Se n me deram amor, ao menos me histórias
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Se n me deram amor, ao menos me histórias
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Se n me deram amor, ao menos me histórias
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

A melhor e pior historia da minha vida

dissimulada
há 10 meses34 visualizações

“Nós não ama, nós engana" 2013 
“ele me assusta, mas não me dá medo. E sim confiança”

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

“Vou acabar com a vida dela” Caro bom rapaz você esta quase fazendo isso.
Já passei por quase todo tipo de garoto, safado, fofinho, idiota, bobo, sem graça, romântico, engraçado, gente boa, tímido, maluco, mas nunca tinha passado por todos eles juntos em um só garoto. É assustador! Cara o que eu posso dizer é que ele é demais! Conquistou-me em duas semanas isso é um recorde serio isso deveria entrar pro livro, ele é tudo de bom! Mas como nada pra mim é “perfeito” ele é do tipo “nós não ama, nós engana”, a vocês sabem né? Do tipo que ilude e não esconde que diz que esta iludindo mesmo, louco que quer é viver a vida. Conheci-o numa festa, não vou comentar da festa porque foi triste pra mim, vamos pular está parte, ok?
Teve a segunda festa e ele estava lá no meio engraçado e gato como sempre. Apenas uma coisa posso comentar “Ele não vale NADA”, mas eu adoro isso fazer o que? Toda mulher adora!

Ele veio com um papo pra cima de mim, querendo me beijar, mas eu não cai, me segurei é claro porque, nossa! Aquilo foi tentação à carne é fraca. Vocês devem está se perguntando por que você não o beijou? Por que ele não vale nada? Não gente, não ele tinha ficado com minha conhecida e uma coisa é sagrada eu não fico com garoto que pegou conhecida minha. Não no mesmo dia. HAHA! Mentira depois daquela festa e depois dos foras que dei nele achou que a gente não ia, mas se ver e que ele não ia, mas pedi pra ficar comigo, porém...

Estava querendo ir à festa com minha “irmã” (amiga bem amiga mesmo) a gente estava ligando pra todo mundo pra ver se vinham pegar a gente, mas nada ela ligou até pra ele, mas ele não atendeu. Até que um amigo nosso que também estava indo pra lá veio buscar a gente. Chegando lá nos divertimos muito, dançamos, piramos e a coisa toda. Então ele ligou pra minha irmã perguntando o que ela queria, ela disse que achava que ele estava na festa e ligou. Mas ele não estava, estava em casa os pais tinham viajado e ele estava em casa com o amigo. Eu dançando não estava nem ai para o que eles estavam falando até que ela veio em mim e perguntou se eu queria ir pra casa dele depois da festa. A gente começou a trocar torpedo e ele me perguntou se eu queria ficar com ele e eu disse “veremos”, só pra deixar no gostinho. A festa estava no final e minha irmã ainda queria ver a ultima atração da festa, mas se a gente demorasse na festa não ia dar tempo de ir pra casa dele. E eu queria ir. Falei direitinho com ela e a gente foi, Pegamos um taxi e ao chegar lá adivinhem só, a casa que o taxi deixou a gente estava errada era mais pra cima a sorte era que eu sabia andar pelo bairro dele. Enfim chegamos xingando tudo e ele rindo me chamando de bobinha.

Enfim fiquei meio desconfortável assim que cheguei, mas depois fui à cozinha beber algo e ele começou a tentar me beijar e eu comecei a fazer gracinha. Minha irmã ficou no quarto com o amigo dele, fiquei meio preocupada porque o amigo dele não presta, mas é super. Gente boa. Fomos pro quarto e começou a putaria “Foi tapa na cara, na bunda, puxão de cabelo, na cama, no chão e no banheiro FOI DAQUELE JEITO”

Mas eu era virgem então não foi tão daquele jeito tá, enganei vocês.

Ele me queria também, mas não dava eu não podia era nova demais... e blá blá blá

Ele foi um fofo e a gente foi pro sofá que dava na varanda e a gente viu o sol nascendo e foi tudo tão lindo, não vi a hora passar e tive que sair as pressas de lá. Cheguei em casa estava amanhecendo, mas todos ainda continuavam dormindo. Mas um final com um meio final feliz.

Eu achei que iriamos parar ali, nunca mais iria vê-lo novamente, até que resolvi mandar uma sms com um simples “boa noite”. Não esperava que ele respondesse nem nada até que o meu celular vibrou e era a sms dele dizendo “Boa noite meu amor, e ai quando iremos nos ver de novo?”

conteúdo pequeno mas com um significado grande. Pulei, gritei, fiquei com um sorriso do canto da boca ao brilho nos olhos, trocamos varias sms até chegar a conclusão de nos encontrarmos novamente aquela noite. Eu estava cansada e a gente iria sair tarde, acabei caindo no sono, e acordei com varias chamadas perdidas no meu celular, eu tinha vacilado feio. Ele tinha ido até a minha casa como combinado e eu acabei não saindo como feito. Acordei achando que ele nunca mais iria olhar na minha cara e infelizmente eu estava certa, ele estava muito chateado comigo, fiquei triste amanhã toda no colégio, liguei pra ele e ele atendeu “seco” dizendo que eu tinha vacilado, e disse que tinha acabado de acorda, que eu tinha acordado ele, perdi a conta de tantas desculpas eu pedi.

Ele disse que estava tudo bem, mas eu não acreditei fiquei muito mal, até que eu cheguei a chorar odeio admitir isso, mas ele me fez chorar, não chorei por ele chorei pela burrada, o vacilo que eu dei a culpa era minha e eu não queria que tudo acabasse assim tão mal resolvido. Passei o dia todo pensando como ele poderia me desculpar, até que peguei o celular e liguei pra ele marcando novamente naquela mesma noite pra nós sairmos, não importa o que acontecesse eu iria ver ele aquela noite. Ele disse que iria ver, que eu tinha vacilado feio e eu ficando mal mais ainda e aquela gíria que ele tinha de falar”veí” me deixava mais louca e mal ainda, como “ você vacilou veí”. Não deu 10 minutos e ele ligou novamente dizendo “eu vou veí, mas se você vacilar de novo, me da um fora novamente, eu excluo seu numero, eu esqueço que você existiu”. Cara eu ria chorando.

Eu sai com ele, e ele me disse com aquele olhar de garotinho encrenca “Se fosse outro alguém eu não viria, só vim por que é você”, e olhando do retrovisor ele disse” Olha como ela é linda”, e eu comecei a fazer cafuné nele e senti que ele foi me desculpando.

Disse-me que quando liguei pra ele, eu não tinha o acordado, que ele estava com muita raiva mesmo, que foi dormi “puto” comigo. Estava escutando aquilo e morrendo...

Foi bacana sair com ele novamente, ele é engraçado, idiota, bobinho e cativante. Acordei com sms de bom dia dele, acordei sorrindo que nem idiota. Passou-se esse dia e eu mandei uma sms pra ele e ele não respondeu, mandei outra e nada, mas uma...

Ligava e se ele atendesse eu ia dizer que era engano, e até agora nada é essa historia ainda está meio termo e sim posso concretizar que meus pensamentos estão me matando.

Eu estava em plena as 03h00min da manhã, pensando nele estava sem sono e só sabia pensar no que eu estava sentindo, o que era aquilo que eu nunca tinha sentido antes. Eu estava confusa, gostar dele eu gostava e muito, mas ao mesmo tempo eu não estava nem ai.

Resolvi ligar pra ele, ele atendeu e disse “Meu amor, amanhã eu passo a tarde toda conversando com você agora eu vou dormi”, sorrindo desliguei a ligação. Trocamos sms no outro dia e resolvemos nos ver sexta-feira. Hoje ainda é terça e eu nem sei se vou vê-lo realmente a gente teve um desentendimento, a gente não eu mesmo sendo idiota, eu estou meio chateada com ele mas vamos ver no que vai dá, não quero que termine como as outras com um começo emocionante, louco, bonito e legal que acabou tendo finais tristes...

eu definitivamente pela primeira vez, não sei o que eu estou sentindo, pode ser qualquer coisa, mas não é amor, amor não é.

Sou inquieta e mandei sms na quinta-feira a tarde para ele, ele me respondeu horas depois (odeio quando isso acontece, mando mensagem e ele me responde horas depois, odeio), com apenas um “Eu te aviso”, hoje é domingo e como cada domingo é deprimente este esta mais deprimente ainda. Sabe o que você passar a madrugada da sexta sem dormi esperando alguém que obviamente não iria te ligar, pois é eu fiquei. Dói quando você acha que é importante para alguém e esse alguém não esta nem ai. Acho que ele foi só mais um. Mais um idiota, que me deu momentos, eu não queria que tivesse sido assim não novamente, não com ele. Juro!

Ele me pareceu bom rapaz, muitos pareceram tenho pensado muito nele, sei que não é o certo mais é que de fato os momentos dados por ele foram demais. Chega, chega. Pra que isso? Ele e eu não temos nada a ver certo? Por que era bom e tal. Aliás, como era bom. Mas não era bom pra ficar junto, então pronto! Chega e fim.

Eu sei sou dramática e não dei um fim certo. Ao chegar segunda-feira eu estava deitada no sofá olhando pro teto sem pensar em absolutamente nada, até que meu celular toca e parece que eu senti que era ele e dei um pulo e sai correndo até o quarto onde meu celular estava.

Dito e feito era ele dizendo com sua suave voz de como não quer nada “Você me esqueceu”

eu apenas sorrir, eu simplesmente fiz tempestade em copo de água. Conversamos e tudo mais até ele chegar a conclusão de que queria me ver novamente naquela mesma tarde e lá vou que nem boba toda encantada por ele. A tarde foi maravilhosa, mas como sempre aquela leve impressão de que ali seria a ultima vez que eu o veria. Passou um tempo depois daquele dia e não nos vimos mais. Certa noite eu estava sem fazer nada e resolvi mandar uma mensagem para ele ”Boa noite rapaz” como de costume e de repente ele manda outra “Boa meu amor, você me esqueceu. Estou em Recife quando voltar mataremos a saudade”. Ele voltou os dias se passaram e nada de noticias. Até que minha “irmã” estava falando com ele por mensagem e ele disse que estava interessado em outra amiga minha e tal, mas não TÃO assim. Já fiquei meia pra baixo quando soube disso e realmente achei que ali haveria um fim. Num dia qualquer e que eu estava “esquecendo” dele, minha irmã veio até mim com um sorriso no rosto dizendo que tinha uma conversa pra me mostrar que tinha tido com ele no qual ele havia perguntado de mim, e ela tinha respondido “deve tá em casa, ué já desistiu da outra?” Ele disse “Nem tentei” e logo em seguida disse “Eu gostava de ficar com ela, gosto, sei lá”. Assim em seguida fiquei AAAAAAAAH AINDA NÃO ACABOU!

E resolvi continuar o contato, conversamos e saímos novamente. Foi lindo nosso “reencontro”

Ele sorrindo pra mim com aquela cara que eu gosta tanto dizendo “Que saudade de você” e eu ria baixinho dizendo que também estava com saudades. O que posso dizer é que por mais idas e voltas desse nosso “romance” tenha não sei quando vai ter fim o que importa é aproveitar o momento “Nós somos infinitos”. E depois daquele dia a gente se encontrou de novo, nesse dia ele estava normal, sem a mesma empolgação de sempre achei até estranho, mas foi tudo bem bacana como sempre. Eu liguei para ele num dia qualquer então ele me deu a noticia que iria embora pra recife, e que iria sentir saudades de mim, nossa! Eu chorei muito. Eu não queria que ele fosse embora era tudo tão perfeito, eu não queria! Até que num dia ele ligou pra mim dizendo que estava com saudades e que estava vindo semana que vem para me ver. Os dias foram passando e eu liguei para ele perguntando onde ele estava e ele disse que estava aqui já. NOSSAAAAAAAAAA EU PIREI!

Semanas se passaram e eu procurei saber se ele já estava aqui, puff peguei e liguei pra ele, perguntado onde ele estava e ele disse “Na casa da minha mãe”. Eu ri e disse, Voltou de vez? E ele disse “Pra você”.

Os tempos passaram e a gente foi saindo, até que uma hora a gente parou e eu passei um tempo sem vê-lo, ficava pensando onde ele estava, se ele estava bem. Até ele ligar pra mim e marcando de sair e eu já sem esperança achando que já tinha acabado(como sempre). Passam se uns dias e ele passa a noite toda ligando pra mim, quando eu acordo minha mãe diz que tinha um garoto ligando pra mim e quando vou olhar o numero é de quem?? Ah é dele.

Eu fiquei tipo, PUTA DA VIDA, xinguei tudo quanto foi nome, me chamei de burra, idiota e blá blá blá. Mando mensagem pra minha irmã e ela diz que eu sou idiota e eu fico tipo eu sei caralho.

Fiquei sem reação, não sabia o que fazer. Até que ele liga pra mim a gente passa a manhã toda se falando e ele diz “ não acredito, que você não atendeu esse teu celular. Deixou de sair comigo ontem pra dormi.” Eu sorrir e puta ao mesmo tempo. Até ele falar “Mas pode recompensar, e vir me ver hoje, vir me ver agora, liga pro taxi que eu pago, venha logo, que a saudade esta grande.” (era mentira dele era porque ele tinha que treinar de 16h00min) Eu dei um jeito, me arrumei e fui ao encontro dele, ele estava na casa de uma amigo e tal, cheguei ele estava lá de cueca Calvin Klein e eu falo que é pra ele vestir a roupa e ele fala com aquela carinha de anjo “adoro ficar de cueca”. Passo a tarde toda com ele dá a hora dele ir treinar e me leva junto (não, nem vem que isso foi bacana mas parem de achar coisa a gente não se gosta, a gente tem uma parada bem legal. Apenas) Enfim, tenho que ir pra casa e como sempre o cheiro dele fica em mim e eu volto com vontade de nunca mais tomar banho só pro cheiro dele ficar em mim(ECA). Mando mensagem e como sempre achando que tudo acabou e que não vamos nos ver mais, ele responde “(risos) logico que ainda vai ter meu amor.”

Semanas passam, e eu não tenho mais noticias dele, ele simplesmente sumiu, não ligo no começo mais depois vem uma saudade exagerada, o cheiro dele vem, as lembranças também e aquela coisa que me falava do fundo do coração que teve um final sem fim. Ligava pra ele e só dava ocupado, na quinta-feira tive um sonho com ele e aquilo me fodia mais ainda. E aquele sonho com ele de ontem a noite que perturbava meus pensamentos. E eu penso se realmente gostar dele tem algum sentido, o porquê de eu estar daquele jeito, o porquê de lembrar-se de cada detalhe que passei com ele, toda vez que via algo que me lembrava de ele, o porquê de gostar tanto de alguém assim, a ponto de ficar desse jeito. Eu o amava e ele gostava de mim.

Quando foi no sábado e eu estava no bairro dele, decidi ligar pra ele, tentar uma ultima vez. Ele atendeu e disse que ligava depois, passou uma hora e alguns minutos e ele retorna, mas nessa hora já não estava mais lá estava no bairro dele. Ele pergunta o que eu queria e eu digo que estava no bairro dele e que queria ver ele, só dá um oi. Ele pergunta se eu estou bem e tal, o papo flui que nem antes e eu já começo a me arrepender de cada segundo que eu achei que tinha acabado. Então ele me fala “Daqui a uns 20 minutos chego onde você esta, quero muito te ver também.” NOSSAAAAAAAAAA, eu dou pulos, gritos, beijo minhas amigas, viro uma, dei uma estrelinha com um mortal no meio da rua, meu amigo me pergunta o porquê disso tudo e o que o garoto tinha a ponto de me fazer da estrelinha no meio da rua com carro e moto vindo, prestes a ser atropelada e eu sorriso disse “O que ele tem? Ah, Ele me tem.” Ele rir e me abraça. Então ele me liga e diz que é pra eu ir no apartamento onde ele esta. Falo com meus amigos e eles desejam boa sorte (risos). Eu saio correndo com um sorriso no rosto, demorei tempo pra encontrar o Apartamento dele mais achei, o clima estava frio começou a neblinar e eu na porta do prédio o porteiro abre e fala “Apartamento dele não é?” eu sorri e digo “sim, sim” meu sim estava tão confiante quanto sim de casamento.

Subi no elevador ofegante, aperto o 11 e lá esta ele de cueca Calvin Klain e rindo dizendo que eu sou boba e não sabia achar nem onde ele morava. Ele disse “Só você mesmo pra me fazer vir pra cá uma hora dessas, amanhã eu tendo que acorda 6 da manhã, tendo prova.” Cobrei o porquê dele não me atender e ele disse que nunca chegou chamada minha, briguei, mas fiquei de boa, A gente foi pro quarto ele apagou as luzes e tudo fluiu calmamente eu dizia que não queria nada a mais que beijo ele vinha pra cima de mim e eu botava o pé na cara dele, ele mordia e eu caia na gargalhada. Eu subi em cima dele rapidamente e bruscamente de um jeito que me ofego na hora, ele pegou em meus cabelos, passou seus dedos em minha face e me beijou a boca, eu estava com uma pulseira e nela estava preso um coração, ele me disse que o coração caiu, mas eu o esqueci no quarto dele, saímos juntos e ele foi pra casa da mãe dele e eu desci pra encontrar com meus amigos, começou a chuviscar e eu saio correndo, rindo, me senti a pessoa mais feliz do mundo. Meus amigos animados querendo saber o que houve e eu não falei nada eu apenas ria com brilho nos olhos que nem criança que acabou de ganhar presente. Fomos embora pra casa e aquela noite foi uma das melhores da minha vida...

Hoje é domingo e eu estou me acabando de chorar, algo me diz que teve um fim, e algo me diz que não, mas eu e ele somos imprevisíveis.

Tenho mandado mensagem para ele, mas ele não me responde e se responde, responde frio e é melhor deixa como está, cada um pro seu canto e eu aqui a chorar.

Eu sinto realmente falta dele de cueca, dele sorrindo, dele dizendo que sou linda e falando toda hora “vei”,realmente.

2014

“Bom o que eu posso dizer a vocês é feliz ano novo pelo menos pra vocês, as coisas não andam muito bem, eu disse pra mim que não ia me apegar, que não ia chorar, que não ia sentir... Porém esse meu plano falhou estou aqui apegada, chorando, e sentindo muita mais muita falta. O mês de janeiro tá quase acabando e nem sinal de vida daquele filho da puta, se manter afastado não vai fazer ele não gostar de mim, ele não entende que isso vai foder comigo? E pra foder com tudo sonhei ontem com ele, o sonho era que ele voltava pra mim, posso ser clichê e dizer que ele é o amor da minha vida, mas o amor da vida da gente não deveria ficar contigo pra sempre? Talvez o amor da sua vida não seja pra vida toda. Não vou correr atrás, blá blá blá... Puff, chamei no whats contei do sonho e ele só disse “Que lindo bê.” Lindo? VOLTE PRA MIM CACETE, FAÇA O SONHO SE REALIZAR! Acho que ali era um fim de vez. Olha não importa ano novo, amor novo, ele pode ligar que eu não atender. E eu claro continuo no clichê de escutar “as coleguinhas” e me acabando.”

Fevereiro

Sabe quando você esta apaixonadinha e escuta aquela musica romântica e ela se torna “tema” do teu amor? Pois é, a coisa esta pior do que eu pensava, toda musica que escuto se torna “tema”. Tudo isso é tão grande, tão precipitado, tão absurdo, que quase não é real, quase não é amor, quase sem nome. Eu era as reticências dele e ele era meus pontos de interrogações, ele me dava certezas e me enchia de duvidas, pra que diabos eu ainda tento insistir nisso? Ligar, mandar mensagens. Dizer adeus sem querer parti é doloroso demais. Sinto falta do sorriso dele, ah aquele sorriso, maldito sorriso que fodeu meu coração para sempre! Você não precisava sumir assim, você vem me ama e some, simplesmente some. (MAS SÓ PRA DEIXAR BEM CLARO QUE ISSO NÃO É AMOR)

não é amor, só sabia daquele sentimento que habitava no meu peito, o coração palpitava quando o encontrava, talvez não seja amor, talvez sejam só problemas do coração, que causava suor nas mãos, minhas pernas bambearem e a respiração acelerar, merda talvez seja amor mesmo! E como diz a musica “e eu te esperarei” vou esperar por você em todo lugar, mesmo sabendo que você não vai voltar, não sei pra que porra escrevo isso, desabafar, desabar, sei lá. Não sei se sou boa escritora ou se alguém leria isso aqui só sei que se um dia essas minhas paranoias forem um livro terá a classificação para maiores porque a quantidade de xingamento que tem nesse cacete aqui é muita, PUTS, desculpa é que sei lá eu não consigo parar, dizem que excesso de xingamento é estresse, saudade e falta de carinho... Olha está explicado. Voltando para essa bagunça, só sei que já faz 2 meses que não o vejo e que a saudade aperta e que o botão de replay do meu celular vai quebrar de tanto eu escutar a mesma musica pensando nele e que meu travesseiro vai pedir arrego porque já está ficando cheio de mim aperta-lo e enche-lo de lagrimas quase todas as noites. Dá vontade de ligar pra ele e dizer “Olha está tudo certo por aqui você já pode vir bagunçar.”, mas do que adianta se só dá ocupado.

Ah quer saber não vou ficar atrás que vá se não me pertence, não vou implorar. E ai vem aquela frase clichê “Ela era esperta demais pra ficar infeliz por muito tempo.” Ir sobre tudo em frente essa é a lei não é? Continuei saindo com meus amigos, continuem vivendo... Sabe de vez em quando tocava aquela musica, lia aquela frase, sentia o cheiro daquele perfume, mas mesmo assim não me deixava tomar.

Certo dia sai pra casa da minha amiga que por acaso conhecia ele, passamos a tarde toda falando dele e ela dizendo que eu realmente gostava dele. Ela também falava que ele gostava da namorada, talvez esteja ai o problema o coração já tem dona. Enfim um amigo dele que sabia que a gente ficava por coincidência ele ligou pra minha amiga e eles comentaram que eu e ele ficávamos, voltei pra casa de boa. Passaram-se cinco dias depois daquele e dia e foi quando tudo começou de novo.

01: 32 da madrugada

“ TIN TIN TIN TIN” meu celular toca, eu estava no tumblr, o celular tocou apenas uma única vez e meu coração quase soltando pela boca, as borboletas no estômago? Estavam mais pra rugido de dinossauro rex, eu juro que não queria atender, mas é difícil ignorar alguém que significa tanto pra você. “Oi” “oi” “tudo bom?” “uhum e com você rapaz?” “Estou bem, como anda as coisas?” “vai ao ponto que você não me ligou pra saber de mim.” “Que tal a gente matar essa saudade” “rapaz” “hã?” “que dia?” “Agora” “tá, vou me arrumar.” “Chego ai já.” EU SOU UMA INFELIZ MESMO, NÃO CONSIGO DIZER NÃO NESSE CACETE, PORRA, CARALHO, EU SOU APAIXONADA POR ELE. Corri pra contar pra minha amiga, disse que meu plano de ignora-lo falhou e que eu o amo, me arrumei e entrei no carro e senti aquele perfume, Ah aquele perfume. Eu estava gelada, quase chorando e ele sorriu pra mim com aquele sorriso cafajeste. “Passou a mão na minha perna, e eu disse “rapaz, você eu não sei não”. E ele disse “E eu o que”? e sorriu como se soubesse que eu estava morrendo de saudade, perguntou se eu estava ficando com alguém e com quem eu estava ficando, eu não disse claro mas ficou aquele clima de ciúme, ele não pode ter ciúmes, eu acho. Fomos pra casa dele, aquela da primeira pagina, onde tudo começou e onde tudo acabará. Entrei sorri e disse “Onde tudo começou, se eu soubesse que ia dar nisso, não teria vindo pra casa de um estranho.” ele riu e disse “ Foi ruim ter vindo? “Olha onde a gente tá.” Ele apagou as luzes, me puxou o cabelo e me beijou a boca, ele me largou e botou um cigarro na boca e eu disse “Vou te dá a ultima chance de vim aqui e me abraçar, se você me der o ultimo cigarro.” Ele veio rapidamente em minha direção e sussurrou no meu ouvido “Então não acenda as luzes vou te dar o que você gosta.” foi aquele pega pra capá, rimos muito, lembramos dos 7 meses que passamos junto, as aventuras, bagunças, loucuras, fugidas. “Arre, você lembra?” Claro que eu não disse que lembro de cada detalhe pra não parecer idiota, então respondi “Vagamente”. Ele sabe me ganhar e sabe me perde, sei lá, ele não tem definição. Ele adormeceu nos meus braços e eu dormi sobre seu peito, me senti inútil eu estava completamente apaixonada. Acordei assustada já estava tarde e estava na hora de ir pra casa, ele me pediu pra ficar mas eu não podia, tinha que ir. Ele chamou um taxi e com seu cheiro na minha roupa sai pela porta ele veio em minha direção nos encontramos rosto a rosto e os dois viraram a intenção era se desviar do beijo mas as duas bocas se encontraram e foi “WOW”. Meu sorriso estava enorme, cheguei em casa ao abrir o portão a nossa musica tocou e eu fiquei sem reação. Deitei na cama era a pessoa mais feliz do mundo e eu estava feliz outra vez e ainda estou, estou em estado de nostalgia.

Nota 1:

Já faz dois meses que ele sumiu, e eu estou aqui esperando ele. Ele não sabe mais quero que ele fique mais do que ele pode imaginar, eu não suportaria viver sem ele... Estou aqui de pé com sorriso no rosto, não sei bem se estou vivendo, acho que morri, morri da pior forma aquela em que se ainda respira. Eu sempre dizia pra ele “Divide comigo.” Ele nunca entendia, dividia o sorvete, o chiclete.. Mas eu me referia a vida, a cama, a alma. Acho que ele some assim porque me tem, só que um dos piores erros que os homens podem cometer é achar que terá a menina pra sempre.

Nota 2:

“Só pra você saber eu esqueci você, logo depois que você me esqueceu de vez e decidiu ficar sozinho.” e aqui estou eu escutando aquela velha musica, lendo esse texto, chorando, falando que vou esquecer ele pras minhas amigas.

Nota 3: Os dias estão se passando, e eu estou conhecendo novas pessoas, novos sentimentos, por favor volta pra mim antes que eu enlouqueça, boatos dizem que já enlouqueci.

Nota 4: Eu acho que o amo, mas só acho. Porque você não diz isso pra ele? Não se pode chegar em uma pessoa e dizer “acho que te amo” ou “não te amo mas, sinto um sentimento filho da puta por você.” Vocês não entendem né? Se eu falar que eu o amo, eu o perderei.

Nota 5: Estou nem ai mais pra ele, vou seguir em frente, dói? Pra caralho, mas está na hora de parar de ser trouxa. Quebrei meu coração juntei os cacos e joguei para trás que cortem meus pés se eu tentar voltar e os pés dele se vier atrás de mim.

Nota 6: Hoje eu estava em casa e nossa canção tocou no rádio, toda vez que isso aconteceu era sinal que ele ia voltar. Mas acho que ela errou dessa vez.

Nota 7: E eu larguei a bebida, larguei a saídas até meu livro larguei, estou sem rumo e meu coração também.

Nota 8: Acho que estou te esquecendo, não volte mais por favor!

Olha, eu tinha até esquecido desses textos aqui, porém hoje ele veio falar comigo “Oi” e eu que pensava que ele não tinha mais efeito nenhum sobre mim, e eu que pensava que já havia apagado número dele da lista telefônica. Não vou responder, afinal ele também me ignorou. “Olá” pois é, eu não consegui. Ele me contou que estava em recife, perguntou se eu estava bem. E o sentimento? Ah meus caros voltaram todos eles e as borboletas no estômago também. Porque é difícil ignorar quem você ama? Conversamos muito e no final da noite ele disse que gostava de mim e eu dormi iludida como sempre. Voltamos a conversa e a porra dos sentimentos também.

Minhas amigas pedindo pra eu ignora-los, pra eu falar que eu não me importo mais. Eu me importo e muito, eu gosto dele e muito!

Enfim os dias se passaram e ele sumiu como de sempre, eu conheci um menino muito legal e conversava muito com ele até que surgiu digamos que um sentimentozinho por ele, acabei descobrindo que esse menino morava com ele em recife, que faziam faculdade juntos e tipo eu desabei porque eu sinceramente queria saber o porque que eu tento tanto esquecer ele e ele me vem de todas as formas possíveis. Enfim eu continuei conversando com esse menino e posso dizer que eu até que esqueci um pouco dele. Exclui o numero dele da agenda telefônica, da vida e um pouco do coração. Os dias se passaram e eu estava envolvida com esse menino, até que conheci o irmão dele que eu não sabia que era irmão. Ele era muito lindo! A gente começou a conversa, mas não dei o intuito que queria ficar com ele, aliás, ele era melhor amigo do garoto que eu gostava e irmão do que eu estava gostando. Não sei como, mas ele descobriu, veio falando comigo e tipo eu desabei legal! (Como sempre)

Veio falando que eu sabia que ele era o melhor amigo dele, que gostava de mim, que eu não o tinha mais. Respondi “Não se pode perde o que você nunca teve.” ele me respondeu “Tinha sim, tinha sempre, sempre que podíamos éramos muito mais do que o outro.” aquilo doeu o coração. Ele ficou falando e falando e eu ficando mal. Eu disse que acabou, ele disse também.

- É ele que você quer!

- Você sabe muito bem quem eu quero.

- Ele porque se não, cortava a ousadia e não ficava marcando coisinhas. Eu ou ele?

Mandei os prints da minha conversa com o amigo dele, e lá tinha eu falando que só queria amizade com ele. Bom ele entendeu e ali acabou a conversa. Ele veio pedindo desculpas e falando que tudo sempre vai valer a pena... Espero.

Eu estou tentando terminar isso aqui há três semanas porque por mais que eu diga que acabou e sempre voltar dessa vez não é assim, dessa vez acabou pra sempre e eu já decidi isso, vamos terminar logo essa historia...

Uma amiga minha ligou pra mim chamado pra ir numa social na casa de um amigo nosso que por coincidência era primo dele, eu aceitei e fui. Ela me chamou era umas 6 horas da noite e quando vi já era 9, mas mesmo assim eu fui. Meus amigos vieram me buscar e a gente foi, chegando lá a gente esperou o resto de a galera chegar. Minha amiga chegou e me chamou pro banheiro falando que ele estava indo pra lá, eu achei que ele estivesse na cidade onde estava fazendo faculdade, ela me garantiu que não e que o primo dele tinha dito a ela que não era pra me falar nada que ele estava indo pra lá, todos ali sabiam menos eu. Eu fiquei sem saber o porquê daquilo e como sempre me enchi toda achando que ele ia, mas ele não apareceu e eu depois dali decidi que seria a ultima vez de sentir tudo aquilo!

Não quero mais isso pra mim, não quero! E esse é um fim sem volta.

