Pequerruchos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Pequerruchos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Pequerruchos
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Um gole de bebida alcoólica na gravidez pode mudar o rosto do seu bebê

PrincessButtercup
há 4 meses18.5k visualizações

Você sabia que beber até mesmo pequenas quantidades de bebida alcoólica durante a gravidez pode alterar as feições de um bebê? Pois é isso que um novo estudo alega depois de analisar imagens faciais de 415 crianças de um ano de idade e encontrar mudanças pequenas principalmente no nariz, nos olhos e nos lábios.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Um gole de bebida alcoólica na gravidez pode mudar o rosto do seu bebê

Segundo os pesquisadoras, a alteração de um formato no rosto de uma criança é aparentemente causada pelo álcool ingerido não só no primeiro trimestre da gravidez, mas durante qualquer momento no período de nove meses. O curioso é que as mudanças são tão sutis que são invisíveis a olho nu.

Para chegarem a essa conclusão, cientistas usaram um sofisticado software de mapeamento 3D que identifica quase 70 mil partes do rosto de um bebê. Só assim foi possível identificar diferenças entre bebês cujas mães haviam bebido e crianças cujas mães não ingeriram bebidas alcoólicas. E até quantidades pequenas de álcool, como dois drinks em nova meses, foram ligados às alterações.

Um gole de bebida alcoólica na gravidez pode mudar o rosto do seu bebê

Entre as alterações constatadas com mais frequência estavam narizes mais curtos e narizes mais arrebitados.

A pesquisa foi feita pelo Instituto Murdoch de Pesquisa Infantil, em Victoria, na Austrália, e a líder dos cientistas, Jane Halliday, disse ainda não saber como essas alterações de formato afetarão o desenvolvimento das crianças, mas afirmou que elas terão seu crescimento acompanhado.

Cientistas garantem: usar computador por até 257 minutos faz bem a teens

PrincessButtercup
há 9 meses4.8k visualizações

Se você tem de 13 a 19 anos, se prepare para compartilhar este texto. E se você é pai de um filho adolescente, prepare-se para rever alguns conceitos. Um estudo da Universidade de Oxford aponta que horas diante do computador faz bem a adolescentes. Aliás, o número mágico é 257 minutos. Sim, jovens podem ficar mais de quatro horas por dia diante de uma tela sem que isso faça mal a seu cérebro.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Cientistas garantem: usar computador por até 257 minutos faz bem a teens

A intenção do estudo, aliás, também é demonstrar que muitos pais estão preocupados além da conta com o mal que computadores fazem a adolescentes. E, segundo a universidade, esses 257 minutos são o tempo suficiente para que os jovens desenvolvam habilidades sociais e de conexão com outras pessoas.

A pesquisa, publicada na Associação para Ciência Psicológica, analisou dados medindo o “tempo de tela” e o bem-estar gerado em 120.115 jovens de 15 anos. Os adolescentes completaram relatórios que mediam o bem-estar mental e responderam questões sobre quanto tempo haviam passado executando cada atividade digital diferente.

Os pesquisadores relataram que o bem-estar dos jovens aumentava na mesma medida em que o “tempo de tela” também aumentava - até certo ponto. Depois dos 257 minutos em um computador, por exemplo, o nível de bem-estar começava a diminuir. As tendências eram semelhantes em diferentes gadgets, mas com tempos diferentes.

Nos videogames, o “número mágico” é de 40 minutos. Nos smartphones, de 1h57min. Diante da TV, 3h41min. Os computadores foram o aparelho digital que causou mais bem-estar em maior período de tempo. E agora, pais e mães? Vão continuar limitando o tempo de seus filhos no computador?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
pilarmag
Escritora, psicóloga de parentes e amigos, experimentada na cozinha e na Comunicação, já pipocou na chapa quente de grandes jornais e empresas, mãe de cachorro, esposa prendada e tirana, mulher sensível e chorona, teóloga meia boca, fã de Neil Degrasse Tyson. Namastê! Prazer em te conhecer.