ESPORTES

Não está fácil para o Miami Open: só Djokovic sobrou para a segunda semana

Sheila Vieira
Author
Sheila Vieira
Não está fácil para o Miami Open: só Djokovic sobrou para a segunda semana

Tudo parecia bem promissor para o Miami Open antes do torneio. Seu maior concorrente, Indian Wells, sofreu um grande baque com as declarações machistas do CEO Raymond Moore. Serena Williams publicou no New York Times um artigo pedindo para que o torneio permanecesse na Flórida e, principalmente, Roger Federer havia escolhido o evento para voltar a jogar após a cirurgia no joelho.

Mas a maré começou a virar rapidamente.

Federer estrearia contra Juan Martin del Potro, um duelo que provavelmente não seria muito disputado, mas atrairia mídia e audiência na TV. No entanto, o suíço sentiu uma gastroenterite no dia da partida e decidiu abandonar a chave. Não sabemos se a justificativa foi a real (Federer hesita muito antes de revelar problemas físicos), mas ele acabou abrindo uma vaga para o lucky-loser Horacio Zeballos, que está fora do top 100 em simples.

Mesmo assim, o torneio poderia contar com uma vitória de Del Potro para agitar as coisas. O argentino é muito querido pelo público, que sente muito a sua falta nos últimos anos. Mas o seu punho esquerdo, que já passou por três cirurgias, ainda é claramente um alvo fácil. Batendo o backhand apenas com slice, Delpo perdeu para Zeballos na segunda rodada.

Não está fácil para o Miami Open: só Djokovic sobrou para a segunda semana

Federer e Del Potro partiram, mas Rafael Nadal estava lá e não havia como ele perder para o bósnio Damir Dzuhmur, certo? Bem, o espanhol estava liderando o jogo, até começar a passar mal com o calor. Ele tentou continuar cambaleando em quadra, mas quando nem suas pernas estavam se movimentando, Nadal viu que estava se arriscando e abandonou o confronto no terceiro set.

Ainda dava para contar com Serena Williams! A número 1 do mundo mora na Flórida e sempre joga muito bem lá, vencendo o torneio nas últimas três oportunidades. Mas fomos surpreendidos novamente. Serena foi eliminada pela russa Svetlana Kuznetsova, uma campeã de dois Slams, mas que está longe de seu auge no circuito. Após vencer um tiebreak disputado no primeiro set, a americana tomou 6/1 e 6/2 nos sets seguintes.

Não está fácil para o Miami Open: só Djokovic sobrou para a segunda semana

Andy Murray entrou em quadra em seguida para enfrentar a eterna promessa Grigor Dimitrov. O britânico levou o primeiro set, mas entrou em suas costumeiras viagens sem propósito, perdeu totalmente o foco, e abriu caminho para o búlgaro vencer em três sets. David Ferrer sofreu uma derrota bizarra para o jovem francês Lucas Pouille e Jo-Wilfried Tsonga também deu adeus ao torneio, em jogo contra o espanhol Roberto Bautista Agut.

Ou seja, Novak Djokovic é o único tenista entre as grandes estrelas mundiais a permanecer em Miami. Kei Nishikori e Milos Raonic são os favoritos após o sérvio. Na chave feminina, a situação está promissora para Victoria Azarenka, Angelique Kerber e Simona Halep, jogadoras extremamente competentes e vencedoras, mas que não atraem público como Serena.

Após ser muito criticado pelo que disse na Califórnia, Djokovic pode acabar como o salvador do dia em Miami.

#tennis #djokovic #serenawilliams #federer #delpotro #miamiopen #miami #andymurray  #nadal