Em alta
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Em alta
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Em alta
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Youtubers brasileiros relatam o drama da chegada do furacão Irma na Flórida

Rafael P. P.
há um mês21.4k visualizações

O último vídeo da fotógrafa brasileira Lorrayne Mavromatis em seu canal no YouTube (640 mil inscritos) ainda tinha alguns momentos de bom humor. Ela mora com o marido na ilha St. Maarten, no Caribe, e, nos últimos dias, transformou seu canal em uma cobertura dos preparativos para a chegada do furacão Irma, um dos mais devastadores já registrados.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Youtubers brasileiros relatam o drama da chegada do furacão Irma na Flórida

Reprodução do Instagram

Ela relata que estavam saindo do apartamento onde moram para um abrigo em uma faculdade, onde passariam o tempo com outros habitantes da ilha até Irma seguir seu caminho. Esticou o edredom que serviria de cama, colocado no chão, brincou sobre o quartinho onde ficariam os cachorros das famílias, mostrou o quanto os postes já estavam balançando com o vento.

Só perdeu o bom humor quando falou das mensagens que estava recebendo dos amigos no Brasil. “Eu só queria agradecer por todo o carinho, todo o amor, todas as orações”, disse Lorrayne aos seguidores, com os olhos cheios de lágrimas. “Vocês não fazem ideia da diferença que estão fazendo.” O vídeo foi publicado na terça-feira, dia 5, véspera da chegada do furacão à ilha.

Lorrayne, o marido e todos os que ficaram abrigados no prédio da faculdade ficaram bem, mas a ilha foi quase totalmente destruída. Os relatos posteriores só foram possíveis via Instagram. Duas imagens mostram que o apartamento onde ela e o marido moravam ficou completamente destruído pela força dos ventos. O cenário é pós-apocalíptico. A região ficou muito perigosa, e eles acabaram se unindo a outros brasileiros para se proteger. Pediram ajuda aos seguidores para contatar o corpo diplomático brasileiro na ilha e os seguidores congestionaram os ramais do consulado. Os relatos ainda são de medo e desespero.

Agora o furacão Irma está a caminho dos Estados Unidos, com ventos que podem chegar a 250 kmh. Ainda há esperanças de que ele perca força antes de tocar o solo americano, mas as últimas notícias não são nada animadoras. A rota prevista do Irma é um risco vertical no estado da Flórida, onde mora a maior parte dos imigrantes brasileiros nos EUA. E também alguns youtubers amados por aqui.

Os vídeos de canais como Realidade Americana (579 mil inscritos), de Carlinhos Troll, Hi Gorgeous (1,7 milhão), de Anna Layza, e Carol Capel (329 mil), que normalmente contam o dia-a-dia da vida nos Estados Unidos, estão dedicados exclusivamente à cobertura da chegada do furacão Irma. A previsão é de que ele toque o solo americano entre sábado e domingo.

Uma cena comum mostrada nos três canais citados é a de prateleiras vazias nos supermercados, principalmente nas gôndolas de água mineral e enlatados. Até a publicação deste post, Carlinhos Troll e a mulher ainda não tinham decidido o que fazer. Uma opção seria fugir da trilha do furacão usando um motorhome. O problema é o clima de violência na cidade de Orlando, onde moram, logo após a passagem de um furacão, experiência que eles já tiveram em outros anos. Ele conta que bandidos se aproveitam de janelas quebradas para invadir e saquear casas e empresas. Mesmo assim, a vida é sempre o mais importante. “O certo a se fazer é sair”, disse, apelando à lógica durante a torrente de pensamentos captada em vídeo.

O vídeo “Furacão Irma chegando onde moro”, do canal Hi Gorgeous, ainda está repleto do bom humor habitual da anfitriã, Anna Layza. “Como eu vou fazer sem água? Tem que encher a banheira. Eu vou beber da banheira? Mas eu vou tomar banho na banheira… Pera, tá um pouco confuso isso. Tem que encher as duas banheiras, talvez…”, disse, entre gôndolas de supermercado vazias.

O relato, publicado na sexta-feira, 8 de setembro, foi gravado no começo da semana, quando as notícias sobre a força e o trajeto do furacão ainda eram imprecisas. Nos vídeos e fotos mais recentes do Instagram, a youtuber adota o tom de preocupação. “Vamos nos unir e rezar para tudo dar certo”, disse aos seguidores.

Até a publicação deste post, Carol Capel, que mora perto de Miami, na Flórida, havia dedicado os últimos quatro vídeos aos preparativos para o furacão Irma. A vlogger brasileira é uma das que tenta contato com os consulados brasileiros para ajudar a colega de YouTube Lorrayne Mavromatis, que sofreu o impacto de Irma na ilha St. Maarten e acabou desabrigada. A própria Carol Capel pode precisar de ajuda. Aguarda ordens das autoridades para saber se vai poder ficar em casa - pensa em enfrentar o furacão no banheiro, o lugar mais seguro de seu apartamento - ou precisará recorrer a um abrigo. Mostra-se preparada. Como tem um cachorro, já anotou o endereço de quatro abrigos próximos que aceitam animais.

Uno-me aos fãs e familiares na torcida de que Irma diminua de intensidade e vire algo próximo de uma tempestade tropical. E que Lorrayne e o marido sejam logo resgatados em segurança. Tenho certeza de que os próximos relatos dos youtubers brasileiros na Flórida voltarão a ser sobre a oferta gigante de fast food, dicas sobre os parques da Disney e desafios da migração em tempos de Donald Trump.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
rafaelpp
Adora vídeos desde quando chegavam por e-mail