ESPORTES

Estranho: Nike suspende contrato com Maria Sharapova em tempo recorde

Sheila Vieira
Author
Sheila Vieira

A “rainha do marketing” acabou sendo abandonada por seus principais patrocinadores em tempo recorde. Maria Sharapova viu seu contrato com a Nike ser suspenso apenas oito horas após a russa anunciar para o mundo que havia testado positivo para meldonium. Detalhe: a marca esportiva patrocinava a tenista desde que ela tinha 13 anos.

Estranho: Nike suspende contrato com Maria Sharapova em tempo recorde

Geralmente, anúncios deste tipo acontecem no dia seguinte ao fato ou até uma semana depois. Não há como comparar Sharapova a qualquer outra atleta mulher, já que sua fama é imensamente maior até do que a de Serena Williams, sua rival de currículo bem mais extenso. Então vamos olhar como a Nike se comportou em outros casos com homens:

Vamos começar com Oscar Pistorius, o corredor paralímpico sul-africano. A Nike suspendeu o contrato dele uma semana depois de ele ser acusado de assassinar sua namorada e rompeu definitivamente assim que ele foi condenado. Estamos falando de ASSASSINATO. Uma semana.

A empresa esperou um dia para encerrar o contrato com Ray Rice, jogador da NFL, depois que o TMZ divulgou um vídeo dele agredindo a noiva. Kobe Bryant, acusado de “sexual assault” (não há tradução adequada, pode ser assédio, abuso ou estupro) em 2003, nunca teve a relação com a Nike suspensa. A lenda do basquete fez um acordo com a mulher que fez a denúncia.

Então vamos para um caso mais “light”: Tiger Woods. O golfista não cometeu nenhuma infração esportiva, mas admitiu ter traído diversas vezes sua esposa, algo que manchou sua imagem. Enquanto vários outros patrocinadores de Woods pularam do barco, a Nike não o deixou, mas diminuiu o valor do patrocínio. Já o boxeador Manny Pacquiao foi dispensado pela Nike um dia após fazer comentários homofóbicos.

E um caso de doping mesmo? Vejamos o mais famoso de todos, Lance Armstrong. O ciclista não foi simplesmente pego em um teste, ele foi investigado como o líder de um amplo esquema que burlava o antidoping. Apesar de inúmeras denúncias, ele foi desligado da Nike só depois que abriu mão da sua organização Livestrong.

A situação mais curiosa de todas é a de Justin Gatlin. O velocista foi CONTRATADO pela Nike após ser pego pelo antidoping duas vezes, por testosterona.

Qual será o futuro de Sharapova na Nike? O contrato dela vai até o início de 2017 e não seria surpreendente que ela fosse suspensa por um ano. A empresa está esperando a “sentença” para romper definitivamente? Sharapova levará em conta esta suspensão-relâmpago na hora de renegociar? Seu lado de empresária será mais testado do que nunca.

Estranho: Nike suspende contrato com Maria Sharapova em tempo recorde

PS: a Porsche também suspendeu atividades com Sharapova e a Tag Heuer decidiu não renovar com ela.

#sharapova #doping #sponsors #nike