CURIOSIDADES

Tudo o que você precisa saber sobre doação de órgãos

Quebrando o Tabu
Author
Quebrando o Tabu

Texto por Fábio Chap

Tudo o que você precisa saber sobre doação de órgãos

O que você prefere quando morrer: ser comido por vermes ou salvar uma ou várias vidas?

Infelizmente, ainda há muitas pessoas que optam que seus corpos apodreçam no cemitério ao invés de ajudarem outras pessoas a viverem melhor. Os motivos são os mais diversos. Desde opções religiosas, até a desconfiança de que seus órgãos servirão à interesses escusos do Estado. O fato é que há muita gente morrendo na fila enquanto o egoísmo ainda reina em boa parte das famílias brasileiras (e também no mundo).

Veja agora 21 fatos sobre a doação de órgãos no Brasil:

1 - Em apenas 1 ano, mais de 2 mil pessoas morrem na fila, esperando a doação de órgãos.

2 - Hoje há cerca de 30.000 pessoas nessa fila esperando doadores compatíveis.

3 - Em 2015, cerca de 7900 transplantes de órgãos foram feitos. Número menor que 2014.

4 - São Paulo é o estado onde mais se fazem transplantes.

5 - Amapá, Roraima e Tocantins registraram zero transplantes nos últimos anos.

6 - Santa Catarina é o Estado onde mais se doa órgãos no Brasil.

7 - A Espanha, há mais de 20 anos, é o país líder em doação de órgãos.

8 - No Brasil, em média, 45% das investidas dos médicos solicitando doação dão em nada. 45% das famílias costumam negar a doação. Esse número contabiliza mesmo pessoas que se manifestaram doadores ainda em vida, mas cuja vontade não foi respeitada pela família.

9 - O Brasil tem uma enorme infra-estrutura para transplante de órgãos. São cerca de 1000 equipes e mais de 400 centros espalhados por todos país capazes de fazer o transplante em segurança.

10 - No Brasil há cerca de 1600 crianças na fila, esperando um doador compatível.

11 - Para ser doadora/doador, você não precisa deixar nenhum documento por escrito. São os familiares que autorizam a doação após a morte cerebral.

12 - Para ser constatada a morte cerebral é obrigatório o diagnóstico de 2 médicos autorizados pela família. Esses dois médicos não podem ser os mesmos que irão fazer a remoção dos órgãos.

13 - Para doar, é imprescindível que o coração ainda esteja batendo e irrigando sangue para os órgãos.

14 - Caso o coração também tenha parado, apenas as córneas podem ser doadas.

15 - São as secretarias de saúde de cada estado as responsáveis por controlar o fluxo de doadores e receptores. Fora agentes das secretarias, ninguém está autorizado a tocar o processo, isso dificulta o tráfico de órgãos.

16 - De acordo com a lei 9.434, que regula a doação de órgãos, não é permitida a doação de sangue, esperma, nem óvulo. 

17 - Também não é permitida a doação de pessoas não-identificadas. Um morador de rua indigente, por exemplo, não pode ser doador.

18 - Àqueles que querem doar mesmo estando vivos, só é permitida a doação caso não exista nenhum tipo de comprometimento à saúde do doador. Você não pode, por exemplo, doar um rim ao seu filho caso isso comprometa sua saúde.

19 - Gestantes não podem fazer doação, exceto de medula óssea.

20 - Podem ser doados os seguintes órgãos: coração, pulmões, rins, fígado, pâncreas, válvulas cardíacas.

21 - Podem ser doados os seguintes tecidos: córneas, medula óssea, pele, cartilagem, ossos.