CURIOSIDADES

Ele declarou guerra à maconha, mas não o tipo de guerra que você imagina.

Quebrando o Tabu
Author
Quebrando o Tabu

Por Fábio Chap

Ele declarou guerra à maconha, mas não o tipo de guerra que você imagina.

Após a morte do segundo filho, um Lorde Inglês decidiu declarar, em pleno 2017, guerra à cannabis. Mas trata-se de uma guerra diferente das outras. Em sua batalha, ele acredita que legalizar é a melhor forma de a sociedade vencer essa guerra.

Segundo Lord Monson, ao consumir maconha ilegal - que não tem nenhum controle sério de qualidade - o usuário está se colocando em risco. E que o melhor caminho para minimizar o risco de intoxicação com tipos mais fortes de cannabis, é legalizando a planta.

Lord Monson não vem tendo uma vida fácil. Já havia perdido seu primeiro filho em 2012. A família acredita que o jovem foi espancado até a morte pela polícia. Em janeiro de 2017 encarou uma segunda tragédia: seu filho mais novo suicidou após meses batalhando contra uma depressão e o abuso de um tipo especialmente potente de skunk.

"Isso não precisa ser diferente de nossa abordagem ao álcool", disse o pai.

"Ninguém precisa beber uísque falsificado e ficar cego, as pessoas podem comprar uísque legal."

Após ver tragédias tão de perto, o aristocrata inglês está convencido que temos falhado na abordagem de combate às drogas. Que uma vez que elas possam ser testadas em laboratórios legais e vendidas de maneira legal, elas oferecerão menos risco à saúde humana do que uma substância cuja procedência se desconhece.

"Eu não vou me deixar cair em desespero em relação a isso tudo. Eu só não tenho escolha a não ser continuar."

Fonte: http://www.telegraph.co.uk/news/2017/02/05/grieving-aristocrat-calls-war-skunk-losing-second-son/