A sétima arte
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A sétima arte
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A sétima arte
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

#Ai #Senhor: indicada ao Oscar diz que boicote é 'racismo contra os brancos'

Sheila Vieira
há 2 anos10 visualizações

Muita hora nessa calma.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
#Ai #Senhor: indicada ao Oscar diz que boicote é 'racismo contra os brancos'

Primeiro aos fatos: a atriz britânica Charlotte Rampling, que foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz pelo filme "45 Anos", comentou na rádio francesa Europe 1 o boicote de Spike Lee, Will Smith e Jada Pinkett Smith (por enquanto) à cerimônia da Academia, pela ausência de atores negros indicados pelo segundo ano consecutivo. A frase:

"É racista com os brancos. Não dá para saber, mas talvez os atores negros não mereciam estar na lista final desta vez".

O mundo é uma eterna coincidência, não é, gente? Sempre as pessoas que merecem as coisas são brancas! Incrível! Deviam fazer um #apontaestudo sobre isso.

Falando sério, vamos começar pelo primeiro problema. Não existe racismo contra brancos.

Nope. Não. Nem um pouco. Nem vem.

Te chamaram de branquela? É chato, eu sei. Mas fico brava por uns 15 segundos porque esta 'ofensa' não afeta em nada o destino da minha vida. Continuo podendo entrar em qualquer lugar sem receber olhares estranhos, ninguém vai deixar de sentar ao meu lado no ônibus ou atravessar a rua por medo de mim, nenhuma família de boy iria insinuar que eu 'não tenho nada a ver com ele'. 

Você já ouviu alguém falar 'branquela é foda né?"

Depois ela diz que talvez os atores negros não merecessem neste ano. É uma excelente maneira de desviar da questão principal, mas vamos lá. Idris Elba, Michael B. Jordan e Will Smith estavam bem cotados e você pode achar que eles foram piores do que o Matt Damon-astronauta-engraçadão. Tudo bem, é opinião.

Mas os próprios 'boicoteiros' (nem sei se isso é uma palavra) deixaram bem claro que não têm algo contra os atores indicados. É simplesmente que os melhores papéis quase sempre são designados para atores brancos. Os negros são escalados para personagens estereotipados (escravos e empregados) ou figuras históricas como Martin Luther King Jr. E as nomeações ao prêmio são o resultado final de toda essa cadeia de segregação que começa lá na escolha do elenco.

Mas, Sheila, boicotar só vai piorar a situação, forçar uma guerra entre brancos e negros!

Isso se aplica à Charlotte Rampling, mas há atores brancos em Hollywood que entendem o seu privilégio. Mark Ruffalo e George Clooney, por exemplo, falaram nesta semana que realmente há um problema a ser extremamente discutido. Os brancos não precisam se juntar ao boicote (afinal, a ação é dos negros), mas também não precisam vir a público dizer que eles *talvez* não merecessem ser premiados.

Tentar discutir o problema sem medidas drásticas é justo. A maioria das pessoas não gosta de conflitos, eu também não. Mas chega uma hora em que as coisas precisam sair da inércia e só um movimento de impacto pode fazer isso. Imagine se a cerimônia realmente só tiver brancos e o Chris Rock. Seria o maior mico da história da Academia.

Por outro lado, nós pensaríamos: 'se os negros estivessem aí, o que estariam fazendo?'

Entregando prêmios para brancos.

E segue o jogo.

#oscars #OscarsSoWhite #racismo #cinema 

Quatro canais de crítica de cinema no YouTube, para todos os tipos de cinéfilos

Sheila Vieira
há 2 anos81 visualizações

São todos em inglês, malz! Se tiver sugestões em PT, mande nos comentários!

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Quatro canais de crítica de cinema no YouTube, para todos os tipos de cinéfilos

Sempre tive preguiça de vlogueiros, especialmente os que só falam sobre a própria vida. O YouTube costumava ser apenas um rádio para mim, intercalado com algum vídeo engraçadinho. Porém, um belo dia comecei a descobrir os vlogueiros (e jornalistas que apenas filmam suas impressões) críticos de cinema e não passo mais de dois dias sem conferir a novidade desses canais. E tem para (quase) todo tipo de cinéfilo. Olha só:

Chris Stuckmann, para os geeks intelectuais

Com mais de 500 mil subscribers, Chris Stuckmann é um crítico (pode falar reviewer se você achar que crítico é um termo muito nobre) que gosta de filmes populares. Ou seja, não haverá aquele tom de superioridade tradicional de um jornalista. Porém, isso não significa que ele é só um fanboy falando o que vem na cabeça. Ele é um cineasta, tem um bom repertório e argumenta bem os seus pontos.

Além de críticas de lançamentos, Stuckmann faz vídeos sobre seriados e filmes antigos (especialmente de longas anteriores de uma saga ou de um diretor específico), incluindo a série Hilariocity, relembrando filmes tão ruins, que viram engraçados. O de "Batman & Robin" é maravilhoso. Tem 40 minutos? Sim, mas vale cada um deles.

What The Flick?, para quem quer ouvir jornalistas que cobrem cinema normalmente

Este canal tem mais de 138 mil seguidores e é basicamente ouvir os jornalistas que escrevem as críticas dos sites e dos jornais DEBATENDO sobre suas visões de um filme. E essa é a parte mais legal. Eles também fazem discussões sobre seriados e alguns episódios especiais, como o que relembra todos os grandes papéis Alan Rickman.

Jeremy Jahns, para geeks mais "farofa"

Este cara tem quase UM MILHÃO de subscribers! Suas reviews são geralmente muito engraçadas e com aquela edição dinâmica de YouTube que corta a imagem a cada três segundos. Ele se apresenta como um fã de filmes falando sobre eles, não como um especialista. Portanto, não espere aqui qualquer tipo de análise super profunda. É mais um 'curti ou não curti'. E Jahns cumpre bem este propósito.

Kermode and Mayo, para cinéfilos mais tradicionais

O canal é composto de trechos de um programa de rádio da BBC, no qual o crítico Mark Kermode fala sobre os lançamentos da semana. A conversa dele com o apresentador Simon Mayo já se parece mais com dois amigos que têm uma coleção de 3.000 filmes em casa e fazem referências que você nem sempre entenderá (às vezes Mayo pede que Kermode as explique). Portanto, se você é aquela pessoa que faz um *eyeroll* toda vez que alguém fala que AMA CINEMA mas nunca ouviu falar de Kurosawa, este talvez seja o mais indicado.

E quando ele critica um filme MUITO RUIM, é hilário:

Ou você pode continuar lendo críticas como as pessoas que ainda leem fazem.

Eu leio! Às vezes.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar