POLÍTICA

O troféu retrocesso vai para o... Partido Progressista

Ricardo Rangel
Author
Ricardo Rangel

A Lava-Jato acaba de entrar com ação contra o PP pedindo devolução de mais de R$ 2 bilhões. 

O PP, cujo símbolo maior é o deputado Paulo Salim Maluf, foi o principal sócio do PT e do PMDB no condomínio montado para rapinar o Estado. 

Dependendo do critério adotado, o troféu de partido mais corrupto da República pode ir para o PT ou para o PP. Se for com base no volume total de dinheiro roubado, ninguém tira o troféu do PT, claro. Mas se o critério for percentual de corruptos pelo número total de parlamentares — uma espécie de índice de penetração da corrupção — então o PP é imbatível. Parafraseando o que disse Marcio Moreira Alves acerca do PMDB, o PP é um partido de "moral homogênea”. 

Em tempo. Jair Bolsonaro é um nome sobre o qual não paira nenhuma suspeita de corrupção. No entanto, até recentemente, era no PP que ele se abrigava, do qual saiu não por discordar dos métodos do partido, mas por não conseguir legenda para ser candidato a presidente. Não se sabe se ele estava ali por ingenuidade ou por tolerância, logo ele, que é tão intolerante. Seja, como for, entre os torturadores da ditadura militar e os larápios do PP, ninguém no mundo é pior em escolher companhias do que Bolsonaro.

O troféu retrocesso vai para o... Partido Progressista