Luz e sombra
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Luz e sombra
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Luz e sombra
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Istambul vira cenário de "A Origem"

Pilar Magnavita
há 2 anos6 visualizações
Istambul vira cenário de "A Origem"
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Lembram do filme com Leonardo DiCaprio, "A Origem" (título original "Inception"), em que a mente dele era capaz de moldar cenários?

Lembram de como achamos incrível aquele efeito em que a rua "dobrava" ao meio, como se uma ponta fosse tocar a outra? E como vibramos com técnicas incríveis do diretor das galáxias Christopher Nolan (aquele que fez sequências absurdas do Batman com o Christian Bale)?

Pois o fotógrafo turco Aydın Büyüktaş (a gente escreve Aydin Buyuktas mesmo) resolveu aplicar a técnica cinematográfica em Istambul, sua cidade natal na Turquia, utilizando apenas um drone com uma câmera acoplada. Ao projeto deu o nome de Flatland (traduzindo: Terra Plana).

O fotógrafo se inspirou no livro do romancista inglês Edwin Abbot, que escreveu em 1884 o livro "Flatland: A Romance of Many Dimensions" (Terra Plana: Um romance de Muitas Dimensões). Foi concebido na época para explorar as várias camadas sociais e emocionais dos britânicos na Era Vitoriana (durante o reino da rainha Victoria do Reino Unido, entre 1837 a 1901).

Fazendo uma rápida pesquisa (porque eu não li o livro), descobri que a história de Abbot descreve um mundo bidimensional ocupado por figuras geométricas: as mulheres são a linha-segmento simples, enquanto os homens são polígonos com vários números de lados. O narrador é um quadrado chamado Um Quadrado (louco!) e membro da casta dos senhores e profissionais. Ele guia os leitores por meio de algumas das implicações da vida em duas dimensões. A primeira metade da história narra aspectos práticos existentes em um universo bidimensional, e vai até o ano de 1999, na véspera do terceiro milênio.

Aí é que temos o plot twist (virada da trama). Na véspera de Ano Novo, Um Quadrado sonha com uma visita a um mundo unidimensional (Lineland) habitado por "pontos brilhantes", no qual ele tenta convencer o monarca do reino de que existe uma segunda dimensão. É claro que o rei não acredita e "quadradão" se dá muito mal. Mas a história vai se desenrolando com várias outras dimensões começando a "conversar" entre elas. Concluindo, o rei de Flatland é uma besta quadrada, igual ao rei das outras dimensões que também não aceitam que nada é tão flat assim. As coisas são mais complexas do que parecem.

Deu vontade ler, né?!

Foi essa história que inspirou Büyüktaş usou imagens compostas, como na técnica da cinemática. Não o filme de Nolan, segundo o artista (tá! sei...). 

Os cliques foram planejados utilizando software 3D, o que permitiu o fotógrafo explorar possíveis localizações na capital turca. Foram dois meses de planejamento para descobrir como fazer o que queria e como a paisagem poderia ganhar uma curva suave nas imagens que idealizava. Cada local foi fotografado várias vezes a partir de diferentes ângulos e altitudes usando um quadrotor, que é aquele drone que tem quatro hélices, para dar mais estabilidade às imagens coletadas.

A ideia dele era mostrar Istambul de maneira diferente não somente para visitantes, mas, principalmente, para os próprios habitantes.

O projeto foi feito originalmente fazendo colagens de impressões físicas, mas Büyüktaş não estava feliz com os resultados. Mergulhou então no Photoshop, trabalhando dias em cada imagem!

As informações são da Colossal.

Espia só e diz se não valeu os perrengues que ele passou para obter permissão para voar, ter o equipamento danificado por pássaros, esperar dias por um dia de sol... Valeu, né?!

Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"
Istambul vira cenário de "A Origem"

#inception #aorigem #filmeaorigem #aydinbuyuktas #istambul #fotografia #arte

Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone

Pilar Magnavita
há 2 anos5 visualizações

Imagine você, no seu casamento, organizando todos os fornecedores e contratando um dos melhores fotógrafos do seu país. Você fica como?!

