FILMES

Oremos! Diretor de “Senna” e “Amy” fará documentário sobre Maradona

Sheila Vieira
Author
Sheila Vieira

Diretor de documentários mais pop do momento, o britânico Asif Kapadia escolheu um ótimo personagem para seu terceiro filme de grande circulação: Diego Armando Maradona.

Oremos! Diretor de “Senna” e “Amy” fará documentário sobre Maradona

Responsável pelo emocionante “Senna” (sim, fãs do Piquet, o filme escondeu as falhas dele, mas é ótimo mesmo assim), Kapadia está concorrendo ao Oscar neste ano por “Amy”, longa que retrata o auge e a decadência da cantora Amy Winehouse. #RIP para ambos.

Segundo a Variety, Kapadia terá acesso a centenas de horas de filmagens inéditas do arquivo pessoal do astro argentino. “Sou um fã de longa data de Diego Maradona. Fui envolvido por sua personalidade, honestidade, paixão, humor e vulnerabilidade. Fiquei fascinado por sua jornada, nos momentos de brilhantismo e incrível e também nos dramáticos. Ele foi um líder, levando seus times ao topo, mas também teve muitos baixos. Sempre foi um cara pequeno lutando contra o sistema, contra os donos de fortunas e os poderosos e faria qualquer coisa para usar toda sua esperteza e inteligência para vencer”, disse o cineasta.

“Eu queria fazer um filme sobre Maradona muito antes de dirigir ‘Senna’, então estou bem animado com esta oportunidade. Diego é o maior jogador de todos os tempos, mas com falhas e fraquezas. Sua vida foi de extremos, mas de alguma maneira, como um lutador de rua, ele sobreviveu para contar suas histórias”, acrescentou Kapadia.

Vamos ignorar a parte do “melhor de todos os tempos”, é coisa de britânico.

Brincando, todos têm direito a uma opinião.

Entre os dois grandes hits de Kapadia, prefiro “Senna”. E não é porque sou brasileira, afinal, acompanhei muito mais a carreira de Amy Winehouse do que a do tricampeão da Fórmula 1. É que o filme sobre a cantora de jazz/pop me pareceu extremamente invasivo, mostrando imagens pessoais de Amy em um estado muito ruim de saúde, que não foram legais de testemunhar. Você se sente tão invasor quanto os paparazzi que a perseguiam ou quanto o babaca do Blake Fielder Civil. O fato de ela estar morta não faz a violação da privacidade dela ser justa.

E “Amy” não tem um final maravilhoso como este:

Como Maradona obviamente está vivo, Kapadia terá que pensar em outro “clímax” para seu roteiro. Estou curiosa para saber qual será.

#documentary #maradona #senna #amy