YOUTUBE

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Rafael de Pino
Autor
Rafael de Pino

Ninguém no YouTube brasileiro tem crescido mais em número de inscritos do que Felipe Neto e Luccas Neto, os Irmãos Neto. O canal de Felipe tem 15 milhões de inscritos, Luccas tem quase 9 milhões e o canal dos dois, Irmãos Neto, já alcançou 5 milhões. O conteúdo? Não vou tratar do conteúdo dos vídeos. Não tenho as qualidades e os defeitos necessários para fazer parte da horda de “corujas e corujos” que os seguem. Estou aqui para falar de coxinha. Disso, sim, eu entendo.

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Não que eu seja um especialista. Em quase 15 anos de jornalismo, nunca me aventurei na editoria de crítica gastronômica. Falo apenas do alto de minha autoridade de gordo. Os Irmãos Neto finalmente estimularam minha curiosidade. Agora, são também uma marca de coxinha. Coxinha alimento, não homem de sapatênis e camisa da seleção.

Desde o dia 1º de novembro de 2017, os Irmãos Neto estampam a fachada de um quiosque de mini-coxinhas na praça de alimentação do Shopping Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Ainda não houve muita promoção por parte de Felipe e Luccas, mas tudo vai mudar a partir desta semana. As funcionárias já estão distribuindo pulseiras para encontros com os irmãos a partir de 13 de novembro. Serão 50 felizardos por dia. Basta comprar um combo: um cone com oito mini-coxinhas e uma lata de refrigerante. Vai ser um sucesso.

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Durante a minha visita, de interesse puramente jornalístico (só por acaso era hora do almoço), um avô comprou dois combos para os netos, que perguntavam repetidas vezes à atendente se poderiam, com isso, tirar uma foto com os irmãos. Ela garantiu que sim, era só trazer a pulseira. Nenhuma das duas crianças provou as coxinhas. Foram para viagem.

Eu não faria a mesma coisa. Não queria pulseira ou refrigerante. Queria comer. E escolhi um cone de coxinhas salgadas e outro de coxinhas doces para provar. Resolvi pelas que levam os nomes de cada irmão, imaginando que fosse uma assinatura de qualidade. Comi “Felipe”, sabor pizza, e comi “Luccas”, sabor Nutella. Paguei R$ 16 por cada cone de oito coxinhas, totalizando R$ 32. Em matemática simples, são R$ 2 por coxinha do tamanho de uma dentada.

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Antes do review de coxinha (a que ponto chegamos), é importante dizer que os Irmãos Neto não têm canais de culinária, não são especialistas em salgadinhos. Apesar de Luccas Neto ter uma ligação quase pornográfica com a Nutella…

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

… não é know-how suficiente para o empreendimento. O que eles sabem muito bem é fazer dinheiro com os fãs. E isso não é necessariamente ruim. É um talento. Não faz muito tempo, investiram em ligações telefônicas pagas que valiam uma chance de encontrar com eles na Netoland, mansão onde moram, e participar de um vídeo. Foram criticados por abusar da confiança de crianças para ganhar dinheiro. Agora, provavelmente serão criticados por ganhar dinheiro engordando as crianças. Mas sofreriam o mesmo se decidissem vender palitos de aipo. Devem estar acostumados.

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

No caso das coxinhas, é necessário, antes de falar do produto, fazer um elogio: escolheram o parceiro certo. As coxinhas são da doceria Lecadô, historicamente responsável pelas melhores coxinhas do Rio de Janeiro, com 30 anos de serviços prestados aos gordos cariocas de corpo e/ou de alma. Quando não são as melhores, estão na lista. E ganharam a fama fazendo apenas um sabor de coxinha, a de frango com queijo cremoso. Com os Irmãos Neto, criaram seis sabores salgados e seis sabores doces.

Dito isso, ainda antes do review, vou entrar no clima do YouTube e fazer um unboxing das coxinhas Irmãos Neto. Começando pelas coxinhas “Felipe”, sabor pizza.

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Tcharãm!

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Pronto, fim do unboxing. São tristinhas, né? Nada parecidas com as fotos no cardápio. Mas, sejamos justos… Nenhuma comida real, principalmente fast food, é parecida com a foto. As coxinhas são colocadas em uma máquina similar à da fábrica de biscoitos do filme "Edward Mãos de Tesoura" e saem prontinhas do outro lado. Mas com essa carinha de quem sofreu calado. Por dentro, porém…

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

… Muito recheio. Não acho que compensam o preço de R$ 2 por unidade, mas são bem recheadas e saborosas. Têm gosto de pizza? Não têm gosto de pizza. Mas pelo menos não têm gosto de “Felipe”. Obrigado, Lecadô.

O mesmo vale para as coxinhas de Nutella, as “Luccas”. Unboxing…

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Tcharãm!

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Machucadas pela vida, né? Pois é. Já falamos a respeito. Mas também têm bastante recheio. E dessa vez a Nutella é bem presente. Uma bolota de Nutella… Como errar?

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Não comi todas, é claro. Enquanto gordo e fã de coxinhas, achei que faltava algo, apesar da experiência satisfatória. Ainda bem que ali mesmo, na praça de alimentação do Shopping Tijuca, a poucos metros de distância do quiosque tinha uma - vejam só… - Lecadô! Sim, a única, a original.

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Olha que coisa mais linda.

Comi as coxinhas dos Irmãos Neto, e o resultado é surpreendente (mentira)

Custaram R$ 6,50 cada. E eu juro que meu único interesse no caso foi jornalístico. Só por acaso era hora do almoço.