Em alta
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Em alta
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Em alta
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Ao vivo: Atriz pornô, craque do futebol e cover do Silvio Santos trocam tiros

Rafael P. P.
há um mês134.8k visualizações

O que Mia Khalifa, estrela do cinema pornô, Valdívia, meia-atacante do Atlético Mineiro, e um exímio imitador do apresentador Sílvio Santos têm em comum? Eles poderiam estar entrando em um bar, dando início a uma piada sem graça, mas estão fazendo bem melhor que isso. Dedicam horas para transmitir ao vivo da intimidade de seus computadores.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Ao vivo: Atriz pornô, craque do futebol e cover do Silvio Santos trocam tiros

A plataforma de vídeos que proporciona esse elenco inusitado de streamers é a Twitch.tv, uma espécie de YouTube especializado em transmissões ao vivo, para explicar em linhas bem gerais. Foi lançada em 2011, popularizada nos Estados Unidos em 2013 e comprada pela Amazon em 2014. É usada para qualquer tipo de transmissão, mas foi criada para gameplays e ainda hoje este é o gênero dominante. Exemplo disso é nosso imitador de Silvio Santos, citado no título.

Silvio Santos do CS, como o nome diz, é um personagem com a voz do Silvio Santos que joga CS, ou Counter Strike, o jogo eletrônico que virou esporte eletrônico e dá muitas alegrias aos brasileiros, já que estamos entre os melhores do mundo. Sua identidade é secreta, mas é um segredo de polichinelo. A comunidade de espectadores da Twitch resolveu fingir que não sabe quem é. O motivo? Não conto.

Silvão, como é chamado, já foi jogador semiprofissional de CS e joga muito bem, mas a tônica de suas transmissões é o humor. Silvio Santos - o personagem, não sei o original - é um velho e conta piadas de velho. É também “bem dotado”, mas carinhosamente chamado de “véio brocha”. Um homem e suas contradições, não é mesmo?

Silvão não é o streamer mais popular da Twitch, sequer do Brasil, apesar de ser um dinossauro das streams. Esses postos são ocupados por jogadores ou ex-jogadores de League of Legends, o esport mais popular do mundo, Dota 2 ou o já citado Counter Strike, além dos canais oficiais que fazem transmissões do cenário competitivo dessas ligas. O rei da Twitch no Brasil, por exemplo, é Felipe Noronha, o YoDa, ex-jogador profissional de League of Legends e streamer profissional. Mas o mais divertido na Twitch atualmente são os jogadores aleatórios, das origens mais distintas possíveis.

Mas o que jogam essas pessoas? No momento, só há uma resposta para essa pergunta: Playerunknown's Battlegrounds. Trata-se de um jogo de tiro, mas com uma proposta diferente da habitual. Cem jogadores (ao mesmo tempo) chegam a uma ilha de avião, saltam de paraquedas e, ao cair, correm para buscar armas, balas e equipamentos como mochila, colete e capacete. E começam a se matar. Sozinhos, em dupla ou em grupos de quatro. Quanto mais passa o tempo, menor é o espaço de jogo, obrigando todo mundo a se encontrar numa parte específica do mapa no fim de cada partida.

Não parece muito especial, certo? Olhe de novo. No último fim de semana de agosto, o PUBG, como também é conhecido, alcançou a liderança em jogadores simultâneos na Steam, principal loja virtual de jogos de computador do mundo. Foram 876.849 pessoas jogando PUBG ao mesmo tempo. Ultrapassou o Dota, já citado, o eterno campeão da Steam. Achou pouco? Pois saiba que o Dota é da Valve, a dona da Steam. Nada ainda? Vamos lá. O jogo mais visto em transmissões na Twitch desde 2014 era o League of Legends. Era. Em agosto de 2017, pela primeira vez em 34 meses, o PUBG superou o League of Legends em número de espectadores. Nem vou continuar perguntando. Continuemos com os fatos.

O jogo iniciou setembro batendo a marca de dez milhões de cópias vendidas. Sim, vendidas. Custa R$ 55,99. Dota e League of Legends são de graça. Foi lançado em março deste ano e alcançou um milhão em vendas nos primeiros 16 dias de existência. Lançado... mais ou menos. O jogo não está pronto. Ainda está sendo testado em pré-alfa. Ficamos combinados de que trata-se de um fenômeno.

Ok, eu concordo que números são frios. Por isso vou falar de uma estrela da indústria pornô. Mia Khalifa, 24 anos de idade, libanesa radicada nos Estados Unidos, foi o nome mais buscado no site pornô Pornhub em 2014. Em 2016, alcançou a mesma marca no site xHamster. Apenas para citar dois dos três sites pornográficos mais acessados do mundo. Como eu sei disso? Google. E o que isso tem a ver com a Twitch e o PUBG? Agora sim, uma boa pergunta.