Bom, ate minha melhor amiga não aguenta mais eu falar que é o fim e dias depois dizer que estou com ele, calma não voltamos. Estou aqui pra falar como tudo teve um fim e como ta continuando. Teve uma longa treta, eu fiquei com o melhor amigo dele que era irmão do que eu estava gostando que morava com ele em recife. Não pensei direito eu estava com raiva, raiva porque ele sumia e voltava sempre como uma pancada em cima de mim. Ele veio falando muita coisa comigo “acabou, você fez sua escolha.” foi uma longa conversa eu fiquei em choque porque eu queria ele comigo. Ele demonstrava tanto que gostava de mim e do nada, puff fica assim frio (tirando o fato que peguei o melhor amigo dele) eu tentava conquista-lo, mas era como da murro em ponta de faca, nada acontecia só doía em mim. A gente conversou um dia desses, ele perguntou com quem eu estava namorando e mostrou certo interesse na minha resposta, impossível ele não sentir nada por mim. Nos braços dele eu era uma garotinha, eu mudei muito, mas quando estou com ele meu eu volta novamente, não sei o que ele tem que me tem tanto. Eu não sei se sinto raiva, amor só sei que eu demonstro não esta nem ai, mas estou morrendo aqui por dentro. Não estou sozinha porque tenho minhas diversões, mas nada que preencha o vazio que ele deixou. Eu sou o recipiente que só aceitar se encher dele, entende? “Oh meu amor porque você não volta esquece tudo o que passou”

AQUI ESTOU EU NEM AI, DECIDIDA A ESQUECER ESSE FILHO DA MÃE! QUANDO MEU MELHOR AMIGO ALCOOLIZADO ME DIZ QUE TAVA NO AVIÃO COM ELE E ELE DISSE A ELE QUE EU ERA ARRIADA POR ELE, QUE EU FARIA TUDO POR ELE E QUE ME PEGAVA QUANDO QUERIA!

SE FODER NINGUEM QUER NÉ?

EU FIQUEI MUITO PUTA, NÃO SEI SE VOU ATRÁS PRA DA UM TIRO NELE. CARA, SOU ARRIDA MESMO, MAS EU JÁ FIQUEI COM O MELHOR AMIGO PRA ELE NÃO PENSAR NISSO, MAS ELE ME CONHECE BEM. BABACA, IDIOTA, IRRESPONSAVEL, INSUPORTAVEL. AFFFFFFFFFFFFFFF

O ODEIO (comentário da minha amiga: odeia? Não vai ficar mais com ele? Quantas vezes tu já me disse isso mesmo)

PORRA, DESSA VEZ É DEFINITIVO ISSO NÃO SE FAZ. NÃO ACABOU? CADA UM POR SEU CANTO. SAAAAAAAAAAAAI DE MIM

meu amigo vai chegar e vai me contar direitinho, antes que eu faça merda e olhe que vai da merda isso ainda, eu odeio amar ele!

Fui falar com ele pra tirar satisfação, ele disse “me diga o que foi vei?” “vamos conversar”

ele demonstrava tanta importância se eu estava ou não com raiva dele. Enfim a conversa foi longa e como sempre eu estava disposta a terminar tudo ali mas não deu muito certo. Ele lembrou que tinha falado com meu amigo, disse que ele estava mentindo e blablabla. Foi ameaçar meu amigo eu disse pra ele ficar na dele... Enfim meu melhor amigo parou de falar comigo.

Depois de tudo que eu fiz, tudo o que ele fez, a gente ainda sentiu algo PUTA QUE PARIU!

E ainda lembro-me dos momentos com ele.

“vai saudade diz pra ele, diz pra ele aparecer. Vai saudade diz que eu troco a minha solidão por ele.”

OI DE NOVO, VOU PARAR DE DA FIM A ESSA PORRA, PORQUE NÃO TEM FIM. NÃO TEM MESMO NÃO, e lá vamos nós chorar, sentir e continuar essa historia

21\06 ; O problema de você andar com a mesma galera e ter os mesmos amigos que o cara que você gosta é que você sempre vai esta com ele em festas.

Eu estava querendo causar, provocar mesmo ta ligado?

Cheguei na festa e queria encontrar com o primo dele, não com ele mas in(felizmente) eles estavam juntos eu não tinha visto ele no momento o primo dele veio falar comigo eu joguei o charme e disse que a boca dele era minha e a gente se beijou. Alguém correndo falando “quem é essa?” Só ouvi uma voz no fundo dizendo “eu não acredito que é ela que ta beijando ele” Quando eu parei de beija-lo eu sorrindo olhei pra cara dele, ele me encarou de um jeito que aquela cara vai ficar pra sempre na minha cabeça, aquele olhar, aquela reação puta que pariu provoquei bonito. Ele não estava acreditando que era eu, ele não queria que fosse e eu senti isso. Eu fui falar com ele, e logo depois ele virou o rosto, e beijou outra menina. Foi um pega pra capá, então começou uma musica e ele me tomou pra dançar foi lindo, a musica era assim “Meu amor eu te espero, no mesmo lugar estou falando serio vou te perdoar, quem ama entende isso eu posso ver, o amor sempre vence e eu amo você” Cara ele estava cantando isso e dançando comigo, eu desabei me arrependi de cada coisa feita naquela noite, eu queria voltar com ele. Ele me beijou, mas foi como um beijo de despedida doce, sutil, longo, devagar e com paixão, doeu a alma. A essa altura eu já deveria esta acostumada a dizer adeus a ele, mas toda vez que isso acontecia era uma pancada diferente no coração. Ele foi pro canto dele, eu fui pro meu e cada um ficou com sua dor. Foi como se nada tivesse acontecido, um sonho, um sonho bom!

Logo depois como sempre me arrependi e liguei pra ele, ele não queria mais saber de mim. Ate que 1:26 da manhã, ele me ligou 2 vezes, nossaaaaaaaaaa vei iria começar tudo de novo. Eu retornei no outro dia e ele disse “nada” e tipo ?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Por Deus, quem te liga de madrugada e não é nada? Ele ainda sente algo e eu sei!

Eu insistir, nós passamos dias conversando até o dia que ele voltou pro lugar onde estuda, eu estava dando a ultima chance dele larga tudo e me pegar, perguntei se ele queria que acabasse ele não me disse nada, ele não queria, ele não podia dizer não. E como feito foi o que ele fez. Me mandou uma sms apenas com “não posso te ver” “não dar certo” a gente sempre foi errado. Doeu, Ah como doeu. A ultima ligação e a ultima vez que nos falamos foi estranho a gente estava numa boa no momento e de uma hora pra outra ele bate o celular na minha cara

tipo ??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Não sei se choro porque acabou ou se riu porque um dia aconteceu. Vou estar seguindo por aqui até que ele resolva voltar.

“E eu te esperarei, nós sentaremos juntos frente ao mar, e de mãos dadas vamos caminhar, mesmo que passe toda a minha vida e eu te esperarei, nos seus olhos ainda existe amor e seu olhar me disse eu voltarei.”

… E o efeito que ele causa em mim? O modo em que meu coração pula ao ver alguma ligação dele? O jeito que eu fico quando ouço sua voz? E eu estou completamente apaixonada por ele de novo, já perdi as contas de quantas vezes me apaixonei por ele de novo!

Meu sorriso voltou a brilhar de novo, meu riso tá mais feliz, nunca quis depender de ninguém para proporcionar esse tipo de coisa na minha vida, mas ele faz com que eu seja dependente dele. E eu não posso jurar amor eterno a ele, porque não sei o quanto dura o pra sempre. Mas aposto que é longo, então eu juro a ele amor longo!