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Aí na data da cerimônia, o cabra aparece com um iPhone 6 S plus. Um mísero telefone celular, com câmera inferior ao de outros smartphones e facilmente confundido com um tablet. Ou como a turma lá da rua diz, é o telefone do "Zé Bonitinho".

Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone

E você de noiva, toda trabalhada na grinalda, dá aquela "xoxada" básica sem conseguir disfarçar a frustração com o palhaço que exigiu o equivalente a um apartamento de pagamento e vai te entregar meia dúzia de bananas. #phoda

Fazer o quê? Como diria mamãe, se está no inferno então abraça o capeta. A pessoa não tem o que fazer senão relaxar e gozar da festa. Você até pede aos mais chegados e talentosos para tirarem também as fotos. Vai que alguma imagem bonita você consegue ter no fim da festa?! E, no entanto, eis que meses depois você não só uma, mas trocentas fotos incríveis do dia em que você foi mais feliz em toda a vida. O cabra fotógrafo provou para você, com imagens absurdas de emocionantes, que uma boa foto não depende tanto da câmera, mas da mão que a maneja.

Esse é o caso de Sephi Bergerson, um fotógrafo profissional israelita que vive na Índia, registrando casamentos no país que adotou como seu. Cobra US$ 5 mil para cada projeto, o que significa um montante acessível apenas para famílias muito abastadas. Se não sabe, cada dólar equivale a mais de 67 rúpias indianas.

Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone

E com apenas seu iPhone 6 S Plus, ele fez fotos absurdas de lindas! Todas editadas no próprio aparelho.

Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone

Ele conta que era um sonho dele fotografar um casamento indiano completo apenas com o telefone. O problema não só eram as limitações tecnológicas dos modelos de iPhone anteriores (e ele diz que ainda há muitas outras no atual), mas, principalmente, encontrar um casal que concordasse com a maluquice.

No blog, ele dá muito crédito ao casal Ayushi e Abhishek, por terem confiado e apoiado o trabalho. Ele explica que o novo iPhone 6s Plus é excelente em termos de resolução e renderização de cor, mas fotografar com pouca luz foi muito difícil, especialmente na pista de dança, como o limite ISO baixo. Para quem não sabe, para pode registrar a noite com movimento, não se pode baixar demais a velocidade do obturador porque senão as fotos saem borradas. É preciso regular no ISO, que acerta a sensibilidade do "filme". O ISO muito alto, no entanto, significa fotos mais granuladas. Por isso, as câmeras mais caras (as chamadas full-frame) consegue esse índice altíssimo de sensibilidade, sem pixelar demais a imagem.

Sob a capa inocente de seu iPhone, encontra-se uma ferramenta poderosa que está a mudando a forma de trabalhar e de pensar dos fotógrafos. Pela primeira vez, é possível ter uma câmera e um diretório de pesquisa online em um dispositivo pequeno. É possível, inclusive, trabalhar com programas tipo Lightroom e Photoshop na própria "câmera". E talvez essa capacidade do telefone, de ser pequeno e dar recursos básicos de tecnologia ao profissional é que tenha justamente atraído a parte mais geek da classe.

O debate sobre as câmeras de smartphones contra DSLRs não é novo e nem os telefones são competição para as máquinas de fotografia, mas, para Bergerson, os smartphones estão chegando lá.

Enquanto isso, a gente vai tirando isso do casamento dazamiga, com um mesmo aparelho.

Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone

Olha só que habilidade a de Sephi Begerson.

Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone
Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone
Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone
Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone
Fotógrafo de casamento, profissional de iPhone

Aqui, ele documentou como foi fotografar o casamento de Ayushi e Abhishek.

Arrasou, Sephi!

#casamento #indiano #fotografia #iphone #câmera #fotógrafo

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.