Mia Khalifa tem um canal na Twitch há 3 meses. Sim, a Twitch proíbe pornografia. Qualquer coisa próxima de um mamilo, mesmo que exibido sem querer, provoca banimento instantâneo. Na Twitch, ela bate papo com seu público, mostra um pouco de sua vida e… joga Playerunknown's Battlegrounds.

Ao vivo: Atriz pornô, craque do futebol e cover do Silvio Santos trocam tiros

No último dia 30 de agosto, Mia Khalifa fez uma maratona de 10 horas ao vivo na Twitch com o objetivo de receber doações para ajudar as 50 mil pessoas desabrigadas devido ao impacto devastador do furacão Harvey em Houston, no Texas. Dessas 10 horas, 4 foram dedicadas ao PUBG, por pura aclamação popular. Não é que Mia Khalifa seja exímia jogadora de PUBG. Ela e os amigos jogaram pouco, e mal. O público não parece ligar muito. 

Outra estrela do “mundo real” que abriu um canal na Twitch para jogar games de tiro e rendeu-se ao PUBG foi Wanderson Ferreira de Oliveira, o Valdívia, meia-atacante do Atlético Mineiro. Em jogo, o salário de seis dígitos, a multa rescisória milionária, as propostas da Europa e as milhares de pessoas gritando seu nome nos estádios não valem de nada. Nas transmissões ao vivo, é só um moleque de 22 anos que adora jogar videogame.

Valdívia começou a dar as caras na Twitch quando estava lesionado e de saída do Internacional, time em que jogou desde 2012. Seu primeiro apelido foi Valdivia029, e praticamente ninguém sabia de sua existência. Começou jogando Counter Strike, mas acabou absorvido pela febre do Playerunknown's Battlegrounds. Raramente sua transmissão ao vivo passava dos 100 espectadores simultâneos. Mas a stream tem comentários em tempo real dos espectadores, e seu rosto fino com moldura de cabelos encaracolados não passou muito tempo incólume diante da webcam. “É o Valdívia mesmo?”, perguntavam os descrentes.

Ele não é, até hoje, um fenômeno de audiência. Até porque não pode ficar até tarde jogando no computador durante o Campeonato Brasileiro. Aparece pouco online, mas já tornou-se raro haver alguém que duvide de sua identidade. Os melhores amigos que fez na Twitch foram streamers que não tinham qualquer apreço especial por futebol ou por seu status de craque. Um deles é Sérvulo Júnior, o “Sheviii”, que largou sua carreira de fisiculturista…

Ao vivo: Atriz pornô, craque do futebol e cover do Silvio Santos trocam tiros

… (sim, e com destaque no cenário nacional) para dedicar-se à carreira de streamer de jogos, principalmente o PUBG.

Ao vivo: Atriz pornô, craque do futebol e cover do Silvio Santos trocam tiros

Outro dos amigos de Valdívia é Cabritoz, um adolescente que tem problemas auditivos e foi abraçado pela comunidade da Twitch para evoluir o equipamento de transmissão ao vivo. Aliás, um dos primeiros colaboradores de Cabritoz foi Silvio Santos do CS, que conseguiu patrocínio para a primeira webcam dele. O mesmo Silvão que dá dicas de equipamento pelo WhatsApp para Valdívia, a quem chama de “Valdisney”. Valdívia, aliás, trouxe para a Twitch o apelido que tem na resenha dos vestiários: PokoPika. Mia Khalifa? Não, ainda não está no círculo de amizades dos jogadores PUBG da Twitch. Mas não foi por falta de apelo dos fãs brasileiros.

Enquanto Mia Khalifa fazia a live beneficente jogando PUBG, o brasileiro com maior destaque no jogo estava online. Trata-se de Joseph Touma, o Tecnosh, simpático gamer que acerta tiros inacreditáveis de longa distância. 

Sério, inacreditáveis. E é, hoje em dia, o campeão mundial em número de abates de adversários. Vendo a completa falta de talento de Mia Khalifa com o game, o público brasileiro passou a insistir por um duo com Tecnosh.

Ao vivo: Atriz pornô, craque do futebol e cover do Silvio Santos trocam tiros

Reprodução da internet

Tá vendo ali à direita? Por quase uma hora, era só o que havia no chat da atriz e camgirl. Nada a respeito da tragédia em Houston. Infelizmente os recados foram em vão.

Youtubers brasileiros relatam o drama da chegada do furacão Irma na Flórida

Rafael P. P.
há um mês21.4k visualizações

O último vídeo da fotógrafa brasileira Lorrayne Mavromatis em seu canal no YouTube (640 mil inscritos) ainda tinha alguns momentos de bom humor. Ela mora com o marido na ilha St. Maarten, no Caribe, e, nos últimos dias, transformou seu canal em uma cobertura dos preparativos para a chegada do furacão Irma, um dos mais devastadores já registrados.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Youtubers brasileiros relatam o drama da chegada do furacão Irma na Flórida

Reprodução do Instagram

Ela relata que estavam saindo do apartamento onde moram para um abrigo em uma faculdade, onde passariam o tempo com outros habitantes da ilha até Irma seguir seu caminho. Esticou o edredom que serviria de cama, colocado no chão, brincou sobre o quartinho onde ficariam os cachorros das famílias, mostrou o quanto os postes já estavam balançando com o vento.

Só perdeu o bom humor quando falou das mensagens que estava recebendo dos amigos no Brasil. “Eu só queria agradecer por todo o carinho, todo o amor, todas as orações”, disse Lorrayne aos seguidores, com os olhos cheios de lágrimas. “Vocês não fazem ideia da diferença que estão fazendo.” O vídeo foi publicado na terça-feira, dia 5, véspera da chegada do furacão à ilha.

Lorrayne, o marido e todos os que ficaram abrigados no prédio da faculdade ficaram bem, mas a ilha foi quase totalmente destruída. Os relatos posteriores só foram possíveis via Instagram. Duas imagens mostram que o apartamento onde ela e o marido moravam ficou completamente destruído pela força dos ventos. O cenário é pós-apocalíptico. A região ficou muito perigosa, e eles acabaram se unindo a outros brasileiros para se proteger. Pediram ajuda aos seguidores para contatar o corpo diplomático brasileiro na ilha e os seguidores congestionaram os ramais do consulado. Os relatos ainda são de medo e desespero.

Agora o furacão Irma está a caminho dos Estados Unidos, com ventos que podem chegar a 250 kmh. Ainda há esperanças de que ele perca força antes de tocar o solo americano, mas as últimas notícias não são nada animadoras. A rota prevista do Irma é um risco vertical no estado da Flórida, onde mora a maior parte dos imigrantes brasileiros nos EUA. E também alguns youtubers amados por aqui.

Os vídeos de canais como Realidade Americana (579 mil inscritos), de Carlinhos Troll, Hi Gorgeous (1,7 milhão), de Anna Layza, e Carol Capel (329 mil), que normalmente contam o dia-a-dia da vida nos Estados Unidos, estão dedicados exclusivamente à cobertura da chegada do furacão Irma. A previsão é de que ele toque o solo americano entre sábado e domingo.

Uma cena comum mostrada nos três canais citados é a de prateleiras vazias nos supermercados, principalmente nas gôndolas de água mineral e enlatados. Até a publicação deste post, Carlinhos Troll e a mulher ainda não tinham decidido o que fazer. Uma opção seria fugir da trilha do furacão usando um motorhome. O problema é o clima de violência na cidade de Orlando, onde moram, logo após a passagem de um furacão, experiência que eles já tiveram em outros anos. Ele conta que bandidos se aproveitam de janelas quebradas para invadir e saquear casas e empresas. Mesmo assim, a vida é sempre o mais importante. “O certo a se fazer é sair”, disse, apelando à lógica durante a torrente de pensamentos captada em vídeo.

O vídeo “Furacão Irma chegando onde moro”, do canal Hi Gorgeous, ainda está repleto do bom humor habitual da anfitriã, Anna Layza. “Como eu vou fazer sem água? Tem que encher a banheira. Eu vou beber da banheira? Mas eu vou tomar banho na banheira… Pera, tá um pouco confuso isso. Tem que encher as duas banheiras, talvez…”, disse, entre gôndolas de supermercado vazias.

O relato, publicado na sexta-feira, 8 de setembro, foi gravado no começo da semana, quando as notícias sobre a força e o trajeto do furacão ainda eram imprecisas. Nos vídeos e fotos mais recentes do Instagram, a youtuber adota o tom de preocupação. “Vamos nos unir e rezar para tudo dar certo”, disse aos seguidores.

Até a publicação deste post, Carol Capel, que mora perto de Miami, na Flórida, havia dedicado os últimos quatro vídeos aos preparativos para o furacão Irma. A vlogger brasileira é uma das que tenta contato com os consulados brasileiros para ajudar a colega de YouTube Lorrayne Mavromatis, que sofreu o impacto de Irma na ilha St. Maarten e acabou desabrigada. A própria Carol Capel pode precisar de ajuda. Aguarda ordens das autoridades para saber se vai poder ficar em casa - pensa em enfrentar o furacão no banheiro, o lugar mais seguro de seu apartamento - ou precisará recorrer a um abrigo. Mostra-se preparada. Como tem um cachorro, já anotou o endereço de quatro abrigos próximos que aceitam animais.

Uno-me aos fãs e familiares na torcida de que Irma diminua de intensidade e vire algo próximo de uma tempestade tropical. E que Lorrayne e o marido sejam logo resgatados em segurança. Tenho certeza de que os próximos relatos dos youtubers brasileiros na Flórida voltarão a ser sobre a oferta gigante de fast food, dicas sobre os parques da Disney e desafios da migração em tempos de Donald Trump.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
rafaelpp
Adora vídeos desde quando chegavam por e-mail