O segundo sexo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O segundo sexo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
    • Reportar esta pasta de histórias
O segundo sexo
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Petistas atacam Miriam Leitão e isso vira desculpa para criticar feministas

DeTudoUmPouco
há 4 meses387 visualizações

Olha a viagem.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Petistas atacam Miriam Leitão e isso vira desculpa para criticar feministas

A internet tem a incrível vocação de trazer uma discussão de um assunto A para o Y em questão de poucos minutos. Foi o que aconteceu após a jornalista Miriam Leitão denunciar que foi vítima de ataques verbais de petistas durante um voo de duas horas.

Certas pessoas passaram a oportunidade de mostrar solidariedade a Leitão e preferiram atacar... as feministas.

Bom, as feministas que estavam online obviamente não defenderam as agressões. No entanto, aparentemente, é obrigação delas responder em até cinco minutos a qualquer coisa ruim que aconteça a uma mulher.

Sendo que a reação natural a este episódio era a mais óbvia possível:

Antes que eu me esqueça, todo apoio a Miriam Leitão.

Professora da FGV questiona machismo e escuta: 'Lugar de mulher é na cozinha'

DeTudoUmPouco
há 5 meses394 visualizações

E o troll foi alimentado por um colega dela.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Professora da FGV questiona machismo e escuta: 'Lugar de mulher é na cozinha'

Professora de Direito da FGV, Tathiane Piscitelli certamente não esperava entrar em um debate de nível tão baixo envolvendo um de seus colegas. Tudo começou quando a docente questionou em seu perfil no Facebook a ausência de mulheres no Seminário Internacional Tributo ao Brasil, postando uma foto da mesa composta só por homens com a legenda "Excelente visão [masculina] da Reforma Tributária".

O professor Eurico Marcos Diniz de Santi compartilhou o post dela, dizendo com outras (muitas) palavras que as mulheres não estavam na mesa porque não alcançaram cargos importantes, e o que reconhecimento precisa ser meritocrático. Ele também marcou colegas mulheres na discussão, chamando-as de "amáveis" e "admiráveis".

Professora da FGV questiona machismo e escuta: 'Lugar de mulher é na cozinha'

(Vai o print, porque o post já foi apagado.)

Não satisfeito, o professor chamou para a conversa um amigo chamado Rastko Kovacevic, que decidiu proferir insultos machistas às mulheres em geral:

Professora da FGV questiona machismo e escuta: 'Lugar de mulher é na cozinha'

Em conversa privada, Kovacevic conseguiu ser ainda mais chulo:

Professora da FGV questiona machismo e escuta: 'Lugar de mulher é na cozinha'

A professora Piscitelli postou este trecho da "conversa", questionando o Diniz de Santi sobre suas intenções ao chamar uma pessoa com este tipo de visão para a discussão:

Diniz de Santi tentou se defender dizendo que seu amigo "reconhecidamente machista, inteligente e bem humorado" (OI?) disse aquelas coisas "fora de contexto":

Professora da FGV questiona machismo e escuta: 'Lugar de mulher é na cozinha'

Fica a pergunta: qual tipo de contribuição o professor esperava de uma pessoa reconhecidamente machista, como ele mesmo definiu, para este debate? Três possibilidades: Diniz de Santi não conhece muito bem o seu amigo, precisa reavaliar suas expectativas em relação às opiniões de pessoas machistas ou simplesmente tentou jogar a responsabilidade de todo este episódio lamentável para Kovacevic.

De qualquer maneira, talvez seja melhor o professor repensar suas amizades. E a maneira com que enxerga suas colegas.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar