OUTROS

Ministério da Saúde adverte: acordar tarde também é saudável

Pilar Magnavita
Автор
Pilar Magnavita
Ministério da Saúde adverte: acordar tarde também é saudável

Que mundo é esse que curte um bom madrugador, não é mesmo? Acordo tarde, durmo tarde, produzo melhor de noite. #soudessas Só porque alguém inventou o provérbio "Deus ajuda quem cedo madruga", a "galeris" passou a achar que esse negócio de acordar cedo é uma virtude. Dormir tarde é boemia e acordar tarde é coisa de preguiçoso. Pecadores! 

A-hã...

Senta lá então, Claudia! Que a titia vai te mostrar que a coisas não são bem assim:

Há notívagos entre nós!

As pessoas que acordam tarde é porque possuem programações do ciclo circadiano toda deslocada para mais tarde. E o galo da madrugada tem o ciclo deslocado para mais cedo. Essas características são determinadas pela genética (!!!) e são extremamente difíceis de mudar. Além do mais, pesquisadores estão descobrindo que se lutarmos contra nossos cronotipos, a nossa saúde pode sofrer consequências nefastas.

Se você tem dificuldade em adormecer antes de 2 ou 3 horas da manhã e prefere dormir até ao meio-dia, então tenha essa certeza: não há nada de errado com você ou seu precioso sono! E o que mais impressiona é esse estigma de levarmos a culpa de uma vida desregrada por isso, nessa sociedade governada por madrugadores. Simplificando: Estas travessas tardias estão cansados ​​de ser julgado por um comportamento que não pode controlar facilmente. Se há uma galera na sociedade que simplesmente não tem como alterar os padrões de sono, talvez a sociedade deva se tornar um pouquinho mais compreensiva, não é verdade?!

;0)

Cerca de 30% a 50% das pessoas caem bem no meio da curva de cronotipo, indo dormir às 23h e acordando às 7h. Outros 40% são compõem o povo da madrugada. Menos de 1% da população somente tem o ciclo do sono atrasado de verdade. Indo dormir por volta das 3h. Pobre de todos esses, né!?! 

E o que acontece quando você pega um camarada desses e põe para acordar cedo e ir a uma importante reunião de trabalho? Nada, né?! É claro que esse cidadão não render bem. Em um mundo onde existe uma coisinha chamada internet em banda larga, não há mais necessidade de cumprirmos fixamente um horário de madrugadores. Eu, por exemplo, sempre sofri quando estava em um emprego corporativo, fazendo a hora "comercial". Rendo melhor mais tarde mesmo e por isso era conhecida no meu turno da manhã, na escola, como a "Pilar que só acorda depois das 11h". Por quê? Porque eu era uma aluna sonâmbula de corpo presente. Apenas.

Para entender o ciclo circadiano

O corpo é uma orquestra de órgãos, cada um fornecendo uma função essencial. Nesta metáfora, o ritmo circadiano é o condutor.

A coisa mais importante sobre o sistema circadiano é que ele não apenas controla nosso sono. Cada neurotransmissor, hormônio e química nos ciclos do corpo são regulados por esse sistema, como argumenta Philip Gehrman, pesquisador do sono e clínico na Universidade da Pensilvânia, nessa matéria do Vox. Ou seja: são fundamentais para a gente funcionar! Temos que respeitá-lo, cuidar muito bem do nosso soninho da maneira que ele funciona melhor. A partir desse ciclo, temos nosso horário para liberar insulina (metabólico), cortisol (hormônio do estresse), entre tantos outros. 

Uma curiosidade? Por isso que a maioria das pessoas sente fome pela manhã: porque após a baixa de melatonina, do ciclo circadiano, vem a produção de insulina para o metabolismo do café da manhã. Isso já está sendo produzido antes mesmo de comermos! Daí que os médicos recomendam que não se coma nada açucarado pela manhã, para não dar um pico dessa substância e induzir futuramente a uma diabetes.

De acordo com Philip Gehrman, nossos relógios não funcionam exatamente um ciclo de 24 horas. Eles estão mais perto de 24,3 horas. Assim, a cada dia os nossos relógios internos precisam de um tempinho para relaxar e atrasar um pouquinho, apenas um pouco para ficar dentro do cronograma. O sol é nosso grande regulador para a grande maioria das pessoas. A exposição à luz brilhante estimula nosso ciclo, o reloginho mestre do nosso cérebro - o núcleo supraquiasmático (NSC).

Com noctívagos, algumas coisas ficam no caminho deste processo de reajuste:

Os genes: O NSC é o relógio mestre do corpo, mas não é o único. Cada célula que temos possui genes que operam como um reloginho também. Cada uma de nossas células, por exemplo, tem sua própria hora de se alimentar e fazer o próprio metabolismo. E nosso DNA também tem um naco de genes que determinam que assim seja.

Por isso, esses genes alimentam o relógio mestre do corpo e ajudam a definir o tempo. E as pequenas variações neles conduzem a ritmos que são mais cedo ou mais tarde. É isso que faz com que o cronotipo seja hereditário!

Também há teorias que argumentam que algumas pessoas podem ter o relógio biológico correndo mais que a média. Em vez de 24,3h, pode caminhar por 24,7h. Aí o tal do NSC tem de trabalhar mais para fazer um ajuste. Quando ele não consegue reajustar, os tempos de sono passam para mais tarde da noite mesmo.

E há também a galera que é mais sensíveis à exposição da luz durante a noite. Poste, outdoor, letreiro de supermercado, computador, celular. Sim, tem muita gente, como eu, que não relaxa se não estiver na escuridão total. Assim, qualquer luminosidade atrapalha a produção da melatonina, impedindo que o ciclo de sono se inicie.

É o que os cientistas chamam de jet leg social.

ic-spinner

#sono #ciclocircadiano #acordarcedo #acordartarde #preguiça