A tocha é nossa!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A tocha é nossa!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
A tocha é nossa!
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Campanha perfeita de Bruno Soares na Austrália aumenta nossa chance de medalha

Destruidor.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Campanha perfeita de Bruno Soares na Austrália aumenta nossa chance de medalha

Todos sabemos que a grande chance do tênis do Brasil nas Olimpíadas do Rio será na chave de duplas masculinas, com Marcelo Melo e Bruno Soares. Os dois estão entre os principais nomes da categoria nos últimos anos e têm um excelente aproveitamento juntos na Copa Davis.

Porém, enquanto Melo viveu a melhor temporada de sua carreira em 2015, com título em Roland Garros, dois Masters 1000 e liderança do ranking mundial (algo que precisa impossível enquanto os irmãos Bryan ainda estivessem em atividade), Soares teve alguns altos e muitos baixos com o austríaco Alexander Peya no último ano. O mineiro revelou a Alexandre Cossenza que o ex-parceiro estava sofrendo com um problema particular.

Soares chegou a procurar Melo para retomar a parceria fixa, mas o número 1 decidiu continuar com o croata Ivan Dodig. O destino quis que o britânico Jamie Murray procurasse o mineiro na mesma época (US Open) e os dois combinaram de começar 2016 juntos. As três primeiras campanhas da dupla foram assustadoramente boas: semifinal em Doha e títulos em Sydney e no Australian Open. Este foi o primeiro Slam dos dois em duplas masculinas (já tinham em mistas).

Bruno, ainda por cima, voltou no dia seguinte para também levantar a taça de mistas com a russa Elena Vesnina. Ele foi o primeiro brasileiro a vencer dois títulos no mesmo Slam desde Maria Esther Bueno (ela fez isso nove vezes, é inacreditável, um feito raríssimo). O melhor de tudo é que vimos novamente o Soares do auge de 2013, quando foi número 3 do ranking: sacando bem, segurando bem de fundo de quadra, jogando com convicção na rede e confiante.

Se alguém se preocupava que Bruno estava um pouco abaixo de Marcelo para 2016, não se preocupe mais. O Brasil é um dos grandes favoritos a subir ao pódio nas duplas masculinas em agosto. Claro que tudo pode acontecer nos Jogos, já que as chaves são misturadas com os jogadores de simples. Mas isso está longe de significar que os duplistas não têm chance. Afinal, os irmãos Bryan ficaram com o ouro em 2012.

Campanha perfeita de Bruno Soares na Austrália aumenta nossa chance de medalha

#tennis #brunosoares #duplas #marcelomelo #olimpiadas #rio2016

Ainda há ingressos olímpicos para vôlei, basquete, futebol e atletismo

Sheila Vieira
há 2 anos11 visualizações

Está esperando o quê?

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Sim, as sessões mais concorridas já estão esgotadas, mas isso não significa que você está fora dos esportes mais populares nas Olimpíadas do Rio! Ainda há muito ingresso disponível para fases preliminares (não tem como saber quem joga agora) e alguns também de sessões valendo medalha! Dá uma olhada:

Futebol

Primeira fase: 21 sessões disponíveis. Custam entre R$ 40 e R$ 70 no feminino e R$ 50 a R$ 100 masculino.

Quartas de final: sete sessões à venda, todas do feminino e três do masculino. Você paga de R$ 60 a R$ 100.

Semifinais: nenhuma esgotou ainda. As femininas (em BH e Rio) saem entre R$ 100 e R$ 280. A masculina da Arena Corinthians só tem ainda de R$ 600 e a do Rio conta com três opções: R$ 400, R$ 500 ou R$ 600.

Valendo medalha: o bronze feminino (Arena Corinthians) tem ingresso a R$ 40 (sem ingresso marcado) e o ouro sai por R$ 300, R$ 420 ou R$ 580. Em BH, o bronze entre os homens está valendo de R$ 240 a R$ 600. A decisão masculina está esgotada, mas ingressos de revenda têm aparecido com frequência no site. Tem que ficar de olho. Certo, Neymar?

Basquete

Primeira fase: 42 sessões à venda, custando R$ 50 a R$ 70 no feminino e R$ 100 a R$ 350 no masculino.

Quartas de final: todas disponíveis, entre R$ 180 e R$ 420, algumas com categorias mais baratas esgotadas.

Semifinais femininas: você pode comprar por R$ 240, R$ 400 ou R$ 600.

Final feminina: aí está mais salgado, valendo R$ 900.

Vôlei

Primeira fase: temos 29 sessões disponíveis ainda, tanto no masculino, quanto no feminino. Todas valem entre R$ 100 e R$ 350. Quem sabe você dá sorte e assiste ao Brasil?

Quartas de final: todas à venda, só que custando R$ 420.

Atletismo

As sessões misturam eliminatórias, semifinais e finais e 10 estão ainda à venda, valendo entre R$ 100 e R$ 1200.

Eu destacaria a sessão noturna de 15 de agosto, que tem a premiação dos 100 metros rasos masculino (quer dançar com o Bolt?) e a final do salto com vara masculino. Outra bacana é a de 17 de agosto, noturna, que tem Bolt competindo na semifinal dos 200 metros rasos. Ambas saem entre R$ 260 e R$ 900.

Dica: Bolt já confessou que seu maior objetivo no Rio, além dos três ouros, claro, é quebrar novamente o recorde dos 200m.

Cerimônia de encerramento

Ok, não é a abertura, mas mesmo assim costuma ser bastante emocionante. Vai ter muita coisa sobre o Japão, que sediará os Jogos de 2020 (e nós amamos o Japão, não é?) e a pira será apagada.

Porém, as sessões ainda disponíveis são as mais caras: R$ 1400, R$ 2500 ou R$ 3000.

Para comprar, acesse https://ingressos.rio2016.com/.

Sempre lembrando que a todo momento as pessoas estão revendendo ingressos pela plataforma oficial e eles reaparecem a qualquer hora no site. Se você quer aquela entrada impossível, deixe a aba da sessão nos seus favoritos e vá olhando durante o dia!

#olimpiadas #olympics #rio2016 #ingressos #tickets

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar