Política etc.
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Política etc.
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Política etc.
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Baixou o espírito baiano no TSE

Ricardo Rangel
há 6 meses441 visualizações

O TSE incorporou o espírito baiano (com todo o respeito) — aquele que diz que “não há dia melhor do que hoje para deixar para amanhã o que não se vai fazer nunca” — e deu mais prazos para as defesas de Dilma e Temer.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Os ministros não querem julgar, porque absolver Temer é absurdo, mas cassá-lo, e lançar o país na incerteza, justamente no momento em que atravessa a maior crise de sua história, com 13 milhões de desempregados, é, sem trocadilho, uma temeridade. O julgamento ficou para maio, mas, quando maio chegar, os ministros Napoleão Maia Filho e Admar Gonzaga pedirão vistas a perder de vista. 

Ainda que o julgamento ocorra este ano, os recursos no próprio TSE e, depois, no STF, jogarão a decisão final para o ano que vem. Os ministros do Supremo e enfrentarão o mesmo dilema que seus colegas do TSE e empurrarão o julgamento com a barriga o quanto puderem.

É provável que façam a gracinha de cassar a chapa lá para agosto ou setembro de 2018. Assim, ao menos, escapam do ridículo de determinar a cassação de um presidente cujo mandato já acabou. Nesse caso, o presidente da Câmara não precisará convocar eleições indiretas, já que as eleições diretas já estarão marcadas, mas Dilma será chutada para escanteio, tendo sua candidatura a deputada cassada (a esquerda vai gritar que foi golpe etc.).

Baixou o espírito baiano no TSE

Muito ovo para um galinha só

Ricardo Rangel
há 6 meses402 visualizações

Para que Gilmar Mendes seja presidente da República, isto precisa acontecer:

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

1. A cassação de Temer precisa ser julgada no TSE ainda em abril, de preferência antes do dia 16, quando o ministro Henrique Neves, favorável à cassação, será substituído por Admar Gonzaga, favorável a Temer. Parece encaminhado, mas nunca se sabe.

2. A decisão tem que ser contra Temer. Relativamente fácil.

3. Os recursos ao TSE precisam ser derrotados até maio, no máximo. Parece encaminhado, mas nunca se sabe.

4. Gilmar precisa renunciar ao TSE e ao STF logo após a derrota dos recursos no TSE. Fácil.

5. O STF precisa julgar os recursos em exatamente seis meses. Se for mais rápido do que isso, Gilmar não pode se candidatar; se for mais lento, fica para o ano que vem (e dificilmente o STF removerá Temer para entregar a presidência a outro por apenas seis meses). Altamente duvidoso.

6. Gilmar precisa vencer a eleição. É quase certo que Temer será candidato, fortíssimo, e fará o possível para destruir o rival que o traiu. Quase impossível.

Há ovos demais dentro de uma galinha só. Sai dessa, ministro.

Muito ovo para um galinha só
Você leu a pasta de história
escrita por