Viagem às Indias
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Viagem às Indias
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Rafael Garcia
rafael.garciahá 8 meses

Viagem às Indias

Aqui compartilho um pouco da minha experiencia de um ano morando nesse exótico país
    • Reportar esta pasta de histórias
Viagem às Indias
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

O aeroporto de mumbai

Pois bem... imaginem uma rodoviária.. daquelas bem porks.. de fim de mundo.. saca? Então... é igual!

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Você sabe como funciona esse esquema de downsizing no mundo globalizado... Pra enxugar grana.. os kras aqui, resolverão reformar o aeroporto.. Então, ao invés de você desembarcar no saguão... você já desembarca na rua! Muito mais fácil, rápido, prático, neh?!?! Pois é, a gnt tem muito q aprende com eles...

Então... assim que sai da rodoviária... fiquei esperando uns 30 min. pelos aieseCUS pra me pegar... isso porquê o voo atraso 1 hora.... Nesse meio tempo da saída, até minhas preces serem ouvidas (prece internacional... é mais cara... a reza tem q ser mais braba)... aconteceram algumas coisas beeeem estranhas...

Fora o lugar ser sujo.. tava cheio de gente... que aparentemente não estavam fazendo nada... É meio estranho dizer que eles não faziam nada... mas o fato é que a maior parte parecia que se encontravam ali pra conversar... ou passear!! Gente, num tem nada de mais isso... eu sei... mas eh que era 1:00 da manhã!!!

Enfim... todos eles vestiam aquelas roupas... bem anos sessenta.. calça boca de sino... camiseta alantejolada e, also, apertada.. as mulheres por ventura muito pareciam todas aquelas lindas “artroizes” da versão paraguaia do caminho das Índias...

Pois bem... despites... todos esse insights.. estranhos, logo nos primeiros segundos.... todo mundo era muito “amigável” varias pessoas com um jeito bem particular de se expressarem, vinham a minha e diziam:

- Iu gonâ teiki a téx? Uichi rotél iu gou?

E eu.. cagão como sempre... com medo até da sombra... me sentido uma atração turística... de tão pálido q já tava... dizia:

- I am going to stay here, I have to wait my friend...

Also, eles:

- Cau hin.

E me apontavam seu mobile, ultra sofisticado!!

(Isso foi algo interessante, a roupa podia tá cheia de furos, velha, amarrotada, suja. As sandálias encardidas - aliás todo mundo usa - como quem tivesse morado no meio do mato e só tinha aquele calçado. E ainda sim o mobile era fodido!!! Ultima geração, com fotos videos acesso a internet, 3G e todo essa porcariada!)

Enfim... pensei comigo, logo que o sujeito me sugere seu celular: "Poxa vida... como são generosos..." se não fosse óbvio o fato de todos os orelhões a 200 m. estarem quebrados...

Tudo manjando...

Mas, nascido em terra malandro... num vai ser um indiano que ensinar o papa a reza... Por isso dizia:

- NO, thanks!... E saia fora...

Depois da Quarta.. Quinta... Sexta pessoa, comecei a ficar preocupada... O tempo passava e nada do aiesecu... Então, fechei a kra... fiz como quem tá puta da vida.. e num quer ver ninguém.. nem pintado de...

Branco!!!

Nisso a agonia.. já me batia!!! E eu como sou muito calmo... tranquilo... sensato... como pessoa, sabe?! Resolvi aceitar o telefonema de um dos kras... Mas já afirmando:

- I dont have money!!!

Pois bem.. não é q as coisas ficarão piores... A porra.. Do FDP... Do kralho.. Do mobile do sujeito amigo aiesecu estava errado... ou melhor, não existia!! Fora uma atendente eletrônica das corporações TATA, que disse:

- Dizi nanba arnanti corecti, trie agan... e blah blah blah!!! ]:|

É... mas eu como sou muito calmo... tranquilo...sensato... como pessoa... decidi tomar uma coca... porque coca é coca... neh?! Nun tem aquelas coisa do correr o risco de uma durty water com esquistossomose... tripanossoma... ascaridíase... algo que me fizesse por deslize... parar numa cama de hospital.. todo mal! Então, me dirijo a uma espécie de cabine.. tipos aquelas do brás... ( bem comum aki, tb):

- Do you have a Coke?

- IES, FIFTI RUPIS...

É, malandro... no mercado normal.. é a metade do preço... isso se quem comprar tiver no mínimo o triplo ou quadruplo miguelina! Ahhhhh... e souber o bendito hindi (a língua deles).

Assim passaram minhas primeiras horas angustiantes, nesse novo país inóspito... Antes da chegada... da comitiva... dos dois indianos felizes... por me fazerem esperar! Eles estavam me pregando uma peça!

Particularmente... nesse dia não tirei fotos... pq... digamos que me senti um pouquinho intimidado... Quis.. ou melhor... tentei ser o mais discreto possível...

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por