07/08/14 00:21

Eu tinha passado numa esquina qualquer quando sentir o cheiro do seu perfume, cheguei em casa fui deitar e fiquei aos prantos, porque toda vez que eu ia falar com ele, ele me dava uma patada diferente. Eu fui embora mil vezes, e todas essas vezes ele me deixou ir. Mas como sempre ele volta, de madrugada, me puxa, me ama. Enfim, eu estava chorando horrores, porque tudo aquilo tinha acabado, eu estava lembrando de tudo o que tinha acontecido, tudo! Roguei aos céus para que Deus não tirasse ele de mim. Meu Deus é maravilhoso. Até que resolvi ligar e desliguei na mesma hora. A única coisa que eu esperava era rejeição, um “estou nem ai”. E como sempre ele me surpreendeu, ligou 1 vez, outra vez, outra vez até que enfim eu atendi, eu não sabia o que dizer. Então deixei por conta dele, atendi o celular e ele disse “Quem é” (ele sabia, é porque ele adora uma gracinha antes de arrancar meu coração) “ninguém” ele riu, perguntou de novo mas eu não disse nada, então ele falou “quem sou eu?” “I?” eu respondi, “é B, sei o jeito que você fala meu nome, só você tem esse jeito” PUTA QUE PARIU, MEU CORAÇÃO! PORRA VEI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu rir e o amei, conversamos, rimos e ele me disse “Você me quer?” e eu disse “não sei” “eu sei que quer” rimos alto, e eu o desejei boa noite, não era uma noite boa, era uma noite maravilhosa, e vejam só o estado que eu estou. Eu estou feliz e tempo ao tempo pois só ele vai dizer no que isso ainda vai dá. O que parece o fim é apenas o começo!!!!!!!!!!!!!

Eu bebi enchi a cara e celular na mão, é isso ai! Liguei mesmo, meu orgulho?? Acabou, joguei no lixo porque né, ele riu e disse que eu já tinha mudado de assunto umas 10 vezes e era verdade eu estava meio bêbada, ele riu e disse “se eu estivesse por ai, iria pegar no seu pescoço, beijar você, pegar pelo cabelo” me lembrei de tanta coisa assim que ele disse isso. Mas como sempre acho que estraguei tudo, tudo mesmo! Enfim não vou dizer que foi a ultima ligação porque não vai ser a ultima vez que vou beber, não vou falar que é o fim porque já dei muito fim e nada. E não vou dizer que vou esquecer, porque isso não vai acontecer, nem tão cedo. E jamais vou esquecer, apenas vou aprender a viver sem. E que assim seja...

E depois disso teve mais ligações mas que duravam apenas segundos, não é sempre que lembro dele mas fica meio difícil quando se passa quase sempre em frente ao prédio dele, quando sente o perfume, quando o garoto do problema de matemática tem o nome dele, quando falavam dele, quando vai dormi tarde a noite e fica pensando. Já faz muito tempo que não nos falamos, e que não tem notícias dele. E isso dói, dói porque eu queria ele por perto, pra fazer graça pra mim, pra falar do futuro. “Se eu pudesse te apagar da memória te apagaria agora, mas é só tiver que meu coração chora” eu vou curar essa dor, encontrar um novo amor e um caminho sem rumo vou levando a vida.

[…]

2015

FELIZ ANO NOVO!

As exatas 23h00min minha amiga me liga, eu estava quase pronta para sair, iria passar a virada na casa de uma amiga e depois ir para orla. Chegamos na casa dela, demorou um pouco e depois partimos. Estava tudo bem animado. Encontrei com uns amigos e subimos para o prédio, estava me divertindo, altas gargalhadas e o dono da festa estava dando em cima de mim. Encontrei com amigos do meu ex (risos), e meus melhores amigos apareceram lá, me fazendo sorrir como sempre.

04h39min AM

Fui deixar meus amigos lá em baixo do prédio, eu tinha apertado o elevador quando meu telefone tocou, fiquei sem reação não sabia se gritava ou se chorava mas eu apenas atendi. “Alô, quem é?” “Feliz ano novo meu amor” “Feliz ano novo pra você também meu amor, quem é” “o amor da sua vida” “sei quem é não” (eu sabia que era ele, meu coração estava na boca, mas eu estava sendo forte porque se eu falasse o nome dele eu desabava) e foi ai que eu desabei “Não reconhece minha voz? Já que é assim vou desligar.” pensei em dizer “tchau” ou um “desliga, mas ao invés disso eu disse seu nome. Os meus amigos foram embora e eu desci lá pra baixo fiquei em frente ao prédio até que me dei conta que o prédio onde eu estava era ao lado dele, eu rir e me peguei nem ai pra ele, e nem ai pra todo o resto. Ele me disse que estava me vendo, eu sorrir e mandei um beijo, conversamos coisas do cotidiano e desliguei. Entrei no prédio correndo com medo de voltar para trás e gritar dali mesmo até ele ouvir do prédio dele o quanto que eu estava feliz, mas ao invés disso eu apenas sorrir, mas foi um sorriso tão assim, que me coração sorriu comigo. Apertei o sete. E voltei lá pra cima onde todos estavam, fiquei da janela rindo e foi incrível. Quando foi as 7 da manhã quando cheguei em casa, tinha mensagem dele me desejando feliz ano novo, sorri novamente e fui dormir.

02/01

chorei muito ao lembra de tudo dele, peguei o telefone e liguei dei apenas um toque com o coração na mão, eu não queria, eu não podia mas estava ali de novo exatamente dele.

Dias passaram e eu resolvi não ligar mais, nem nada. Estava vazia, e pior do que sentir é não sentir nada. Mas como ele sempre adivinha quando quero tirar ele da cabeça, ele me manda uma mensagem “oiiiiiii” “oi” me chamou pra sair pra uma festinha, mandou eu chamar as amigas e eu disse que ia falar com elas, mas que eu não iria, ele começou a insistir e pensou que se minha melhor amiga fosse eu iria, mas ela estava bêbada nem atendeu ele, fiquei em nostalgia por momento, mas fiquei feliz por não tentar ir, eu não senti, pela primeira vez minha razão falou mais, fechei a conversa, exclui o numero e sorri triste. Eu amava o sorriso dele, mas desta vez preferi o meu e eu não pretendo mudar de preferencia tão cedo.

Eu sempre veio aqui, é que dá saudade sabe? Pode acabar, mas tudo fica em mim com tanta força. Eu já deveria saber que as reticências não são pontos finais, são continuação.

Ele quer me ver

primeira semana de maio: o aniversario dele cai dia 7, eu nem lembrava mais, nem dele, nem do aniversario muito menos do cheiro, até que um garoto da minha escola, o vice diretor, e o segurança decidiram todos usar o perfume dele, não queria sentir aquele cheiro todo dia de manhã e passar o resto do dia com ele na cabeça mas foi assim que passei o resto das aulas dos últimos meses. Na semana seguinte do seu aniversario ele veio falar comigo “oi” como sempre aquele oi me derrubava e eu disse “oi” ele disse “vacilou” e começou a falar que tinha passado a semana me ligando, falando que queria me ver e que eu desliguei o telefone na cara dele, mas nada disso era verdade, ele que não discou meu numero certo, engraçado ele saber ele decorado que nem eu sabia o dele, mas pelo menos o dele eu não erro. Conversamos e decidimos que quando ele viesse aqui novamente a gente ia sair, e o papo fluía. Depois de um certo tempo ele veio para cá e não deu sinal ou veio não sei. Teve uma festa no colina onde o primo dele mora, eu fui e bebi bastante, bebi com raiva, com amor, com o desespero e eu queria chorar bastante mas não conseguia estava entalado. E doía. E no final lá estava eu com o telefone na mão querendo ligar, jogando orgulho fora e me humilhando exageradamente e eu liguei? Não, minhas amigas tomaram o celular, mas mandei mensagem, ele disse que não estava por aqui e eu fiquei com mais raiva e mais triste ainda. No outro dia tudo o que teve foi ressaca na cabeça e no coração, tinha sonhado com ele a noite toda e isso mexeu ainda mais comigo. Meu melhor amigo veio falar comigo perguntando o porquê de tanta bebedeira, disse o motivo e ele me pediu pra parar de ser patética, que isso não ia levar a nada e eu sabia disso, sabia que o caminho certo era a “desistência” que ele deveria está rindo e falando o quanto ele me tem, que ele pode pisar muito e a vontade, que toda confusão que eu já fiz pra provar que isso não era verdade, falhou porque ele me tem e sempre vai ter. Eu tento mudar de rumo, tento outros, mas no final é pra ele que eu ligo por ele que eu choro, por ele que eu bebo e eu sinto que a há algo quebrado em mim, mas é o que dizem né? A gente tem que se quebrar pra ser inteiro de novo. Esta doendo e vai doer sempre que eu se lembrar de algo dele, e o problema é que eu lembro de cada detalhe, vai fazer 3 anos e eu ainda estou na dele e não faço ideia de como sair. Esta chegando o São João e ele sempre vem com bombas, não bombas juninas, bombas mesmo. E quando tudo explodir ele que vai acabar inteiro e eu só o pó.

