Desabafos aleatórios
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Desabafos aleatórios
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Desabafos aleatórios
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

#AceitaQueDóiMenos: Álcool destrói quase que completamente nosso corpo

DeTudoUmPouco
há um ano53 visualizações

Sim, serei a tia chata do rolê. Foda-se.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
#AceitaQueDóiMenos: Álcool destrói quase que completamente nosso corpo

A nova moda na era dos “estudos científicos caça-cliques” são aquelas que dizem que álcool até faz bem para o nosso corpo de vez em quando. Todo mundo compartilha no Facebook cheio de orgulho. Mas e as outras 589 coisas ruins que ele causa em nosso organismo? Isso escolhemos ignorar.

Não é que as pessoas sejam desinformadas: todo mundo sabe que o efeito de repetidas bebedeiras é mais grave do que ressaca. Mas elas simplesmente não ligam porque as consequências são internas e só trazem um preço alto a pagar lá no futuro.

Este vídeo do Business Insider dá uma recapitulada no que acontece no seu corpo toda vez que você exagera na bebida:

Os efeitos que você percebe na hora são: o aumento da produção de dopamina, que é o te faz se sentir nas nuvens quando está bebendo, seu corpo ficando molenga, perda de memória e de concentração e mudanças repentinas de humor. O dramático é como isso acontece: com o tecido cerebral sendo enfraquecido, distorcido e muitas vezes destruído mesmo. O álcool muda a estrutura do seu cérebro.

Seu coração também sofrerá a longo prazo: a chance de uma pessoa que bebe regularmente ter um infarto ou arritmia são grandes. O álcool também enfraquece as células do órgão e pode fazer com que ele aumente de tamanho (!!!).

O fígado, como sabemos, é o que mais sofre, porque é quem oxida todo o álcool que você ingere. Excesso de bebida deixa o órgão gorduroso e pode causar hepatite, cirrose e fibrose. O pâncreas também pode inflamar.

Se você tem medo de câncer, também deveria maneirar no goró: o álcool é grande responsável pelo surgimento da doença na boca, no esôfago, na garganta e no fígado. E como a substância também enfraquece o sistema imunológico, sua chance de se recuperar é menor.

Ok, vivemos em um país democrático (naquelas né, mas sim) e cada um faz o mal que quiser para seu próprio organismo. Mas será que você realmente bebe pensando em todos os riscos a que está submetendo seu corpo? Será que adianta você viver uma vida fitness, ficar bonitão por fora e destruir o interior com doses cavalares de álcool?

Será que você sabe que está correndo risco de se viciar? E que, depois de virar álcoolatra, vai precisar de um esforço homérico para ficar em abstinência para o resto da sua vida?

Você bebe sim e está vivendo. E tem gente que não bebe e está morrendo. É um fato. Mas você não cantaria esta música em uma cama de hospital.

#alcool #bebida #alcohol #drinking #heavydrinking #alcoolismo #health #saude

Coisas que você fazia na infância e as crianças de hoje não podem mais

DeTudoUmPouco
há um ano49 visualizações
Coisas que você fazia na infância e as crianças de hoje não podem mais
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Quando você lembra da própria infância, surge apenas uma pergunta em sua cabeça: "COMO EU NÃO MORRI?".

Nós, que já somos adultos há um bom tempo, tínhamos uma liberdade muito maior para viver e brincar fora da sala de estar da nossa casa. Hoje em dia, os pequenos são apenas transferidos entre espaços fechados: quarto, escola, carros e de vez em quando um parque com três adultos responsáveis de olho.

Claro que tudo tem um motivo: a oferta de informação hoje em dia é muito maior e percebemos que crianças são a todo momento vítimas de acidentes e adultos mal intencionados. Mas é impossível não sentir uma pequena nostalgia da nossa época e dos desafios que encaramos desde cedo. Estas são as coisas que as crianças de hoje em dia não podem mais fazer:

Andar no banco de trás sem cadeirinha ou cinto de segurança

Quando você teve um filho e te falaram que era obrigatório ter uma cadeirinha, você tomou um choque, lembrando de todas as vezes em que viajou para a praia no colo da sua irmã mais velha (porque obviamente o carro estava mais cheio do que o permitido). Cinto de segurança? Você ainda não se acostumou a colocar nem no banco da frente e fica tentando alargá-lo sem sucesso.

Coisas que você fazia na infância e as crianças de hoje não podem mais

Brincar na rua sem supervisão

Depois da escola e do almoço, o próximo passo não era ligar a TV ou o computador, mas sim se juntar às outras crianças do bairro para brincar de alguma coisa. Os pais só davam uma olhadinha a cada uma hora para ver se ninguém morreu e só. Atualmente, ir no playground do condomínio já é considerado um passeio. Haja videogame!

Voltar sozinho para casa da escola

A impressão que temos atualmente é de que 50% dos carros na rua são vans escolares. Ninguém mais vai a pé para a escola, muito menos volta para casa caminhando. Agora você se recorda de como teve sorte de nunca ter cruzado com um pedófilo na rua.

Coisas que você fazia na infância e as crianças de hoje não podem mais

Ir na casa de amigos que seus pais não conheciam

Você talvez só pedisse para seus pais te levarem na casa do colega e deixava um telefone para eles ligarem em caso de emergência. Mas, na maior parte das vezes, eles nem sabiam o nome do seu amigo que estava dando a festinha, qual era o cardápio no local ou se teria gente mais velha no rolê.

Ficar na porta da escola conversando com os colegas

Tinha gente que ia para a escola só para isso! Trocar uma ideia após a aula, paquerar o/a coleguinha, jogar baralho e afins. Só depois todo mundo partia para o seu lar, já combinando o que fariam à tarde.

Coisas que você fazia na infância e as crianças de hoje não podem mais

Nadar em piscinas públicas

Ok, ainda tem muita gente que faz isso, mas bem menos do que antigamente. Nem passava pela nossa cabeça (ou pela do nossos pais) que aquelas águas provavelmente tinham todos os tipos de micoses (e coisas piores) do mundo. Todo fim de semana você mergulhava com gosto em uma água tão poluída quanto a do mar.

Coisas que você fazia na infância e as crianças de hoje não podem mais

Empinar pipa e jogar futebol ou vôlei no meio da rua

Não era na calçada ou em uma pracinha. ERA NO MEIO DA RUA MESMO. De vez em quando vinha um carro e todo mundo afastava, depois voltava. Hoje em dia, difícil achar uma rua em que seres humanos não passem achando que são o Vin Diesel em “Velozes e Furiosos”, sem falar nos ônibus. Já era.

Cada época tem suas vantagens e desvantagens. Ficar mais tempo na rua provavelmente ensinou muita coisa que as crianças de hoje só aprendem no final da adolescência ou quando adultas. Por outro lado, é impossível negar que os novinhos da atualidade estão muito mais seguros de qualquer tipo de violência do que a gente estava.

Será que no futuro as crianças simplesmente não brincarão mais?

#kids #playing #fun #infancia #brincadeiras 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar