro, embora a história seja muito boa.

Se quiser conhecer mais sobre a influência de Andrei Tarkovsky no filme "O Regresso" indicado ao Oscar, dá uma espiada no vídeo abaixo. E depois a gente conversa.

#oregresso #filme #fotografia #cinematografia #andreitarkovsky #tarkoviskian #therevenant #inarritu

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.