O mundo não é o bastante
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo não é o bastante
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O mundo não é o bastante
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Este depoimento de uma ex-Miss Universo vai te fazer desprezar Trump ainda mais

DeTudoUmPouco
há um ano14 visualizações
Este depoimento de uma ex-Miss Universo vai te fazer desprezar Trump ainda mais
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Todos sabemos que Donald Trump é um homem burro, incompetente e desprezível, que sabe-se lá por quê (deve ser uma síndrome de Coringa da população) virou um candidato com chances reais de assumir a Casa Branca. 

Sabemos que ele é racista e machista, por suas próprias palavras. Mas ouvir da boca de uma vítima é algo completamente diferente, e que causa uma grande revolta. A campanha de Hillary Clinton financiou um comercial, que foi ao ar nesta segunda (26), no qual a ex-Miss Universo Alicia Machado conta sua experiência com o magnata.

Logo que venceu o concurso, Alicia sofria pressão diária para se manter magrela. E, nós, mulheres sabemos que o efeito costuma ser o inverso. Quanto maior a pressão, mais comemos e engordamos. A venezuelana ganhou peso e chegou a ser chamada de Mrs. Piggy por Trump.

Em um episódio surreal, que só dá para acreditar porque o vídeo mostra, Trump levou jornalistas para cobrir uma sessão de exercícios de Alicia e deu entrevistas falando que ela era alguém que "gostava de comer". Basicamente, expôs a garota mundialmente, como se ela tivesse cometido um assassinato.

Os danos a Alicia também foram financeiros: apesar de ter direito a 10% dos rendimentos proporcionados por suas ações publicitárias, ela não recebeu nada.

Agora, Alicia é cidadã norte-americana e vai votar. Parece que o jogo virou, não é mesmo? Veja a história dela:

#trump #donaldtrump #missuniverse 

França enfim entende que não é legal obrigar muçulmanas a se despirem na praia

DeTudoUmPouco
há um ano17 visualizações
França enfim entende que não é legal obrigar muçulmanas a se despirem na praia
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Certas coisas básicas neste mundo são difíceis de serem assimiladas por algumas pessoas. Veja só o caso dos burkinis na França. Realmente há uma boa parte da população e do governo do país que acham razoável proibir mulheres muçulmanas de usarem o traje que cobre todo o corpo nas praias. Para passear nas areias ~sagradas~ da nação, você tem que estar de biquíni ou maiô. A não ser que você seja cristã, aí vá como você quiser.

Urgh.

Mais de trinta prefeitos franceses proibiram o burkini e submeteram mulheres à humilhação de terem que tirar suas roupas ao redor de diversos policiais brancos em frente à família. Um argumento comum da galera que não está percebendo a sementinha do fascismo dentro de si mesmo é que não dá para uma mulher ocidental ir a uma praia em um país árabe com biquíni (pode ser verdade, mas você foi lá para saber ou está chutando essa suposição?).

É errado obrigar uma mulher a se cobrir? Com certeza. Mas forçá-la a se despir é infinitamente mais humilhante, e não é preciso ser muçulmana para sentir este desespero. Você, branco ocidental, que quer defender a liberdade das mulheres com imposições, está apenas substituindo o marido dela que a obriga a sair de casa coberta:

A luta pela liberdade deve ser comandada pelas vítimas, sempre.

Com os casos de mulheres sendo constrangidas se multiplicando pelo país e ganhando destaque internacional, um empresário argelino chamado Rachid Nekkaz decidiu ajudar a causa e pagar as multas a que as muçulmanas eram submetidas.

Quando boa parte do mundo ocidental (a parte sensata) decidiu julgar os franceses por isso, a Justiça local entendeu que era hora de dar um basta na situação. O Conselho do Estado determinou que os prefeitos não podem mais impedir muçulmanos de irem à praia com seus trajes. No entanto, este assunto ainda pode trazer consequências drásticas. Como sabemos, o ISIS se alimenta e cresce justamente na desconfiança e preconceito dos europeus brancos com os árabes. Por isso, tentam incriminar refugiados por seus atos de terrorismo. Que eles não usem mais este episódio para tentar “justificar” o temor ocidental em relação à vestimenta islâmica.

Estamos caminhando para tempos ainda mais sombrios. Mas ainda é possível sorrir.

França enfim entende que não é legal obrigar muçulmanas a se despirem na praia

#islam #muslim #burkinis #france #women 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar