POLÍTICA

Lula candidato pode ser uma boa

Ricardo Rangel
Author
Ricardo Rangel

Anteontem, com amigos, comentava-se que uma eventual prisão de Lula causará uma comoção nacional, com a esquerda, histérica, enxergando uma conspiração, reclamando que a prisão teria sido orquestrada para impedir sua eleição etc., e fazendo esforços para fazer de Lula uma vítima da direita reacionária e um mártir. Enfim, uma brigalhada muito ruim para o país.

Lula candidato pode ser uma boa

Um dos comensais comentou que o ideal para o Brasil seria que Lula fosse candidato a presidente e perdesse: depois disso, sua prisão não causaria maior comoção. O problema, claro, seria o risco de ele ganhar (afinal, Lula é o primeiro colocado nas intenções de voto), o que seria uma catástrofe para o país.

Mas, com 44% de rejeição, Lula é o candidato mais detestado do Brasil — sua rejeição chegou auge logo após a condução coercitiva: 57%. Lula é réu em cinco processos, e, de hoje até a eleição do ano que vem, é praticamente certo que seja condenado na maioria. Se uma condenação tende a ter um impacto muito maior do que uma condução coercitiva, que dirá várias?

Lula candidato, estranhamente, pode acabar sendo bom para o Brasil.