Eu sinto nojo dele, tomo banho querendo arrancar o cheiro dele, arrancar qualquer sentimento, qualquer lembrança quem ainda tem em mim, desisto. Nem chorar eu consigo mais, ele levou mais que oceanos de lagrimas, eu o odeio por não conseguir parar de ama-lo. Esta na hora de parar, de dar um basta de dizer não ao coração, e este ano de 2015 vai ser o ultimo ano no qual eu terei ele no coração, o ultimo ano que eu vou sentir borboletas no estomago e gelo na mão. Vou aprender a rir sozinha, a me amar. Beber porque eu quero, pra me diverti não por ele, chorar porque me machuquei fisicamente não emocionalmente. Chega!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

19 de dezembro:

Meu melhor presente de aniversario.

Fui me arrumar na casa da A, depois a G chegou pra sairmos. A gente foi pra um bar pra aquecer antes de entrarmos no local onde seria a festa. Até ali tudo bem, um brinde meu aniversario e que a cachaça entre, eu bebi muitooooooooooooooo! Eu estava feliz e me divertindo até que resolvi dar uma volta no local e “PÁ”. Ele estava lá, ele sabia que era meu aniversario e resolveu me dar o melhor dos presentes um coração partido. Ele estava aos beijos com uma garota, feia por sinal. Eu estava bêbada e ele estava com alguém, ambos estavam fazendo mal a mim, mas eu preferia um fígado acabado do que o coração. Se doeu? Eu quis arrancar o meu coração para não sentir nada por ele naquele momento. Dancei, bebi, bebi novamente até que passei muito perto deles, estavam perto do palco e eu acabei caindo, quando dei por mim já estava com a cabeça entre as mãos, meu rímel estava saindo junto com cada lagrima e estava vindo diretamente do meu coração. Eu solucei ao ver quão estado deplorável eu cheguei por causa dele. Minhas amigas me socorreram e falaram as velhas frases clichês e eu me levantei e fui terminar de aproveitar a festa, aliás era a minha festa não é? Continuei a dançar como se o mundo fosse acabar, por mais que ele já tenha acabado pelo menos naquela noite pra mim.

Nota: E pela decima sétima vez (ou mais) ele acabou comigo e com minha noite.

29/12/15: DEPOSITO.

Eu e minhas amigas estávamos marcando de sair pra um lugar e de repente os planos mudaram, a gente ia pra um lugar e acabamos em outro completamente diferente. Fomos para uma casa de show na cidade vizinha da nossa, ao chegar estava tudo legal até que me surgiu a ideia de ligar para ele, e eu nem ao menos tinha bebido. Eu não precisava tomar cachaça e sim vergonha na cara. Liguei, ele atendeu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu não sabia o que dizer e nem o que falar e disse apenas “oi” e ele respondeu “quem é” as palavras não saiam e eu apenas perguntei “onde você esta? Queria ver você, queria falar pessoalmente com você” e ele só “quem é, se não vai dizer eu vou desligar” “sou eu” e ele começa a conversar normal comigo, pergunto onde ele esta e ele me diz “no meu prédio”. Eu pergunto que horas ele vai dormir e ele diz que não vai agora e então eu digo que depois nos falamos, desligo o telefone e meu coração para quando vejo seu numero na tela, eu atendo e ele apenas diz “Eu estou indo ai agora”. MDSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

(MORRI) Porque ele sempre faz isso comigo? E o que eu lutava pra esquecer, volta como uma avalanche e me derruba. Ele liga e pede pra eu sair do local onde estou e ir ao seu encontro.

E quando eu saio só vejo uma mão, era a mão dele fazendo um sinal e ele estava com alguém, e eu não entendo, e eu quero chorar. Ele esta com ela, a garota que ele beijou na minha frente no dia do meu aniversario. Eu estou confusa, por um momento não estou mais ali, estava pensando no quão burra eu fui, até que volto a realidade quando ele me puxa pelo braço e grita comigo falando “Porque me ligou? Faz tempo que a gente não se fala, não te dou ousadia pra ligar pra mim.” Eu não o deixo terminar e começo a gritar com ele e peço pra ele soltar meu braço, aquilo foi o fim, o fim de nós dois.

O que me assusta é o que levou ele atravessar uma cidade por mim, já que não sou nada pra ele, eu não atravessaria uma cidade por nada e sei que ele também não!

Passaram dois dias após o ocorrido e eu mandei uma mensagem pra ele, disse que a gente precisa conversar, resumi em um pequeno texto o que sentia por ele e o que eu estava sentindo depois daquilo tudo, sendo que o que eu sentia era enorme e não coube num simples e pequeno texto, nem se eu passasse horas e horas falando iria ser o suficiente e ele como sempre babaca e impulsivo me disse “Me esquece, finge que eu não existo, some da minha vida” E aquilo doeu, não como as outras dores que já senti por conta dele, mas foi como se algo atravessasse o meu coração. Daquele dia em diante decidi parar, não ir atrás e simplesmente sumir da vida dele. Observava ele de longe, e aos poucos fui “esquecendo”.

FIM

...

2016

02/10:

Era aniversario de uma amiga minha, cheguei primeiro que todo mundo, sentei e esperei o pessoal chegar, no inicio a festa estava meio morgada como todo inicio de festa, eu estava começando a achar que essa festa iria me decepcionar porque geralmente o lugar onde ocorre essas festas sempre me dão boas historias e as festas sempre são animadas. Até que um pessoal que eu gostava chegou e eu comecei a me animar. Até que então minha amiga chegou em mim e disse “Já viu quem está aqui?” Automaticamente me virei para trás e vi era ele. Camisa branca de marca, short preto e sorriso sedutor, quando dei por mim meu coração estava na boca. Eu fingir que isso não me abalou em nada, continuei dançando e bebendo, até que eu já estava bêbada o suficiente pra ir falar com ele. Eu fui falar com o amigo dele que estava do lado, ótima desculpa, aproveitei e fui falar com ele. Ele sorriu e me abraçou. Até que minha outra amiga me puxou pra ir em uma mesa e ele começou a dançar pra mim e quando eu estava passando ele puxou meu cabelo. Quando dei por mim a gente estava dançando, então eu peguei o copo que ele estava bebendo e disse “posso beber do teu copo?” ele respondeu “meu amor você pode fazer o que quiser” e logo em seguida completou “vamos sair daqui” eu nem respondi, já estava a caminho do carro dele. E foi então que quando entrei no carro dele a conversa começou “Saudades de você, quanto tempo” e eu disse “pois é” “já parei de tentar negar isso tudo, parei de tentar nós, eu rodo e paro sempre em você” eu comecei a rir “não acredito que estamos juntos de novo, na madrugada de novo” “pois, será que essa madrugada tem historia? Você acha que eu esqueci? Que eu não lembro? Eu lembro de tudo, da puxada de cabelo” “você não presta” “fale isso não pelo amor de Deus, eu presto sim” “a gente não devia, não da certo” “você quer voltar?” “NÃO”.

Entramos num motel, num luxuoso, descemos do carro ele abriu a porta e tirou o short cueca calvin klein, que saudades... Então eu o joguei na cama, ele quis tirar minha blusa, mas eu quis tirar a dele primeiro e ele falou “que isso? Você pode e eu não?” “o comando é meu” e assim foi à noite toda a gente não fodeu, não fez sexo, nem transamos nós fizemos amor. Era beijo, carinho e ele segura as minhas mãos como se não fosse me deixar cair nunca. Estranho não é? As mãos que me seguravam eram as mesma que conseguir me derrubar. Nós adormecemos, eu com a cabeça em seu peito e logo em seguida, abraçados, foi lindo e único.

Mas como nem tudo dura pra sempre, acordamos e fomos pra casa. Ele voltou pra cidade que fazia faculdade e me falando “eu não quero ir” “quando você vai me ver lá?” Eu apenas sorri e fui pra casa. Mais um adeus, mais uma historia de varias que tenho com ele pra contar, pra chorar, pra lembrar, pra esquecer e lembrar de novo. Era um novo dia, a noite passada ambos bebemos, e hoje só restava a ressaca, será que isso significou algo? Se foi a ultima vez porque eu sinto que não é? Será que vou chorar novamente? E os sentimentos adormecidos?

Foi como se eu estivesse sido derrubada por uma avalanche e pior ainda, como se tivesse gostado disso...

FETICHE

dissimulada
há 10 meses17 visualizações

“O QUE EU FAÇO PARA GANHAR UM BEIJO SEU?”

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

2016: Num simples sábado eu marquei uma social com os meus amigos, foi no condomínio. No inicio estava monótono, mas logo, logo a cachaça entrou e a animação tomou conta. Eu e minha amiga tentamos fazer suco gummy, não deu certo, era pra pôr 1 suco ou metade e a gente botou 3 pacotes inteiros, 2 halls e colocamos um pacote... Mas o que importa é que bebemos. A gente estava na área do condomínio, porem meu amigo preferiu transferir a social pra casa dele e todos foram. Já tinha uma galera legal, só que estava prestes a chegar mais um pessoal. E então chegou... Meu outro amigo, mais quatro meninos e dentre eles um me chamou atenção “ELE”. Forte de costas e usava uma camisa rosa, era bonito e logo as meninas começaram a querer ele, me pediram até pra ajeitar e eu tentei ajeitar. Comecei minha brincadeira, ela usa cartas e cada carta a uma função, ele tirou uma carta na qual se beijava alguém e eu nem me importei se ele iria me chamar ou não. Eu sou daquele tipo que banca a cúpida e queria que ele chamasse a menina que me pediu pra ajeitar ele, porem quando ele fez sua escolha e confirmou meu pensamento que iria escolhê-la eu gostaria que ele não a beijasse e foi então que se levantou na direção dela e deu um selinho e olhou pra mim como se tivesse me falando “calma, não vou ficar com ela” e não sei por que aquilo me alegrou, ela reclamou que gostaria de um beijo de língua, mas ele nem ligou e continuar a me olhar com aqueles olhos. Desde que ele chegou, eu não estava olhando diretamente para ele, não estava querendo prestar atenção... Ate que resolvi averiguar, o olhei do pé a cabeça e então reparei... ELE ERA A CARA DO EX-AMOR (OU AMOR) DA MINHA VIDA. A marra, o jeito como me comia com os olhos, a curiosidade em mim, a boca, o nariz.. Eu que não estava interessada fiquei um tanto quando ele começou a me chamar repetidas vezes ao longo da brincadeira. E ele gritava “vem cá, me ensina”, “ei”, “venha aqui”, “me dê atenção”... E eu tentava me sair o máximo. Eu estava o tempo todo com jimmy (o macaquinho de pelúcia do meu amigo).Até que o amigo dele tirou uma carta o mandamento era chamar uma menina fazer uma dança sensual e dar bebida na boca dela. E geral falou “chama a do macaquinho” o amigo dele me escolheu, ele disse que não sabia dançar e veio no meu ouvido e ele me olhava pedindo “não ceda, me espere como eu esperei você” dei um sorrisinho e me sai (acho que o amigo dele queria ficar comigo). Então ele não esperou mais e começou a gritar “Qual a carta que eu devo tirar para beijar sua boca?”. Eu já estava sem jeito, ele começou a dar em cima cafajestemente, eu sentava em um local e ele vinha e sentava do meu lado. Eu fiz muito doce. Até que eu estava conversando com uma amiga numa parte escura da casa e ele chegou “vamos ali conversar, dividir um cigarro.” e eu fui. Fomos para frente da casa onde não tinha ninguém e ficamos conversando e ele falando que me queria, encostamo-nos ao carro e ele me puxou pra perto, beijou meu rosto e veio pra boca e ai eu recuei. Ficamos fazendo isso varias vezes ele vinha e eu saia, até que eu comecei a andar e ele veio atrás de mim, paramos em um local e ele me puxou novamente a essa altura do campeonato eu já não tinha mais forças “eu o beijei”. Ele me puxava forte, enroscava seus dedos no meu cabelo até que quando ele me deu uma pegada mais forte o macaquinho que estava no meu pescoço fez um barulho (risos) e ele me perguntou se era algum medidor de limites. Eu voltei lá pra dentro da casa e disse pra ele não comentar sobre nós termos ficado e ele não quis, quando nos aproximávamos da casa ele me jogou na parede e me beijou. Eu entrei como se nada tivesse acontecido e estava tudo tranquilo, os amigos dele começaram a ir embora e eu imaginei que ele iria também e então ele me olhou novamente intenso e veio falar “não vou embora, eu quero ficar com você”. E toda hora eu achava que ele ia embora e ele me abraçava falando que só iria embora se eu o mandasse. Ele disse “vamos pro carro” e eu fui. A gente se beijou, eu subi em cima dele e ele me beijava o pescoço. Minha amiga me ligou falando que estava indo pra e que era pra eu avisar aos meninos pra eles não irem embora ai eu fui, e ele me disse “você vai me deixar aqui sozinho?” e eu sorri e disse que era rápido. Quando voltei eu voltei com uma flor, ele a segurou a noite toda até que jogou ela no meu decote e disse “mais tarde eu pego” eu apenas rir. O pessoal resolveu ir embora e nós também ele me perguntou pra onde iriamos e eu disse “casa” e então ele disse “motel” eu fiquei pasma e disse que não, e então ele sorriu cafajestemente e disse “entra no carro, eu te convenço” e eu fui. Viemos para a porta da minha casa e então a gente foi pro banco de trás ele me beijou intenso, eu arranquei sua camisa, ele quis tirar a minha e eu fiz boa moça, até que eu me entreguei e ele me perguntou novamente “vamos para um motel” e eu fui. Ele estava com pressa, assim que chegamos ele correu e eu comecei a rir, ele tirou minha blusa e adivinha o que caiu? (tirando minha cara) a flor que ele disse que pegava mais tarde. Safado. E então eu subi em cima dele e assim foi a noite toda, depois de tudo ele ficou abraçado comigo. Vim para casa e ele pediu meu numero e estamos conversando, ele não mora aqui mas logo logo vem pra ca... me desejem sorte.

São João 2016...

Eu sabia que ele estava na cidade, ele me avisou mas a gente não estava se vendo até que um dia após terminar o são João logo de manhã.

11;26

“Estava lindo ontem” “Você me viu?” e eu disse que sim, ele me perguntou porque não fui falar com ele e eu dei uma de doida porque eu não o vi, mas fiz aquilo para puxar assunto e ele respondeu “Porque não nos vemos agora?” e eu fui.

Enfim foi aquela coisa toda, mas não foi como a primeira vez. No entanto, continuo encantada com ele, ele está vindo morar aqui novamente. Será que vai sair mais disso???? Ou acaba por aqui???

A REALIDADE: E lá vem aquela droga de clichê, nem tudo é o que parece, nem todas as coisas boas duram para sempre, o que é bom dura pouco, a realidade é outra bebê.

Eu acompanhava ele nas redes sociais, ate que ele postou uma foto da formatura, me empolguei inteira, ele estava vindo morar aqui. A gente sempre conversava uma coisa aqui e outra ali, mas marcava e nada saia, ou era culpa minha ou dele. Até que marcamos algo e ele foi um grosso, “Não é tudo na hora que você quer, tenho minhas coisas”. Ahhhhhh se fuder, abri de mão, apaguei o numero etc. A chupada dele era uma delicia, mas eu preferia minha paciência.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
senhoritazinha
Hello, sou loira e sagitariana!