OUTROS

Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

Pilar Magnavita
Author
Pilar Magnavita
Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

Viena. Capital da Áustria, lar de 1,8 milhões de pessoas e eleita a cidade com maior qualidade de vida no mundo, de acordo com a pesquisa 18th Mercer Quality of Lifedo instituto de pesquisa Mercer. O estudo, realizado anualmente, pesquisou 39 aspectos como condições econômicas, sociais, saúde, educação, habitação e meio ambiente de 230 cidades no mundo e é usado por grandes empresas para avaliar onde devem localizar e quanto eles devem pagar pessoal.

Viena continua o seu reinado na primeira posição para a qualidade de vida, seguida (no mapa abaixo) de Zurique (Suíça), Auckland (Nova Zelândia) e Munique (Alemanha) . A quinta melhor cidade, Vancouver (Canadá), tem os níveis de qualidade de vida mais alto na América do Norte. E você achando que era Nova York, hein?!

Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

A lista das piores cidades do mundo para se viver, no ranking da Mercer, é encabeçada por Bagdá (Iraque). Mais até do que Damascos (Síria), que é o 7º pior lugar para morar. Bangul (República Central Africana), Sana'a (Iêmen), Porto Príncipe (Haiti), Khartoum (Sudão) e N'Djamena (Chad) separam a capital síria da cidade iraquiana.

Se bateu aquela vontade de morar em Viena, mas isso ainda não deu pra ti, então, ao menos, prepare-se para uma viagem bacana! A passagem aérea pode até pesar no orçamento, mas com um pouquinho de planejamento, dá para ir e curtir muito essa cidade tão linda, que só o passeio de tomar café na cidade é considerado um patrimônio cultural da humanidade pela Unesco! É verdade, gente!

Para muitos visitantes, as atrações de Viena são a história fascinante, que está visível só de caminhar pelo centro da cidade, passando pela catedral Stephansdom e o palácio Hofburg, e ao longo da avenida Ringstrasse. Como a maioria dos museus, igrejas e lojas estão dentro dessa área, vale a pena descobrir esses locais a pé com um par de pausas entre em um dos inúmeros cafés de rua.

Passear ao longo da avenida Ringstrasse, a partir Staatsoper (Ópera de Viena) para Rathaus (Prefeitura), é uma das melhores maneiras de entender o status de Viena antes da queda do império austro-húngaro em 1918. Ele reflete a posição de Viena, na época, como um dos maiores e mais importantes capitais do mundo. A capital do império era o centro cultural e científico do mundo, na segunda metade do século XIX. Há poucos traços medievais que restaram.

Na Ringstrasse, que circunda toda a parte central (Belo Horizonte até que tentou fazer isso, mas não deu muito certo), é possível conhecer a Ópera de Viena, o museu de artes Kunsthistorisches, o Parlamento, o teatro Burgtheater, a Prefeitura Rathaus, a Universidade de Viena (localizado em frente das poucas seções da muralha original da cidade).

Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

A Ópera de Viena é lindíssima e vale ir a uma apresentação porque só os melhores do mundo se apresentam lá.

Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

Vale a pena se hospedar nessa região mais central. Hotéis como o Ibis Wien City e o Schani Wien costumam ter bons preços de diárias e um bom serviço.  E é claro, por um preço bom também há o Hilton Vienna Danube Waterfall, às margens do Danúbio.

Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

O rio, aliás, é um dos charmes da cidade. Há a possibilidade de fazer um passeio pelas águas vienenses, a bordo de um dos inúmeros barcos de passeio sobre o Danúbio. As atrações são lindas! Especialmente para os amantes da estética e arquitetura.

Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

Lugar incrível, não?!

Viena: o melhor lugar do mundo para se viver

#viagem #viena #europa #qualidadedevida