POLÍTICA

Merendas e peixe com camarão

Rodolfo Viana
Author
Rodolfo Viana

Desde fevereiro, quando foi publicada a resolução que alterou valores do Pnae (Programa Nacional de Alimentação Escolar), a merenda de cada aluno do ensino fundamental passou de R$ 0,30 para R$ 0,36 por dia letivo.

Assim, considerando 200 dias no ano letivo, o MEC (Ministério da Educação) investe, por aluno, R$ 72 em alimentação anualmente.

Os reembolsos de gastos com alimentação dos deputados federais nos primeiros 90 dias deste ano totalizam R$ 258.002,93 em 4.093 pedidos de 251 parlamentares e seis lideranças. Esta cifra foi ressarcida aos políticos por meio da cota parlamentar, a antiga verba indenizatória a que todo deputado tem direito.

Em miúdos, o valor do primeiro trimestre de 2017 é equivalente à merenda de 3.583 alunos por um ano inteiro.

Entra na conta o filé de peixe ao molho de camarão que custou aos cofres públicos R$ 193,50, e que foi degustado pelo deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) em março. 

Merendas e peixe com camarão

Também entra um certo "menu degustação" que saiu por R$ 275, consumido pelo deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) no mês passado.

Merendas e peixe com camarão

Na matemática simples, dá uma média de R$ 63,03 por reembolso -- ou seja, cada um dos mais de 4.000 pedidos equivale à merenda de um aluno por 126 dias letivos.