O segundo sexo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O segundo sexo
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
O segundo sexo
ic-spinner
Hikayeni paylaş
Sevdiğin hikayeleri ve yazarları bul ve takip et. İlham al, sen de kendi hikayelerini yaz. Hikayelerine arkadaşlarını davet et. Paylaş ve tüm dünyaya sesini duyur.

Prefeito de Londres bane propagandas gordofóbicas do transporte público

Prefeito de Londres bane propagandas gordofóbicas do transporte público
Sevdiğin konularda arkadaşlarınla işbirliği yap
Bu konuda yazmak ister misin? ▸

Falamos bastante atualmente sobre machismo, racismo e homofobia, mas uma discussão que também precisamos ter é sobre a pressão diária que gordos sofrem. Em toda a publicidade, pessoas fora dos padrões não são apenas ignoradas: muitas vezes, são ridicularizadas.

Um anúncio que apareceu no metrô de Londres há alguns meses iniciou um debate importante. A imagem acima diz: "Está preparado com um corpo de verão?" (a tradução fica estranha, mas a ideia é que um corpo ideal de verão é o desta modelo na propaganda).

Você pode achar a mensagem inofensiva (até porque estamos acostumados a ver a publicidade vender esta ideia do corpo perfeito), mas ela pode ter um impacto extremamente negativo em jovens mulheres que odeiam (e não deveriam odiar) seus corpos.

Por isso, o novo prefeito de Londres, Sadiq Khan, decidiu banir qualquer tipo de anúncio publicitário parecido com este: "Como pai de duas adolescentes, fico extremamente preocupado com este tipo de anúncio que pode diminuir pessoas, especialmente mulheres, e fazer com que elas tenham vergonha de seus corpos", ele disse.

"Ninguém deveria se sentir pressionado, quando viaja de metrô ou ônibus, com expectativas irreais sobre seus corpos, e quero mandar uma mensagem clara à Publicidade sobre isso", prosseguiu o prefeito.

Tomara que a moda pegue e a gente não precise mais se deparar com este tipo de coisa na rua:

(Sim, é da Peta. #preguiça)

Custa ter um pouco de criatividade e não precisar cair no clichê de apelar para insegurança para vender um produto?

#fatshaming #advertising #publicidade #gordofobia #sexism #london

38% dos brasileiros são sádicos: querem que mulher tenha filho de seu estuprador

Uma maneira mais ~fofinha~ de falar isso seria “38% dos brasileiros são contra o aborto em casos de estupro”. Porém, para mim, o significado é o mesmo.

Sevdiğin konularda arkadaşlarınla işbirliği yap
Bu konuda yazmak ister misin? ▸
38% dos brasileiros são sádicos: querem que mulher tenha filho de seu estuprador

A nova pesquisa foi feita pela consultoria Hello Research e foi publicada em primeira mão pela Exame (que colocou na manchete que 51% dos brasileiros são a favor do aborto, caso a gravidez seja resultado de uma violação).

O olhar otimista do veículo da Abril até tem um motivo: o apoio ao aborto em caso de estupro, que é garantido por lei, como sabemos, era MENOR no passado. Em 2014, 44% acreditavam que uma mulher que engravidou por agressão sexual não poderia ter o direito de interromper a gravidez.

Mesmo levando em conta o quanto a religião influencia a opinião da população, é chocante que uma parcela tão grande das pessoas ainda não consiga entender o tamanho da crueldade que é obrigar uma mulher a gerar um filho de um estuprador. Como sabemos, várias vítimas de violência sexual são crianças e adolescentes. Que estariam expostas a este horrível destino.

O argumento, como sempre, é ser a favor da vida. De uma vida não desejada, que trouxe um trauma insuperável para a mãe e que provavelmente obrigaria a mulher a ter contato direito com o pai (forçado), se ele quisesse torturá-la mentalmente mais um pouco. Caso o estuprador não reapareça, a mulher que tome conta sozinha, afinal, o papel da criação é só nosso mesmo, não?

Mesmo sendo legal no Brasil, o aborto em casos de estupro não é um procedimento “fácil”. Muitos médicos se recusam a fazê-lo (e não são punidos por negarem um direito garantido por lei a uma paciente) e há relatos de que as vítimas precisam recontar seu trauma de forma ~convincente~ nos hospitais, quando não apresentar um boletim de ocorrência ou algum tipo de registro oficial do ocorrido.

Muita gente quer remover este direito das vítimas, como a nova gestora da Secretaria de Políticas para Mulheres, Fátima Pelaes. Apesar de ter voltado atrás quando criticada, é extremamente improvável que ela simplesmente tenha mudado de opinião em um dia. E que não vá estabelecer políticas condizentes com a sua visão.

O Brasil já deveria estar discutindo a legalização do aborto em qualquer circunstância, mas ainda está preso em um debate que já deveria ter sido superado há muito tempo. Se a sua religião é contra o procedimento e você realmente acredita que deveria dar à luz o filho de quem te estuprou e que tudo tem um motivo, você tem este direito. Não tente tirar o de quem pensa diferente.

#aborto #abortion #rape #estupro #genderviolence #violenciadegenero #women #mulher

Hikayeyi okudun
Story cover
tarafından yazıldı
Writer avatar