Em alta
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Em alta
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Em alta
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Youtubers dividem o aluguel e casas ganham canais próprios de sucesso

Rafael P. P.
há um mês9.7k visualizações

O mercado imobiliário do YouTube está aquecido ultimamente. Antes, o youtuber, quase invariavelmente um jovem, gravava e publicava seu conteúdo do quarto de casa. No máximo, fazia um cenário em uma parede disponível e… PAH!, tudo resolvido. Os que ficavam grandes - e tinham dinheiro e idade suficientes, é claro - alugavam um cantinho próprio.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

De sozinhos no quarto, partiram para as colabs. Afinal, melhor que uma estrela do YouTube na tela só duas, três, quatro… Quanto mais melhor. Ultimamente, porém, as colabs alcançaram um novo patamar. Além das telas, alguns youtubers estão compartilhando o endereço.

Youtubers dividem o aluguel e casas ganham canais próprios de sucesso

O primeiro caso de sucesso foi a Casa dos YouTubers, que mereceu o nome pelo pioneirismo e pela quantidade de gente coabitando. Na luxuosa casa localizada no Sul de Lisboa, em Portugal, moram alguns dos mais famosos youtubers do país, como SirKazzio, Wuant, D4rkFrame, Windoh, OvelhaNigga e Nuno Moura. Eles, e o gaúcho Ronaldo de Azevedo, o Gato Galático.

Para apresentar a Casa dos YouTubers, um vídeo de Anthony Sousa, o SirKazzio, o maior youtuber português em números.

Falando sucesso nos números, os irmãos Felipe Neto e Luccas Neto juntaram-se na mesma casa e, de brinde, criaram um novo canal para a experiência, o Irmãos Neto. A empreitada teve resposta imediata dos fãs, sendo o primeiro canal no mundo a alcançar 1 milhão de inscritos em apenas 24 horas. No mundo! É do Brasil-il-il! O conteúdo? É o mesmo dos canais de cada um, mas potencializado pela mansão adquirida no Rio de Janeiro. Mostram suas rotinas e recebem convidados - fãs inclusive - para brincadeiras.

O vídeo de lançamento mostra uma trollagem que Felipe afirma ter feito com o irmão Luccas, que supostamente achava que os dois iriam morar em um apartamento, não em uma mansão. O canal tem pouco mais de um mês de vida, mas já é um gigante.

Outros dois brasileiros do YouTube que moram juntos são Guilherme Coelho, do Mateiformiga (3,5 milhões de inscritos) e Gabriel Dantas, o MrPoladoful (4 milhões). A casa em conjunto apenas ajudar a economizar nas contas, mas passou a render dinheiro sozinha desde a criação do Canal da Casa (quase 500 mil inscritos). Tem festa, tem bagunça, mas também tem um cenário próprio criado em um cômodo para a produção de conteúdo em parceria.

No vídeo abaixo, os dois apresentam os planos do canal, que ficou três meses parado depois da criação mas há um mês ganhou programação frequente.

A ideia também vingou para Lucas Rangel, o RangeldoVine, mas apenas como brincadeira. Juntou-se a Danielle Diz e Ana Luiza Andrade - como se um dia já tivesse se separado das duas… - para uma semana de experiência na mesma casa (a dele, no caso). A Casa dos Flop durou uma semana, mas teve decoração, compra de enxoval e até escolha de um bichinho de estimação, batizado pelos fãs. No último episódio teve choradeira, dando a entender que a relação a três pode ficar ainda mais séria. 

YouTube brasileiro perde o guerreiro Érico Graça

Rafael P. P.
há um mês17.3k visualizações

“Fala aí, galera! Tá tudo sussa?” Se você é novo no YouTube ou não joga Hearthstone, é muito provável que não conheça esse bordão e, portanto, não tenha conhecido Érico Graça. Ele foi o criador do canal TudoSussa, um vlog inspirado nos pioneiros do ramo, PC Siqueira e Felipe Neto. Lançou seus primeiros vídeos no começo de 2011, quando o público do YouTube começava a se formar e já estava ávido por conteúdo semelhante ao dos ídolos que tinham acabado de nascer.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
YouTube brasileiro perde o guerreiro Érico Graça

Érico, o cabeludo de preto ao centro, com expoentes da "segunda geração" do YouTube BR - (reprodução do Facebook)

Érico era do Rio de Janeiro e trabalhava com internet, mas nunca na frente das câmeras. PC e Felipe Neto inspiraram a migração. Logo nos primeiros cinco vídeos, lançados em fevereiro de 2011, alcançou a marca de 130 mil visualizações, o que foi impressionante para um iniciante.

Neste vídeo que gravou em um dos primeiros encontros de youtubers no Rio, organizado por Marcos Castro no fim de 2012, é possível ver diversas carinhas bastante conhecidas hoje em dia. Ironicamente, seria o penúltimo vídeo do TudoSussa. O último, lançado um ano depois, no fim de 2013, era uma especulação sobre a volta do canal, que nunca ocorreu.

O “cabeludão do YouTube” nunca teria, como vlogueiro, o sucesso que pretendia. Mas encontrou-o na comunidade do Hearthstone, jogo que virou sua obsessão pessoal e do qual foi um dos principais divulgadores no Brasil.

O canal de games de Érico Graça, o TheOneGames, foi criado em setembro de 2011, ainda durante a existência do TudoSussa. Nasceu da paixão que ele tinha por World of Warcraft, o WoW, jogo que tinha parado de jogar para se dedicar aos vlogs. Fez vídeos de diversos outros jogos, mas encontrou-se mesmo com o Hearthstone, um jogo de cartas virtual baseado nos personagens de WoW. Jogando Hearthstone, Érico ficou longe do “grande público” do YouTube. Mas, para os fãs do game, virou um mito, o “ÉriGOD”, e viajou o mundo a convite da Blizzard.

Infelizmente, foi também essa a comunidade que acompanhou de perto sua luta contra o câncer. Desde o primeiro de alguns tumores que teve na coluna, Érico Graça dava depoimentos sobre o ocorrido em vlogs, que acabariam por formar uma playlist no canal. Mostravam sua batalha pessoal, sem magos e outras figuras mitológicas, mas com um herói dedicado. Só fazia esses vídeos com o intuito de explicar o motivo de dias sem lançar gameplays. Eram várias lançados por dia, e não dava para sumir sem dar explicações. Mesmo internado ou com dores, nunca deixava de publicar no TheOneGames. 

Dois anos depois do primeiro diagnóstico, a doença provocou sua internação derradeira. Na semana passada, em um de seus últimos posts no Instagram, mostrou aos fãs o presente que recebeu da Blizzard, enviado ao hospital. No último fim de semana, a “mãe do melhor jogador de Hearthstone do Brasil” usou o perfil de Érico no Facebook para dar a má notícia aos fãs.

YouTube brasileiro perde o guerreiro Érico Graça

Pelo Twitter, alguns de seus velhos companheiros de YouTube prestaram homenagens, como Leon Martins, do Coisa de Nerd, Eduardo Benvenuti, o BRKsEDU, e Marcos Castro. Os fãs de Hearthstone e o próprio perfil oficial do jogo no Brasil organizaram suas mensagens de saudade sob a hashtag #éricoislegendary. Desejo força aos fãs e aos familiares. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
rafaelpp
Adora vídeos desde quando chegavam por e-mail