OUTROS

Você tem muito a aprender com os mais velhos. E não pode desprezar isso

Renan Prates
Author
Renan Prates
Você tem muito a aprender com os mais velhos. E não pode desprezar isso

Se tem uma coisa que me incomoda é o descaso com que os mais velhos geralmente são tratados. Na vida, no mercado de trabalho…

Toda pessoa que tem mais idade do que você tem algo a te ensinar. Não despreze isso. Não perca a oportunidade de adquirir mais conhecimento.

Ah, mas ele nem tem faculdade e eu sou pós-graduado. O que eu posso aprender com ele?

Vem cá…você acha MESMO que a única instrução importante na vida (e até no mercado de trabalho) é a que você recebe na escola? Então tome cuidado. Você está indo para o caminho errado!

Os mais velhos podem te dar a calma necessária quando você acha que tem que colocar o pé no acelerador. Podem alertá-lo para não cair em armadilhas de quem quer te enganar. Podem ensiná-lo na prática a importância de pensar duas vezes antes de tomar uma decisão importante. Ou a não hesitar tanto para não perder a chance de tomar uma atitude rápida que pode beneficiá-lo.

Este foi mais um post motivado por um filme que recomendo. Um senhor estagiário é uma comédia com Robert de Niro e Anne Hathaway. Na película, De Niro vive um senhor de idade que trabalhou 40 anos de forma bem sucedida no mercado, mas que está aposentado e perdeu a perspectiva de vida depois que a sua esposa morreu. Mas ele ganhou uma nova vida quando viu um anúncio da empresa comandada por Hathaway em busca de estagiários seniors.

É impressionante reparar como a habilidade adquirida pelo personagem de Robert De Niro durante 40 anos de profissão acaba sendo extremamente valiosa para a personagem vivida por Anne Hathaway. Ele tinha as competências que ela não possuía. As características dos dois, somadas, gerariam um profissional quase perfeito. Ele deu conselhos valiosos para ela vencer desafios importantes como presidente da sua empresa.

Mas tudo isso deu certo pela postura dos dois. Principalmente dele, que soube vencer a desconfiança inicial dela e soube mostrar o seu valor aos poucos, sem se incomodar com o fato de que ela só o aceitou porque foi obrigada.

Por esse motivo que sou favorável a um intercâmbio maior entre profissionais mais jovens e mais velhos. Desde que ambos os perfis tenham a “cabeça aberta” suficiente para entender a importância desta troca de vivências, pois os mais jovens também tem muito a ensinar aos mais velhos.

E não sou só eu que acho isso. Um estudo divulgado em julho de 2015 pelo Federal Reserve of Saint Louis, que fez a relação entre idade e patrimônio líquido, comprovou que os mais jovens não conseguem mais acumular tanta renda do que os mais velhos acumularam.

Os autores do estudo, William Emmons e Bryan Noeth, indicam que o segredo para os mais jovens aumentarem nos seus rendimentos é aprender o que os mais velhos fizeram para acumular mais riquezas.

Gosto de dizer que uma forma interessante de ver o caráter da pessoa é saber a forma como ela trata os seus avós. Se ela trata com ternura, admiração, respeito, ou se é desrespeitosa, mal educada e trata com tédio.

Muitas das histórias antigas que o seu avô/avó te contou no passado podem ser úteis no seu futuro.

Já ligou para os seus avós hoje?